Raul Seixas, Sérgio Sampaio

Êta Vida


“Respeitável público:
A sociedade
Da Grã Ordem Cavernista
Pede licença para apresentar
O maior espetáculo da terra”

Moro aqui nesta cidade
Que é de São Sebastião
Tem Maracanã Domingo
Pagamento a prestação
Sol e mar em Ipanema
Sei que você vai gostar…

Mas não era
O que eu queria
O que eu queria mesmo
Era me mandar!…(2x)

Mas Êta Vida danada!
Eu não entendo mais nada
É que esta vida virada
Eu quero ver…(2x)

São Sebastião do Rio
Tudo aqui é genial
Na televisão à noite
Tem cultura e carnaval
Tem garota propaganda
Num biquine que é demais…

Mas não era
O que eu queria
O que eu queria mesmo
Era estar em paz! (2X)

Mas Êta Vida danada!
Eu não entendo mais nada
É que esta vida virada
Eu quero ver…(2x)

0 comentário sobre “Êta Vida

  • Angélica Arruda disse:

    Nessa letra ela expressa que no Rio de Janeiro não o lugar que ele qria estar, por mais q é Cidade Maravilhosa lá não era a sua praia. Raul só qria sossego e só encontrou muita bagunça.
    ÊTA VIDA DANADA sempre nos reservando o que menos esperamos…

  • luiz gc disse:

    Mas não era
    O que eu queria
    O que eu queria mesmo
    Era me mandar!…(2x) – “ME MANDAR” TEM UM DUPLO SENTIDO. O PRINCIPAL É NO SENTIDO DE SER DONO DO PRÓPRIO NARIZ, NÃO DEIXAR NGM MANDAR NELE. O SEGUNDO É QUE, APESAR DESSA APARENTE VIDA BOA QUE A LETRA SUGERE, ELE PREFERE SE MANDAR DALI PARA UM LUGAR MAIS TRANQUILO.

    Mas não era
    O que eu queria
    O que eu queria mesmo
    Era estar em paz! (2X) – SE MANDAR É ESTAR EM PAZ.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estas HTML tags e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>