Cheiro de flor

Quando eu penso em você eu sinto um cheiro de flor
Quando eu penso em você me faz curar de toda dor
O reggae é uma expressão
De pura paz e amor
É o remédio para qualquer alma
Que está a sofrer
Sua beleza à terra do samba encantou
Como a flor mais singela
Que ofereço a você
Mas não esqueça que esse mundo
Também tem muita dor
E que é preciso ter amor
Para enfrentar o que lhe faz sofrer
Vamos rimando fácil assim
E desejando a paz no fim
Terei coragem de chorar e jogarei flores no mar e brilho pra te merecer
Quem foi que disse que o dread que o dread não gostava de sambar, sambar, sambar, sambar, sambar…
Jamais deixe nossa fé morrer…
E vem o sol que já vai brilhar traz a criança num banho de mar
Juro não fingir
Eu sei posso tentar
Ser eu depois você
Ser livre para amar
Não podemos fugir
Deixa o amor floresce

Comment allez vous

Quero ver você sorrir
Luz de velas pra dançar
Não é bom deixar fugir
Vem cantar baby, vem cantar baby

Se você nem quis saber
Te procuro pra lembrar
Que hoje a noite é pra você
Vem dançar baby, vem dançar baby

Comment allez vous
Voltei
Canto pra ela, canto pra ela
Comment allez vous
Voltei
Pra nossa terra, longe da guerra

Quero ver você sorrir
Luz de velas pra dançar
Não é bom deixar fugir
Vem cantar baby, vem cantar baby

Se você nem quis saber
Te procuro pra lembrar
Que hoje a noite é pra você
Vem dançar baby, vem dançar baby

Comment allez vous
Voltei
Canto pra ela, canto pra ela
Comment allez vous
Voltei
Pra nossa terra, longe da guerra

Agora que feliz estou

Eu gostava de você, demais
Mas você veio e mostrou, contrário
Agora que feliz que estou
Não vale a pena vir com esse caô
Repare!
A vida que passou não volta mais
Vejo tantas outras flores nos quintais
Deixo o tempo me levar pra onde for
Livre pra encontrar um novo amor

Era
Tão bonito pena que já era
Pena que o passado já passou
Quão indecifrável é o amor
Quão inspirador é a primavera
Tão injustiçada é a favela
Mesmo assim vejo que ela criou
Mil canções que falam de amor
Mais felicidade do que guerra

Teu sorriso pela atmosfera
Todo samba que a gente criou
Nessas noites claras de calor
Que deixam o coração sentir vontade
De um novo amor
Eu gostava de você, demais
Mas você veio e mostrou, contrário
Agora que feliz que estou
Não vale a pena vir com esse caô

Au de cabeça

Vou rezar aos céus e vou pedir
Não antes de agradecer
A sorte de ter você aqui
Clareando meu viver
E quando sentir não estar bem
Não hesite em sonhar
Em qualquer lugar que exista fé
O amor pode chegar

Anda apaga esse sofrer
Ama e me faz o seu belo rei
Anda acenda a minha luz
Enciende mi luz ea ea ea
Como a brisa que acalma
e quem é do bem seduz

Não de bola às noias da TV
Que só lhe fazem chorar
Não aumente a dor de se perder
Nem o medo de ganhar
Não deixe de lado nosso amor
Ele é lindo de viver
Dez e pouco eu vou sair daqui
Para ir buscar você

Anda apaga esse sofrer
Ama e me faz o seu belo rei
Anda acenda a minha luz
Enciende mi luz ea ea ea
Como a brisa que acalma
e quem é do bem seduz

Auuuuu… Auuuuu
Auuuuuuuuu…. Auuuuuuuuuuuu

Lágrimas não vão mudar
Anda, anda este corazón ya no se achanta
Que canta melodia pa` secar
Las lágrimas que te impiden disfrutar
Negra dame un segundo para entrar en tu mundo
Marcar destino vivir los mundos
Puerto Rico te tengo en mi corazón..aaaa
De Puerto Rico a Brasil un tono sutil
Para ti brasilera mira dice asi:
Con el corazón pega la presión entremos los dos
Como las notas de esta cancion
Con el corazón pega la presión vibremos los dos ea
Brasil Puerto Rico conquistando unidos
distintos en saber lo que digo
Ei tu ven conmigo quiero vibrar contigo
Quero crecer contigo
Quero lutar comigo
Para estar contigo

Cabelo de cachoeira

Ê menina moça
Ê menina moça
Ê menina moça
Ê menina moça

Seu viver
Está na luz dos seus olhos
Seus olhos de flor
Cabelo de cachoeira
Encontrando o mar

Tudo o que eu quero nessa vida
Eu só quero é te amar

Ê menina moça
Ê menina moça
Ê menina moça
Ê menina moça

Verbalize

Enfrentarei todo o mal, só pra te ver
Junto da boca do mar, quero viver
A musa do meu astral, mentalize
Para acalmar geral, verbalize

Todas as luzes e todos os sons
E nem a claridade de um sonho bom vai
Abrir os meus olhos e a minha cabeça
Se pra toda a idéia eu tiver uma barreira
Faço o que faço, sou o que sou
E de nada importa o que se falou
Dos versos do povo dessa tradição
Eu quero é cantar pro resto dessa vida!

Enfrentarei todo o mal, só pra te ver
Junto da boca do mar, quero viver
A musa do meu astral, mentalize
Para acalmar geral, verbalize

Vamos Fugir

Vamos fugir deste lugar baby
Vamos fugir estou cansado de esperar que você me carregue

Vamos fugir pra outro lugar baby
Vamos fugir pra onde quer que você vá que você me carregue

Pois diga que ira, irá já, irá já
Par onde o sol beija você,
Você beija um só, Marajó, Marajó
Qualquer outro lugar comum
Outro lugar qualquer, Guaporé, Guaporé
Qualquer outro lugar ao Sol
Outro lugar ao Sul, céu azul, céu azul
Onde haja sol no corpo nu
Junto ao seu corpo nu

Vamos fugir proutro lugar baby
Vamos fugir pronde haja um tobogã, onde agente escorregue

Vamos fugir deste lugar baby
Ah vamos fugir estou cansado de esperar, que você me carregue

Pois diga que irá, irá já, irá já
Para onde o Sol beija você
Você beija um só, Marajó, Marajó
Qualquer outro lugar comum
Outro lugar qualquer, Guaporé, Guaporé
Qualquer outro lugar ao Sol
Outro lugar ao Sul, céu azul, céu azul
Onde haja só meu corpo nu junto ao seu corpo nu

Vamos fugir proutro lugar baby
Vamos fugir pronde haja um tobogã, onde agente escorregue
Todo dia de manhã, flores que agente regue
Numa banda de maçã, outra banda de Reggae
Estou cansado de esperar, que você me carregue
Pronde quer que você vá, que você me carregue
Onde haja um tobogã, onde agente escorregue
Todo dia de manhã, flores que agente regue
Uma banda de maçã, outra banda de Reggae
Tô cansado de esperar, que você me carregue
Pronde quer que você vá, que você me carregue

Una Vez Mas

Mais uma vez
Prisioneiro da solidão
E ela está chorando
Mas eu não sei
Os segredos do girassol
Nem a cor do vento
Se eu voltar
Terei medo de prosseguir e sobrevoar o rio inteiro
Graças a Deus os meus olhos podem se abrir
Perceber a cor do seus
Diz que não merece nem abrir seus olhos para ver o sol
E nem andar pelas pedras seguindo a vista do mar
Mas a tristeza que tinha em seu peito já foi embora

Toca Fogo

Ah fez bem a vida em lembrar
O jeito que você chegou
Vestida em um branco paz
Cuidando do seu beijo
Ah e a luz tão rara desse olhar
E a noite que desencantou
E fez vibrar o coração
É o que vale na vida

Todo o amor que existe desejo para lhe dar
Quando se sentir triste não pare de cantar
Catch a fire em tudo que lhe causa dor

Tô de Bem

Mesmo sem ver a saída ele não quer tristeza
Um dia sabe vai dizer que está tudo beleza
Com os verdadeiros amigos tomar a cerveja
E a pelada na praia toda sexta-feira
Sem esquecer do trabalho zoar a cabeça
E nem por isso acha que é mais que ninguém

Manda um alô lá pros “maluco” de Copacabana
Onde não tira onda mas é considerado também

Quem é escravo da dor
Na vida só será feliz se disser
Tô de bem
Tô de bem
Tô de bem com a vida, meu amor
Tudo bem
Oi oi oi oi oi
Tô de bem
Tô de bem com a vida meu amor

Seus versos vêm do batuque da roda de samba
Mas se perguntar sobre o mundo sabe responder
A realidade é dura mas tinha certeza
Que vivendo com dignidade, seria feliz

Manda um recado bonito pra toda pessoa
Que vê a vida sempre como uma coisa boa
Que acredita que o amor chegará
Com cultura pra toda essa gente
E mostrar a relação do viver
E do evoluir

Quem é escravo da dor
Na vida só será feliz se disser
Tô de bem
Tô de bem
Tô de bem com a vida, meu amor
Tudo bem
Oi oi oi oi oi
Tô de bem
Tô de bem com a vida meu amor (Bis)

Tenha os Olhos Sempre Abertos

Se o dia te chamou
Não demora!
Prá buscar o que sonhou
Não tem hora!…

Muitos vão menosprezar
Sua vida!
Muitas setas vão mudar
A saída!…

Um verdadeiro amor
Pode ajudar
Mas a vida nem sempre
É assim….

O carro que leva flores
Na prosperidade
As costas vem atropelar
Na hora da verdade…

Tenha os olhos sempre abertos
O mundo vai te engolir
Seja simples, mas esperto
E o que é seu vai conseguir…(2x)

Se o dia te chamou
Não demora!
Prá buscar o que sonhou
Não tem hora!
Faça a mente adormecida
Agora se erguer
E dissemine idéias nobres
Em versos plebeus…

Um golpe que passou
Prá derrubar
Nunca pode te levar
Ao fim…

Quem tem brilho ainda precisa
De fé e vontade
E batalhar que o tempo sempre
Trás toda verdade…

Tenha os olhos sempre abertos
O mundo vai te engolir
Seja simples, mas esperto
E o que é seu vai conseguir…

Tenha os olhos sempre abertos
O mundo vai te engolir
Seja simples, mas esperto
Oh! Oh!
E o que é seu vai conseguir…

Surfista do Lago Paranoá

Eu sou surfista do Lago Paranoá ( 4X )

É meio dia e eu vejo a seca castigar
15% é a umidade relativa do ar
Eu vou a clube a fim de me refrescar
Mas sinto falta de uma maré pra me levar
Aí eu vejo a piscina de ondas funcionar
E na TV surf brazuca arrebentar
Eu logo tiro uma conclusão elementar
Vou comprar uma prancha pra no mundo do surf me integrar

Eu sou surfista do Lago Paranoá ( 4X )

Eu sei que o Havaí não é aqui, que o mar está longe daqui
Mas pra quê que eu quero o mar se tenho o lago pra mim
Prometo que eu vou me esforçar pra um dia no topo eu chegar
E o mundo vai conhecer, surf lacustre que eu vou desenvolver

Soul de Bsb

Andando a pé
Rumando ao sul
Ouvi dizer que nas bandas de lá
Tem roots, rock, reggae e talking blues
A noite espero para a gente dançar
Chego em São Jorge fico de bobeira
Levo Cristais para nos proteger
Eu tô de boa, sou de Brasília
E levo a vida para te dizer

(Refrão)

Pela vida inteira, quero amar você
Pela vida inteira, vou te conhecer
Pela vida inteira, estar com você
Pela vida inteira, volto pra te ver

A luz da Lua esculpindo pedras
Na raizama, alto da chapada
Vamos seguindo a estrela guia
Que nos carregue nessa longa estrada
Aurora vem com o astro-rei
Vem serenando e regando a relva
Vai aquecendo mais um novo dia
E dando o tom da paz que nos eleva

(Repete Refrão)

Pela vida inteira, vou estar com você
Pela vida inteira, vou te conhecer
Pela vida inteira, quero amar você
Pela vida inteira, volto pra te ver

Andando a pé
Rumando ao sul
Ouvi dizer que nas bandas de lá
Tem roots, rock, reggae e talking blues
A noite espero pra gente dançar
Chego em São Jorge fico de bobeira
Levo cristais para nos proteger
Eu tô de boa, sou de Brasília
E levo a vida para te dizer

Pela vida inteira, estar com você
Pela vida inteira, vou te conhecer
Pela vida inteira, quero amar você
Pela vida inteira, volto pra te ver

Pela vida inteira, quero amar você
Pela vida inteira, vou te conhecer
Pela vida inteira, quero amar você
Pela vida inteira, volto pra te ver

Som de Bob

Ai ai ai, a minha alma foi passear
Quando eu fechei os olhos ouvindo o som de Bob tocar

Nessa tarde de calor (Oh, Oh)
Só quero cantar e dançar
Ouvindo esse som que vem dos elementos da natureza
Verde, amarelo e vermelho representando a unificação
Dos povos africanos, fazendo uma só nação

Na batida desse som (Oh, Oh)
Que vem para nos falar
Na batida desse som (Oh, Oh)
Que vem para nos falar
Do amor, da emoção, da liberdade
E de paz para todos os irmão

Semente Nativa

Plantei uma flor no coração dela
E ela me deu um sorriso trazendo paz
Agradeço ao meu senhor por fazer dela o meu bem-querer
Trago ervas de cor pra enfeitar a menina mais bela
Como a gota de orvalho na flor do cerrado quando é primavera
Plantei uma flor no coração dela
Por medo de perder você
Que uma semente nativa fui buscar
E os obstáculos que enfrentei
Não me impediram de continuar
E quando um milhão de milhas percorri
E com todo carinho lhe entreguei
A semente então desabrochou
Sob a lua cheia

Sambaton

Quando a noite cair e o
som te trazer
Algum sonho bom
E fazer tudo transcender
Tristeza vai sumir
E ninguém vai sofrer…

Sintonize sua vibração
Não há tempo pra viver em vão
E não pense mais em desistir
Existe um mundo
Que só quer te ver sorrir…

Não chora!
A nossa vida é feita mesmo
Para se aprender
E agora!
É hora de tentar se libertar
Não vai doer…

Deixe a energia do som te levar
A vibe positiva solta pelo ar
Quem sente com a alma
É capaz de amar
Tá sempre livre pra cantar…

Ô, ô, ô, Ô,
Natiruts Reggae Power chegou!
Ô, ô, ô, Ô,
Transformando
Toda noite em amor!
Bum, bum!… (2x)

Eu quero mais…(4x)

Da paz e do amor
Eu quero muito mais
Não tenho a vida ganha
Vou correndo atrás
A luz do seu sorriso
Pela noite é demais
Brasil, Jamaica
harmonia de paz…

Sintonize sua vibração
Não há tempo pra viver em vão
E não pense mais em desistir
Existe um mundo
Que só quer te ver sorrir…

Não chora!
A nossa vida é feita mesmo
Para se aprender
E agora!
É hora de tentar se libertar
Não vai doer…

Deixe a energia do som te levar
A vibe positiva solta pelo ar
Quem sente com a alma
É capaz de amar
Tá sempre livre pra cantar…

Ô, ô, ô, Ô,
Natiruts Reggae Power chegou!
Ô, ô, ô, Ô,
Transformando
Toda noite em amor! (4x)
Bum, bum!…

Reggae de Raiz

Magia que envolve segredos de um grande amor
Nos fazem pensar que nossa liberdade é igual ao céu
Imensidão azul criada pelos raios de sol
Protegida dos homens que não sabem admirar
O contraste das cores das nuvens ao entardecer
E a sinceridade de velhos amigos ouvindo seu som
Toda emoção nos versos de um reggae de raíz
E ter a ilusão de que basta ser honesto para ser feliz
hoje estou consciente da trilha que devo seguir
Pra encontrar o meu lugar
Não acabou, ela foi embora mas pode voltar,
Falo da esperança e da fé
Meu amor até em um deserto posso sobreviver
Pois hoje encontrei a minha paz

Raçaman

Ao contrário dos que torciam pela vitória do fracasso,
Estamos de volta
Apesar dos julgamentos infelizes e hipócritas,
Estamos de volta
E essa conversa que se vendeu,
Que se trocou, que se perdeu
Na nossa firma não cola
E essa conversa de preto Roots,
É preto pobre, é preto sujo
Tu aprendeu na escola
Mas a minha consciência é ‘male’
Isso um dia você tem que aprender
Ser raiz é ter no prato o que comer
E não miséria pra turista gringo ver
Aperta um pra acha que ta na consciência Rastafari
Que ser cantor de reggae é imitar o Bob Marley
Difícil aparecer sendo você de verdade
Sem inventar caô pra construir trairagem
Mas nesse mundo surge a ingenuidade
Esperar de uns e outros, sinceridade!

Quero Ser Feliz Também

Cresça!
Independente do que aconteça
Eu não quero que você esqueça
Que eu gosto muito de você
Ah! Ah! Ah!

Chego!
E sinto o gosto do teu beijo
É muito mais do que desejo
Me dá vontade de ficar
Teu olhar
É forte como água do mar
Vem me dar
Novo sentido prá viver
Encantar a noite…

(Refrão)
Quero ser feliz também
Navegar nas águas do teu mar
Desejar para tudo o que vem
Flores brancas
Paz e Iemanjá!

Cresça!
Independente do que aconteça
Eu não quero que você esqueça
Que eu gosto muito de você…

Chego!
E sinto o gosto do teu beijo
É muito mais do que desejo
Me dá vontade de ficar
Teu olhar
É forte como água do mar
Vem me dar
Novo sentido prá viver
Encantar a noite…

Quero ser feliz também
Navegar nas águas do teu mar
Desejar para tudo o que vem
Flores brancas
Paz e Iemanjá!…(2x)

Quem Planta Preconceito

Quem planta preconceito
Racismo, indiferença
Não pode reclamar da violência
Quem planta preconceito
Racismo, indiferença
Não pode reclamar da violência
Quem planta preconceito
Racismo, indiferença
Não pode reclamar da violência
Quem planta preconceito
Racismo, indiferença
Não pode reclamar…

Lembra da criança
No sinal pedindo esmola?
Não é problema meu
Fecho o vidro
Vou embora…

Lembra aquele banco
Ainda era de dia
Tem preto lá na porta
Avisem a polícia…

E os milhões e milhões
Que roubaram do povo
Se foi político ou doutor
Serão soltos de novo
Ooooooooooooh!

Quem planta preconceito
Racismo, indiferença
Não pode reclamar da violência
Quem planta preconceito
Impunidade, indiferença
Não pode reclamar da violência
Quem planta preconceito
Racismo, indiferença
Não pode reclamar da violência
Quem planta preconceito
Impunidade, indiferença
Não pode reclamar…

-“Ainda há muito
O que aprender
Com África Bambata
E Salassiê
Com Bob Marley e Chuck D
O reaggae, o hiphop
Às vezes não é esse
Que está aí
Seqüela a violência
Entrando pelo rádio
Pela tela
E você só sente quando falta
O rango na panela
Nunca aprende
Só se prende, não se defende
Se acorrenta, toma o mal
Traga o mal, experimenta
Por isso ainda há muito
O que aprender
Com África Bambata
E Salassiê
Com Bob Marley e Chuck D
O reaggae, o hiphop pode ser
O que se expressa aqui
Jamaica
O ritmo no pódium sua marca
Várias medalhas
Vários ouros, zero prata
E no bater da lata
Decreto morte é o gravata
E no bater das palmas
Viva a cultura rasta”

Crianças não nascem más
Crianças não nascem racistas
Crianças não nascem más
Aprendem o que
Agente ensina…

-“Por isso ainda há muito
O que aprender
Com África Bambata
E Salassiê
Com Bob Marley e Chuck D
Todo dia algo diferente
Que não percebi
E na lição um novo
Dever de casa
Mais brasa na fogueira
E o comédia vaza
A moda acaba
A gravadora trai
E o fã já não
Te admira mais
Ainda há muito
O que aprender
Lado a lado, aliados
Natiruts, GOG
O DF, o cerrado
Um cenário descreve
Do Riacho a Ceilândia
Cansei de ver
A repressão policial
A criança sem presente
De natal
O parceiro se rendendo ao mal
Quem planta a violência
Colhe odio no final”

Proteja-se e Lute

Proteja-se e lute!
Proteja-se e lute!
Eu quero poder andar
Ser feliz e estar contigo
E se livre pra pensar
Decidir que a mente fique
Ou vá, ou vá, ou vá…
Não deixe que o ódio escravize
As nossas crianças
Que a hipocrisia não tenha valor
Assim estaremos vivos
Pare e reflita no ouve e sente
Nunca aceite sem pensar
Todo pensamento bom tem seu valor
O valor de ser livre

Princesa do Cerrado

Ilhabela
Um canto de paz pra ela
Que veio na primavera
Povoar seu sonho

Aquarela
Tingir de amor a tela
Que era a sua vida
Antes dela chegar

Princesa do cerrado veio lhe ensinar
Que à noite é feita só para se encantar

Ia ela
Andando na passarela é pura mandinga
O seu rico gestual
Foi com ela
No escuro, a pé, na sela
Andou na caatinga, aprendeu o que se plantar

Princesa do cerrado veio lhe ensinar
Que a noite é feita só para se encantar

Presente de um Beija-Flor

Beija-flor que trouxe meu amor
Voou e foi embora
Olha só como é lindo meu amor
Estou feliz agora

Veja só a névoa branca que sai de trás do bambuzal
Será que ela me faz bem ou será que me faz mal
Eu vou surfar no céu azul de nuvens doidas
Da capital do meu país
Pra ver se esqueço da pobreza e violência
Que deixa o meu povo infeliz

Beija-flor que trouxe meu amor
Voou e foi embora
Olha só como é lindo meu amor
Estou feliz agora

E a menina que um dia por acaso veio me dizer
Que não gostava de meninos tão largados
Que tocam reggae e MPB
Mas isso é coisa tão banal perto da beleza do Planalto Central
E das pessoas que fazem do Cerrado
O habitat quase ideal

Beija-flor que trouxe meu amor
Voou e foi embora
Olha só como é lindo meu amor
Estou feliz agora

Agradeço por está aqui
Manisfestar a emoção
E coloca minhas idéias, sentimentos
Em forma de canção

Agradeço por poder cantar
E ver você ouvir
E tentar entender essa mensagem
Que eu quero transmitir

Beija-flor que trouxe meu amor
Voou e foi embora
Olha só como é lindo meu amor
Estou feliz agora

Fim de ano vou embora de Brasília que é pra eu ver o mar
Mas diz pra mãe lá pro final de fevereiro é que eu vou voltar
Que é pra surfar no céu azul de nuvens doidas
Da capital do meu país
Pra ver se esqueço da pobreza e violência
Que deixa o meu povo infeliz

Beija-flor que trouxe meu amor
Voou e foi embora
Olha só como é lindo meu amor
Estou feliz agora

Praia dos Golfinhos

Tempo ensinou, pra ter liberdade
Mais que amor, devo ter coragem
Pode trocar sua jóia cara
Por três cores de um pôr de sol
Ou seis animais de Deus
Por três cores de um pôr de sol
Se um sentimento meu
For a tempo de tocar
Um pêlo de corpo seu
Terei permissão pra dar
Coisas que não posso ver
Apenas posso sentir
É a vontade de ver o meu povo sorrir
E poder falar de novo
Não me deixe só
Seu destino é meu
E minha vida sofrerá se eu não vir longe
Seu sorriso sob o sol e golfinhos sobre o mar

Povo Brasileiro

Ei, povo brasileiro
Não ponha suas crianças nas ruas para mendigar
Pois a saída de nossos problemas é a educação
Se você não teve sua chance
Dê-a seus filhos então

Mesmo que não seja ainda
O momento de lutar pela revolução
Certamente se passou o tempo de buscarmos a nossa conscientização
As crianças são o futuro, mas o presente depende muito de você
Não venda sua identidade cultural
Esse é o maior tesouro que um país pode ter
Alimentar, educar, investir
Mais tarde os seus filhos vão lhe agradecer
Muita atenção no outro quinze de novembro
Quando os homens sorridentes surgem em sua TV
Pois o mensageiro arco-íris
Virá do infinito pra nos presentear
Com o livro de nossa cultura
E a música dos povos para representear
O ressurgimento de nossas raízes
Olhe, sorria, goste da sua cor
Procure sempre sua consciência
E jamais tenha vergonha de falar de amor

Ei vamos cantar
Tudo pode estar
Em seu coração

Pode Ser

Pode ser que o amor entre aqui
Mas mesmo assim reconheço
Eu não mereço seu apreço
Eu não mereço
Eu não mereço seu apreço
Eu não mereço
Eu não mereço seu apreço
Fecho os olhos, lembro que o sonho ainda não se perdeu
Abro os olhos
E o filho de um amigo nasceu
E fez bem
A mulher é linda e a vida também
Mas não sei ainda se está tudo bem
Talvez seja melhor desistir
Sonhei, hoje posso conseguir
Já dei mil voltas pela cidade
Achei toda força de verdade bem dentro de mim

Pedras Escondidas

Espero você detrás daquele monte
De lá dá até pra ver o dia indo embora
Dá até pra deitar olhando para o céu
E ver ele girar feito nossas vidas
Dá também pra ver os falsos sentimentos
De quem só quer você se você tiver
Algo além do seu amor
Que possa oferecer
Paraísos de ilusão e de fantasia
Segredos são pedras escondidas
Distantes da ambição
Segredos são pedras escondidas
Tempo abriu, tempo abriu
Chuva forte foi embora
Quem não viu chegar pode estar
Preso pela solidão
Segredos são pedras escondidas
Distantes da ambição

Palmares 1999

A cultura e o folclore são meus
Mas os livros foi você quem escreveu
Quem garante que palmares se entregou
Quem garante que Zumbi você matou
Perseguidos sem direitos nem escolas
Como podiam registrar as suas glórias
Nossa memória foi contada por vocês
E é julgada verdadeira como a própria lei
Por isso temos registrados em toda história
Uma mísera parte de nossas vitórias
É por isso que não temos sopa na colher
E sim anjinhos pra dizer que o lado mal é o candomblé
A energia vem do coração
E a alma não se entrega não
A energia vem do coração
E a alma não se entrega não
A influência dos homens bons deixou a todos ver
Que omissão total ou não
Deixa os seus valores longe de você
Então despreza a flor zulu
Sonha em ser pop na zona sul
Por favor não entenda assim
Procure o seu valor ou será o seu fim
Por isso corre pelo mundo sem jamais se encontrar
Procura as vias do passado no espelho mas não vê
E apesar de ter criado o toque do agogô
Fica de fora dos cordões do carnaval de salvador
A energia vem do coração
E a alma não se entrega não
A energia vem do coração
E a alma não se entrega não

O Homem

Enquanto o homem prosseguir errando
Pensando que vai conseguir ser Deus
A vida não vai melhorar, a terra não vai se salvar
Enquanto o homem prosseguir errando
Aqueles que estão no poder são loucos
Espalham medo e terror sem fim
E a multidão tem que sofrer, na luta pra sobreviver
Pois os que estão no poder são loucos

Nação se põe contra nação amargamente
Irmão se põe contra irmão e ambos morrem
E já faz tempo que é assim, parece que não vai ter fim
Nação se põe contra nação amargamente

As infinitas divisões humanas
Só servem para nos fazer sofrer
Resultam em falta de pão, em ódio e destruição
As infinitas divisões humanas
Há marcas de escravidão nos povos
Fazendo a grande multidão gemer
De geração em geração, a guerra é uma diversão
Há marcas de escravidão nos povos

Nação se põe contra nação amargamente
Irmão se põe contra irmão e ambos morrem
Andamos na escuridão, ninguém encontra solução
Nação se põe contra nação amargamente…

Enquanto o homem prosseguir errando
Pensando que vai conseguir ser Deus
A vida não vai melhorar, a terra não vai se salvar
Enquanto o homem prosseguir errando
Aqueles que estão no poder são loucos

O Fundo do Mar

O fundo do mar com você foi demais
Só não sei como vou cuidar
(Desse sonho lindo)
Vou procurar amuletos de fé que ajudem
A deixar num asteróide distante todo nosso medo do amor
Mas se eu não conseguir não tem problema
Existem mil lugares secretos no seu pensamento
Talvez na pedra do Sol e na estrela cadente
Esteja a força para que os homens curem a fraqueza de não saber
Que se o instante da felicidade não chega ô ô ô
Falta o amor da tecnologia com a natureza

O Carcará e a Rosa

(Olhe vá em frente
Não se esqueça
Liberdade dentro da cabeça
E a cabeça fora do que há
De mal prá você…)

Ouvindo a música
Sentir o que ela me traz
Uuuuuh! Uuuuuh!
Subo até as estrêlas
Prá entender
Como é que se faz
(Faz!) (Faz!)…

Para esquecer a dor
Que os meus olhos
Não conseguem ver
Destrua o meu coração
Que estará destruindo você
Uuuuuh! Uuuuuh!…

Você é filho da terra
Dádiva dada por seu Deus
Uuuuuh! Uuuuuh!
A fome dos meus filhos
Não será a riqueza do seus
Do seus!…

Oh! Chama que destrói
Corrói o que é belo
Tudo que faz bem
Controle suas palavras
Minha liberdade
Não pertence a ninguém
Mas o amor pode chegar
Iluminar e colorir
Oooooh!…

Quando um coração
Está cansado de ver
As lágrimas da rosa
Ao ver o espinho morrer
Mas o carcará foi dizer à rosa
Que a luz dos cristais
Vem da lua nova e do girassol…

Olhe vá em frente
Não se esqueça
Liberdade dentro da cabeça
E a cabeça fora do que há
De mal prá você…

Olhe vá em frente
Não se esqueça
Liberdade dentro da cabeça
E a cabeça fora do que há
De mal!
Oh! Oh!…

Nossa Missão

Eu quero ficar
Livre prá sentir
A brisa do mar
Poder traduzir
O que fez chorar
No que faz lembrar
De tudo de bom
Ver a paz fluir
Vinda dos olhos seus
E olhar pro céu
E sentir Deus
Qualquer Deus
Eh! Eh!
Nossa Lição!
Nossa Lição!
Nossa Lição!
Eh! Eh! Eh!

Não quero saber
Quanto tempo faz
De quanto sofri
Não lamento mais
Será rendição
Onde existe paz
Não pago prá ver
A cor da tarde púrpura
Anoitecer!
E só ver a noite ser feliz
Ser feliz!
Eh! Eh!
Nossa Missão! Nossa Missão!
Nossa Missão! Nossa Missão!
Nossa Missão! Nossa Missão!
Nossa Missão!
Êh! Êh! Êh!

Nessa Babilônia

Eu só tenho que agradecer
Por morar no país do amor
Sei que nada está tão fácil assim
Aprendemos como rir da dor
Certos povos pensam em dominar
Muitos querem a libertação
E alguns poucos a manipular
Calculando quanto ganharão

O que eu quero é cultivar pra mim
As coisas boas de quem me passou
Os caminhos que nunca aprendi
Nessa Babilônia

Eu só tenho que agradecer…

Nessa Babilônia…

Naticongo

Tinha a coragem e a calma de um Rei
Os mais ferozes males enfrentou
Seus inimigos não puderam ver
Segredos da sua força contra a dor, e
Seus olhos liam além do amanhecer
Suas palavras transformavam leis
Todos queriam ser como ele foi
Ninguém sabia que era infeliz
Queria saber (queria saber)
Que faltava então ?
Não queria viver (não queria viver)
Com essa dor no coração
Pois até um rei
Despeja lágrimas por não ter o seu grande amor

Queria saber se é bom ou ruim
Ter uma flor tão linda assim
Com o azul do céu e o brilho do mar
E olhos de mel pra iluminar
Ôôôôô

Se ajoelhou como servo pela primeira vez
Dizendo já sofrer demais,ôôõ
Saber sobre os céus e a floresta não lhe foi em vão
Sem eles, não teria a paz
Pra acreditar

Queria saber se é bom ou ruim
Ter uma flor tão linda assim
Com o azul do céu e o brilho do mar
E olhos de mel pra iluminar
Ôôôô

Não Chore Meu Amor

Não chore meu amor tudo vai melhorar
Não fique tão aflita se algo desandou
Vamos pedir proteção à mãe natureza
Para que o brilho do amor
Possa em nossa vida chegar
E que a força da paz, luminosos astrais
Estejam sempre perto da gente
Para a tormenta o vento forte levar
Do universo vem nossa força
Não estamos juntos á toa
Traz o good weed que é pra gente voar

Joga o sorriso no ar
E faça toda a noite brilhar
Joga a tristeza pro ar

Eu digo não chore meu amor
Que a lua brilhou no escuro do céu
Que o som acalenta teu corpo cansado
Que o sonho da gente não morre jamais
Na guerra ou na paz
Aqui resta esperança sem fim
Aqui resta um guerreiro de paz
E a lágrima quente numa noite fria
Santa liberdade não chore meu amor
É tanta água no teu olho
Estrelas e luas o mar pescadores de Iemanjá

Quando a terra se fez o chão da vida
E a floresta morada do sagrado
Oceano de fogo congelado
Um pedaço de lua um pedaço de luz
Numa noite preta as mensagens do sol
As origens da saudade

Lá fora muitos homens querem esconder
A verdadeira força que eu posso ter
Privando minha mente de evoluir
E assim fica mais fácil de me distrair
O rap é a voz, o samba a emoção
O rock energia, o reggae elevação
E todos vieram do mesmo lugar
África… África

Foi de lá que veio essa fruta cor
E aqui do Brasil as outras misturou
Do céu o verde o mar então nasceu você
Eu tento, mas confesso não posso esconder
Quero me banhar nas águas desse mar
Pra me fortalecer eu vou me perfumar
Com o seu cheiro lindo e o seu amor

Mulher menina…Beleza de vida
Mulher menina…Acredite na vida
Nunca desista…Acredite na vida!!

Misteriosa Atração

Tanto você como eu, já sentimos muitos sinais
Um enigma em nossas mãos, o sentimento vou reconciliar
Se a verdade vacilar, de uma forma original
Alcançando amor por mim, a natureza fica livre pra manifestar
Sol aquece o coração, huhum…
Água em seus olhos, um rio pra mim
Um mergulho enfim

REFRÃO
Linda princesa, não haja sempre assim
Escrava dos sentidos, procure outra maneira

Pode alguém deixar de agir
Na floresta da ilusão
Na riqueza e no poder, o inverno esfria o coração
Encontrando puro amor, que traz a mente pra o coração
É o final de toda dor, a luz no fim do túnel da rendição
Se o encanto não queimar com o fogo da paixão
As estrelas do prazer, pintam de belo a misteriosa atração
Armadilha e poder, huhum…
Perfume do teu cabelo é pra mim suspiro sem fim

REFRÃO

Pode uma beldade ter a pureza de uma flor
Jóia de ouro na mão, espelho que esfria o coração

Meu Reggae é Roots

Meu Reggae é Roots
Palavras também
Mas o meu coração
É brasileiro…

Deixa eu aprender
O que é o amor
Por mais difícil
Que isso seja…

Deixa que a chuva vem lavar
A mente de alguém que deseja
Sair cantando por aí
Tentando sempre imaginar
Frases estranhas prá dizer
Mensagens simples de entender…

Cantando eu mando um alô: Oi!
Para você que acreditou
Que podia ser mais feliz
Vendo o outro ser feliz…

E abriu seu coração
E seu sorriso
Todo para ela…

Uh! Uh! Uh! Uh! Uh! Uh!…

Me Namora

Lembro que te vi caminhar
Ja havia um brilho no olhar
E junto com um sorriso seu
O teu olhar vem de encontro ao meu
E o meu dia se fez mas feliz mesmo sem você perto de mim
Mesmo longe de mim
Eu fico o tempo todo a imaginar
O que fazer quando te encontrar
Mas se eu fizer o que vai dizer
Sera que é capaz de me entender?
Mesmo se não for eu vou tentar
Vou fazer você me notar
Por isso eu vim te dizer

Me namora
Pois quando eu saio eu sei que você chora
E fica em casa só contando as horas
Reclama só do tempo que demora
Abre os braços vem e me namora
Eu quero dar vazão ao sentimento
Mostrar que é lindo o que eu sinto por dentro
Beleza essa que eu te canto agora
Abre os braços vem e me namora

Eu penso estar vivendo uma ilusão
Sem saber se me quer ou não
Quem dera se a resposta fosse sim
Mas acho que já nem liga pra mim
Se for assim o meu coração
Sofre só sem você em vão
Bate mais triste então
Mas ele ainda pode se alegrar
Se de repente você reparar
Que com você também aconteceu
Que sente amor tão grande quanto o meu
Abre os braços e veja quem te adora
E sonha com você o mundo a fora
E volta a te dizer

Me namora
Pois quando eu saio eu sei que você chora
E fica em casa só contando as horas
Abre os braços vem e me namora
Eu quero dar vazão ao sentimento
Mostrar que é lindo o que eu sinto por dentro
Beleza essa que eu te canto agora
Abre os braços vem e me namora

Me namora
Pois quando eu saio eu sei que você chora
E fica em casa só contando as horas
Abre os braços vem e me namora
Eu quero dar vazão ao sentimento
Mostrar que é lindo o que eu sinto por dentro
Beleza essa que eu te canto agora
Abre os braços vem e me namora

Mano Velho

Ah… se um dia eu pudesse encontrar
Um barco forte para me levar
Sob a tempestade que quer me matar

Mano velho quando ela chora
É medo que o seu passarinho encantado vá embora
Vejo na música as cores que um dia se uniram no céu para ver
A morte lenta da dor na alma daquele em que a felicidade tocou
Mano velho chorou quando ela ofereceu
Todo seu amor um presente de Deus
Mano velho chorou quando enfim descobriu
Que aquelas cores formaram o céu do Brasil

A felicidade é tão bela
Mais que a única rosa amarela
E tão linda rosa ela é
Que protegê-la é ato de fé
Cantaremos pela cidade
Esse reggae que é de verdade
E ao te ver cantando tão linda
Mais eu tomo gosto da vida

Liberdade Pra Dentro Da Cabeça

Liberdade
Prá dentro da cabeça…(4x)

Quando você for embora
Não precisa me dizer
O que eu não quero jogo fora
Você pode entender…

Desigualdades que a luta
Afim de encontrar
A liberdade e a paz
Que a alma precisa ter
Oh! Baby!…

Estar com você
Na virada do sol
É compreender
Que o que há de melhor
Tá na vida
Na transformação
Da natureza
Que me traz a noção…

Na verdade
Eu não vou chorar
Eu não
Hoje sei, sei
O que a terra
Veio me ensinar
Sobre as coisas
Que vêm do coração
Prá que eu possa trazer
Prá mim e prá você…

Liberdade
Prá dentro da cabeça…(4x)

Estar com você
Na virada do sol
É compreender
Que o que há de melhor
Tá na vida
Na transformação
Da natureza
Que me traz a noção…

Na verdade
Eu não vou chorar
Eu não
Hoje sei, ser
O que a terra
Veio me ensinar
Sobre as coisas
Que vêm do coração
Prá que eu possa trazer
Prá mim e prá você…

Liberdade
Prá dentro da cabeça…(7x)

Leviatã

Use a inteligência agora
Pelo mundo afora
Saiba quem te adora
E quem quer te ver partir
O sentimento mora no coração
É o que te ensina a agir

Lobo na pele de lã
Estende a mão pra te ajudar
Vende uma idéia vã
Que vai te cegar
E sem se dar conta
Você vai concordar

Use a inteligência agora
Pelo mundo afora
Saiba quem te adora
E quem quer te ver partir
O sentimento mora no coração
Quem sabe a sua história
Saberá seguir

A serpente e a maçã
Estão aí pra te enfeitiçar
De uma nação vilã
Que diz te salvar
Se faz democrata e é também
A que escraviza e mata

Use a inteligência agora
Pelo mundo afora
Saiba quem te adora
E quem quer te ver partir
O sentimento mora no coração
É o que te ensina a agir

Nas garras do Leviatã
O teu algoz se diz redentor
Faz que te abraça e é teu fã
Mas quer te roubar
E a boca que beija
Vai te difamar

Use a inteligência agora
Pelo mundo afora
Saiba quem te adora
E quem quer te ver partir
O sentimento mora no coração
É o que te ensina a agir

Leve Com Você

Leve com você
Só o que foi bom
Ódio e rancor
Não dão em nada
Nada

Ouço aquele som
Lembro de você
Como acabou
Mas não tem nada não
Só guardo o que foi bom
No meu coração
O amor é como o sol
Sabe como renascer

Sinto o calor
De mais um verão
Tudo ganhar cor
E de nada vai valer
Lamentar a dor
Nós temos que
Seguir em frente
A vida não parou
Vai ser difícil esquecer
Tudo o que passou
Mas são as quedas
que ensinam a cultivar o nosso amor

Pensar no nosso futuro
Pensar no nosso futuro
Ser feliz

Jamaica Roots II

Passa o dia, passa a noite
Passo tudo por você
Fico entre o céu e a terra
Fico em paz e venço a guerra
Flores no deserto vou buscar, pra lhe dar, oh baby
Ao seu lado sempre quero estar, seja como for, na vida
Vem ser meu amor agora e sempre
Seja como for, eternamente
Faça sol, faça chuva
Faço tudo por você
Fico entre o corpo e a alma
Fico à tua luz me acalma
Brilho das estrelas vou buscar, pra lhe dar, oh baby
Ao seu lado sempre quero estar, seja como for, na vida
Vem ser meu amor agora e sempre
Seja como for, eternamente
Passa o dia, passa a noite…
Flores no deserto vou buscar…

Iluminar

A qualquer hora
O mundo pode confundir
Sua cabeça
É preciso ter amor
Para enfrentar
O que aconteça
Se a pressão que impede
De ter a cabeça boa
É preciso ter coragem
E aprender a voar
Porque os donos da cidade
Não tem pena de ninguém
Os donos da cidade
Eles só querem aparecer
Êh! Êh!

Pense em cuidar
Do seu coração
Nã! Nã! Nã!
Não se engane
Tanta ilusão
Nã! Nã! Nã!
Temos tantas coisas
Prá viver
Plantar a riqueza
Do nosso amor…

Iluminar! Iluminar!
É tempo de iluminar
Que é prá ver a beleza
Do nosso amor
Iluminar!
Anda e vem!
Iluminar!
Deixa eu te
Iluminar!
Que é prá ver a riqueza
Do nosso amor…

Oh! Meu bem!
Meu amor!
Não vou desistir
Se nada mudou
Se nenhum amor tiver
Eu vou dizer “não”…

Cê tava com doença
Que dá em burguês à tôa
Secando o sol
Da América do Sul
Com crise de identidade
Escrava da sorte
Tipo São Paulo
Quando quer ser Nova Yorque
Êh! Êh!

Pense em cuidar
Do seu coração
Nã! Nã! Nã!
Não se engane
Tanta ilusão
Nã! Nã! Nã!
Temos tantas coisas
Prá viver
Plantar a riqueza
O nosso amor…

Iluminar! Iluminar!
É tempo de iluminar
Que é prá ver a beleza
Do nosso amor
Iluminar!
Anda e vem!
Iluminar!
Deixa eu te
Iluminar!
Que é prá ver a riqueza
Do nosso amor…

Oh! Meu bem!
Meu amor!
Não fique assim
Nem tudo acabou
Se nenhum amor tiver
Eu vou dizer que não é
Eu vou é cantar pro sol
E vou desejar com fé
E vou enfeitar de flor
O mundo que eu puder…
Uh Uh Uh Uh Uh Uh!
Uh Uh Uh Uh Uh Uh!
Uh Uh Uh Uh Uh Uh!
Uh Uh Uh Uh Uh Uh!

Homem do Povo

Tirou a farda e não viu que era um homem do povo
Não consegue perceber é complicado pra sua cabeça
E tome chute na moleira do maluco
Tapa na cara do trabalhador
E pro velho currupto Bom dia doutor

Na falta de crença decrete a falência total
Do mundo real que segue por má influência se apega no mal
Ponha a janta na mesa e convide os homens da defesa
E tire um retrato da sua pobreza espiritual, que tal
Pintura borrada a óleo dísel
Como vou saber se ninguém me avisou
Percepção, segundo me diz o falso rei
Que detém a lei que a arma na mão assegura o bem
Mas rouba o que há no seu coração
They’re crushing the people
With helmets and boots
But GOD blessed the people with NATIRUTS

Gotas de Vidro

As gotas de vidro são perfeitas pra demonstrar
Folhas no final de abril
Felicidade sua que partiu
E a nossa concepção
O que for claro é certo e ponto
O que for belo é certo e pronto
E vamos morrendo assim
Peço forças pra enfrentar
Talvez até possa ter um rio são só pra mim
Ver você feliz viver
Cuidar do seu amor, tchurururururu (2x)

Kaya, kaya, kayooo, tchurururururu (2x)

Se um dia eu lutar e perder em vão será o meu pranto
Ao nascer do sol a nova chance não estará longe (longe)

Kaya, kaya, kayooo, tchurururu (2x)

Forasteiro

Forasteiro no litoral
Nasci no planalto central
Nas ondas não mando muito bem
Sou aprendiz daquela que me quer bem

Se ela voltar, volto também
Se ela ficou, fico também
Se ela remou, quero remar
Se ela gostou, gosto com ela
Quero aprender, ela quer me ensinar
Todo segredo das ondas do mar
Será que ela gosta de mim

Já sou local no litoral
Saudade do planalto central
Nas ondas até que já estou mandando bem
Pois aprendi o valor que elas têm

Quero voltar pro interior
Horizonte sem fim, cerrado nativo
Será que ela gosta de mim, comigo quer voltar
Quer aprender segredos de lá
Muitas coisas sonhei, momentos vivi

No litoral e no interior do país
Ela gosta de mim, hoje sou assim
Filho do sol, das ondas do mar
Servo da mata nativa
Quero o mundo pra mim

Olha,é o Sol
Olha,é o céu
Olha,é o Amor

Flashes e Ambições

O problema é que ela não resistiu
E as lições vieram lhe mostrar
Que a vida às vezes estará por um fio
Por isso, não menospreze quem beija você
Flashes, ambições, dólares
E as perfeitas ilusões tão boas de sentir
Trouxeram avisos pra você
Da desilusão do seu próprio viver
Abre as asas pra curar a sua vida
Pra não mais acreditar que não há tempo para o amor
Abre as asa pra curar a sua vida
Pra não mais acreditar que não é tempo para o amor

Eu Luto

Eu luto pela paz que me ensine a iluminar meu próprio interior
Pra que os dias tão ruins dessa realidade
Não se tornem razão pra destruir o bem dentro de mim

Quem pensou que ele desistiu de dizer palavras de paz pelacidade
Talvez não aguentou a pressão e se entrgou à rota mais fácil deseguir
Mas pouca visitada pelos homens
Talvez não aguentou a pressão e se entrgou à rota mais fácil deseguir
Mas nunca visitada pelos deuses
Quem discriminou achando que te diminuiu
Perdeu seu precioso tempo com bobagem
Mas nós só sentiremos pena de você
Ao ver toda riqueza reluzir
Nas coisas que você não sente
Quem falou que ela desistiu de viver não conhece a verdade
Pois os que só querem escravizar você
Tentarão sempre confundir a lucidez na sua frente
Pois os que só querem escravizar você
Tentarão sempre confundir a paz está na sua mente

Eu luto pela paz que me ensine a iluminar meu próprio interior
Pra que os dias tão ruins dessa realidade
Não se tornem razão pra destruir o bem dentro de mim

Eu Eternamente Cantarei a Paz

Quando surgir um tempo de esperança
Não vá pensar, não vá pensar
Que ao virar a esquina haverá mudança
Brilharemos pelos que virão por causa de nós
E da intervenção divina
Que abençoou a claridez da nossa sina
Canções ao violão libertando o coração
Deus perdoe a pobreza da nobreza
Deus proteja a vida de quem quer que seja
Eu eternamente cantarei a paz
Eu eternamente cantarei amor[
Eu etenamente cantarei para você mãe natureza
E quando o amor bater não vou deixar fugir
E a luz da esperança vai reacender
Do infinito a força para reagir e sumir com a dor

Eu e Ela

No seu pensamento sou rei
E o certo caminho eu não sei
Há mil formas para sorrir
Só uma para ser feliz
No espaço lancei uma canção que vai
( uma linda canção pra mostrar )
Força nos dreadlocks que só o tempo traz
( que só o tempo traz )
o bem que ela me fez a noite toda dancei
Se a onda não está aqui
Talvez não possa sentir

4X
Eu e ela

Só eu andei, solidão
Não encontrei flor maior
Se amarrou receba o sorriso e tudo que é bom

Dreadlocks longe estão dos seus valores
Sinais dos pobres homens e suas cores
Mas a música que te faz
Ser feliz pra mim é demais
E os segredos assim se revelarão
E os receios só se quebram

Espero Que Um Dia

Espero que um dia você volte atrás
Do que já decidiu
Quando foi embora meu castelo se destruiu (se destruiu)
Quase vacilei, mas não pisei na bola
Tentarei seguir a vida lá fora
Entendo, mas tudo vai ser mais difícil
Sem o teu coração

Não vou cultivar tristeza
Ficar sofrendo é besteira
Ando por toda a cidade
Sem ter medo da verdade
Não penso estar perdido agora
Tudo têm a sua hora
Da solidão já tive medo
Tenha calma, limpo a alma e aprendo a viver

Posso encontrar alguém
Muitos caminhos existem
E a chama de um amor que foi eterno
Pode terminar
Mas se eu tivesse o mar e você do meu lado agora
Seus olhos iam me seguir
Sua presença fortificar

Espero que um dia você volte atrás
Do que já decidiu
Quando foi embora meu castelo se destruiu (se destruiu)
Quase vacilei, mas não pisei na bola
Tentarei seguir a vida lá fora
Entendo, mas tudo vai ser mais difícil
Sem o teu coração

Não vou cultivar tristeza
Ficar sofrendo é besteira
Ando por toda a cidade
Sem ter medo da verdade
Não penso estar perdido agora
Tudo têm a sua hora
Estou de bem com o meu viver
Tenha calma, limpo a alma pra não padecer

Posso encontrar alguém
Muitos caminhos existem
E a chama de um amor que foi eterno
Pode terminar
Mas se eu tivesse o mar e você do meu lado agora
Seus olhos iam me seguir
Sua presença fortificar

Em Paz

Dizem que o medo e a dor
Fazem a gente aprender
A superar como for
Um mal de amor pra valer
Verbos e sonhos se vão
Deixando a mesma impressão
Não vale a pena viver por viver
Pelo seu amor, cho…rei
Pelo seu amor que essa alma se lançou
E o encanto bom que existe então chegou
Quer viver assim, assim tão perto de mim
E eu que era sozinho agora estou
Em paz
Estrela do meu céu azul renasceu Uh Uh
Em paz
Indo do Cruzeiro pra Sul renasceu Uh Uh
Em paz

Discípulo de Mestre Bimba

A capoeira que nasceu lá na Bahia
Agradece ao pé da cruz a roda de todo dia
Há muito tempo na praia de Amaralina
Um negro mandingueiro cujo nome era Bimba
Inventou a capoeira

Iô, iô, iô, iô, vou ver seu Bimba lá no mar
Iô, iô, iô, iô, quando o berimbau chamar
Iô, iô, iô, iô, vamos todos se embalar
Iô, iô, iô, iô, no toque da regional

E a capoeira foi crescendo e se expandiu
Hoje é filosofia de vida em todo o Brasil
E o mais forte de tudo é a perseverança
A esperteza e a malandragem
Que só tem quem tem coragem
E é discípulo de Bimba

Iô, iô, iô, iô, vou ver seu Bimba lá no mar
Iô, iô, iô, iô, quando o berimbau chamar
Iô, iô, iô, iô, olha a mandinga e o mortal
Iô, iô, iô, iô, chora Angola e Iuna
Iô, iô, iô, iô, o capoeira sempre está

Dialetos da Paz

Deus do sol venha iluminar
Toda terra pra que possamos captar
Esse som positive vibrations
Tudo o que há de bom que você imaginar
Oh rainha do mar venha nos banhar com néctar da paz
Que nos traz a alegria de viver, de cantar
E dizer que hoje eu estou

Tonoiado, tonoiado, tonoiado…

De saber que você não beijou
Aquela moça linda, só por causa de sua cor
Isso não é assim pois o mesmo deus
Que cuida de você também cuida de mim
Além do mais sei que sou capaz de compreender
O porquê que você age assimm
É espinho no coração ou então é medo de mim

Deixa o Menino Jogar

O valor de um amor não se pode comprar
Onde estará a fonte que esconde a vida
Raio de sol nascente brotando a semente

Os anos passam sem parar
E não vemos uma solução
Só vemos promessas de um futuro que não passa de ilusão
E a esperança do povo vem da humildade de seus corações,
Que jogam suas vidas seu destino nas garras de famintos leões

Deixa o menino jogar ô iaiá
Deixa o menino jogar ô iaiá
Deixa o menino aprender ô iaiá
Que a saúde do povo daqui
É o medo dos homens de lá
A consciência do povo daqui
É o medo dos homens de lá
A sabedoria do povo daqui
É o medo dos homens de lá

O valor de um amor não se pode comprar
Onde estará a fonte que esconde a vida
Raio de sol nascente brotando a semente
Sinhá me diz porque é que o menino chorou
Quando chegou em casa e num canto escuro encontrou
A sua princesa e o moleque fruto desse amor
Chorando de fome sem saber quem o escravizou

Deixa o menino jogar ô iaiá
Deixa o menino jogar ô iaiá
Deixa o menino aprender ô iaiá
Que a saúde do povo daqui
É o medo dos homens de lá
A consciência do povo daqui
É o medo dos homens de lá
Sabedoria do povo daqui
É o medo dos homens de lá

Dance se Quiser Dançar

Cai a noite é hora de perguntar
Se estamos prontos para mergulhar
Aonde se pode chegar eu não sei
As ilusões da madrugada não são Hollywood
E se quiser pagar pra ver
Sempre achará um mago do prazer
Que tira as dúvidas de quem está perto
E bebe a alma dos que se acham mais espertos
Dance se quiser dançar
A festa nunca vai parar
Dance se quiser dançar
Se tirou onda quero ver segurar
O fantasma quase vivo da solidão
O amor é quase inexplicável traição
Cínico sorriso de quem não dividiu
E o mal que não se pode ver.

Cavaleiros Azuis

A noite chegou, estamos numa confraternização
Ao nosso redor as pessoas sorriem e bebem também
Olhando as meninas,falando da festa que passou
Reencontrando amigos de fé, relembrando estórias que o tempo levou
Tudo era alegria, quando de repente alguém avistou
Duas luzes incandescentes, representando o bem e o mal
O azul que é o céu, o vermelho a cor do cristal
Protegidos por suas espadas que cospem o fogo mortal
Eles fazem perguntas, destroem o ego de quem está perto
Corra se puder, esconda-se se for esperto
E ao ver eles agirem com tanta coragem e determinação
Ficamos nos perguntando ao vermos as notícias na televisão

Refrão:

Cavaleiros azuis aonde estão vocês
Quando os verdadeiros marginais
Matam inocentes nas barbas da lei

Verso 2:

Os acordes são iguais aos do primeiro verso
Preto, branco, não importa a cor se for pobre e trabalhador
Você sempre será o alvo predileto do executor
Pois aqui nesse país a classe baixa da população
Só é linda e tem futuro quando é época de eleição
E mesmo quem conseguiu um bom nível de vida alcançar
Não está livre de ser humilhado basta pra isso num beco encontrar
Um o mais cavaleiros azuis, sempre com suas espadas na mão
Pegando sua dignidade e jogando-a toda no chão

Casuloooo

Tentando encontrar o fim
Não colhi os favos de mel
Borboleta foi embora
Mas casulo ficou
Folha de bananeira minha cama pra deitar
Mesmo que eu não queira
Tô sem seu amor

Até pensei que a brisa que passou
Trouxesse os frutos amargos que o vento arrancou
Mas lembrei, eu lembrei, brisa não leva rancor
Só sementes leves que ela tocou

Vou pedir pra Deus trazer pra mim
Cordão de couro, anel de marfim
Pra proteger o chão de minha amada
Pra proteger a nossa casa

Caraíva

Comemorar o luar que fez
A sintonia da noite com esse céu inteiro
O vento avisa ao longe que só vai chover
Lampejos de alegria, beijos de amor

Você me traz esse mar de bem
E a energia da noite vai abençoar
Será que ainda há tempo para proteger
E preservar essa vida como Deus criou, Deus criou?

Sinto ainda o céu tocar você
Espero que seja linda quando quiser amor, o seu amor
Acredita em todo sonho bom
Sempre há primavera e nunca solidão

Jammin’ skunking jumping in a reggae style
Dancing reggae music is gonna be so fine

Cantar

Cantar (meu cantar), não deixa a alegria ir embora
O meu cantar (meu cantar), não deixa a alegria ir embora

Acordamos de manhã bem cedo para trabalhar
Deixando em casa os filhos, com olhar de esperança
Acreditando que alguns poucos homens venham a se lembrar
Do que prometeram iô iô, na tarde de um belo dia

Guardo até hoje a camisa que você me deu
Que dizia em letras grandes o Brasil é todo seu
Mas só que eu não me lembrei de então perguntar
Se um dia iô iô, esse homem ia voltar
A pisar na lama ao menos para agradecer
Com a mesma falsidade a quem o fez enriquecer

É…é difícil meu irmão, mas se você não tentar
Não pense que eles tentarão, não
É…é difícil meu irmão, mas se você não tentar
Não pense que eles tentarão, porque

Quem te governa não quer saber de você
Quem te governa não quer te ver feliz
Quem te governa não quer te ver sorrir
Quem te governa não merece ter nascido aqui no Brasil, no Brasil!

Cantar (meu cantar), não deixa a alegria ir embora
O meu cantar (meu cantar), não deixa a alegria ir embora

O que adianta brigar por mudanças se nós
Não nos dermos as mãos, caminharmos todos juntos
O que adianta a gente reivindicar se lutamos entre nós
Matamos nossas crianças

Guardo até hoje a camisa que você me deu
Que dizia em letras grandes o Brasil é todo seu
Mas só que eu não me lembrei de então perguntar
Se um dia iô iô, esse homem ia voltar

A pisar na lama ao menos para agradecer
Com a mesma falsidade a quem o fez enriquecer

Bob Falou

Bob cantou : Take it easy
Bob falou : caia no reggae, não faz mal
Hoje o sol mostrou toda beleza
Clareando o dia levantando o astral
De tanta luz, surgiu uma idéia então
Celebrar o reggae e a vida
Bob cantou…
A lua nasceu com brilho de princesa
Transmitindo a luz que afasta todo mal
De tanta luz levou ao pensamento bom
Celebrar o reggae e a vida
Bob cantou…
O mestre falou : respeite a natureza
E devolva à ela, o bem que ela nos traz
Pense em você e nos outros que ainda virão
E darão o reggae e a vida
Bob falou: Take it easy
Bob cantou :caia no reggae, não faz mal

Bossa Nova em Kingston

Pelo meu amor
Vou fazer tudo que for
Vou cantar
Vou sofrer
me atrever e ser feliz…
Eu quis…voar
e trazer mais uma flor
e viver, gritar, correr
me atrever e ser feliz
quem diz
que nao
vai saber o que sentiu
sempre há sol pelo Brasil
sempre há tempo de amar
e tentar outra vez…

Andei Só

Andei só, pela noite cantei um reggae pros cachorros da rua
Eu .. andei só,cantei um verso daquele velho samba pra lua !
andei só pela noite ..

Preciso demonstrar pra ela que mereço seu tempo pra dizer
Um pouco das idéias novas e os lugares onde viajei
Se ela botar fé na minha história que é de rocha e vem do coração
Vou estender o pano mais bonito feito na ilha de Madagascar
Um Bob, um Djavan, um Jimmy na viola, humildade de quem sabe onde quer chegar
Reparei a flor no seu vestido só guerreiro de aura boa pode merecer
E ela parou, olhou, sorriu, me deu um beijo e foi embora
Não vi mais a gata mais tenho minha gaita pra me consolar

Andei só pela noite
Cantei um reggae pros cachorros na rua
Andei só pela noite
Cantei um verso daquele velho samba pra lua
Andei só pela noite

Preciso demonstrar pra ela que mereço seu tempo pra dizer
Um pouco das idéias novas e os lugares onde viajei
Se ela botar fé na minha história que é louca mas não é besteira não
Vou estender o pano mais bonito feito na ilha de Madagascar
Um Bob, um Djavan, um Jimmy na viola, humildade de quem sabe onde quer chegar
Reparei a flor no seu vestido só guerreiro de aura boa pode merecer
E ela parou, olhou, sorriu, me deu um beijo e foi embora
Não vi mais a gata mas tenho minha gaita pra me consolar

Andei só pela noite
Cantei um reggae pros cachorros na rua
Andei só pela noite
Cantei um verso daquele velho samba pra lua
Andei só pela noite
Tudo bem, a vida continua
Andei só pela noite

Andar Pela Ilha

Andar pela ilha
Andar pela ilha
Seguindo a luz do luar
O farol que brilha
A luz refletia
A vista do lado de lá

Quando penso em cantar
Uma velha canção pra você
Vem o céu me inspirar
Estrela do meu bem-querer

Andar pela ilha
Andar pela ilha
Seguindo a luz do luar
O farol que brilha
A luz refletia
A vista do lado de lá

Caaai o pôr-do-Sol no mar
Sei que vou te ensinar a ser
Melhor assim
Que o amor é importante
Siga o Deus que tu quiseres

Aldeia

I don’t belong here
Sei que não é mais o meu lugar
I don’t belong here
Não tenho data pra voltar
Saudade da aldeia, com certeza vou chorar
Lembrando da sereia que me ensinou a namorar
Dos amigos do peito, tanta história pra contar
O mar, a lua cheia, decidi vou viajar
E a vida se renova, em cada esquina uma lição
Coragem posta à prova, vou seguir na direção
Da estrada atrás de um sonho que eu nem sei onde vai dar
Mas boto fé que a cada passo que eu der, meu caminho a iluminar

Adeus Mamãezinha

Adeus, adeus, adeus, adeus mamãezinha
Adeus, adeus, adeus, adeus mamãezinha

Vou-me embora, eu vou deixar o meu sertão
Qualquer hora mando um alô pro meu irmão
Mas não chora lágrimas de dor que molham o chão
Só fazem brotar semente chamada solidão

Adeus, adeus, adeus, adeus mamãezinha
Adeus, adeus, adeus, adeus mamãezinha

A filhinha da minha prima que nasceu
Me contou como é bonito lá no céu
E que um dia eu vou subir pra morar lá
Mas que agora minha missão será cantar

Adeus, adeus, adeus, adeus mamãezinha
Adeus, adeus, adeus, adeus mamãezinha

O rei (do reggae) com sua música ensinou
As leis (que regem) princípios da paz e do amor
Dizendo (pra gente) que a sabedoria está na mente
E não (e não) no credo ou na cor de qualquer gente

Adeus, adeus, adeus, adeus mamãezinha
Adeus, adeus, adeus, adeus mamãezinhan

A Cor

Queria tanto te falar
Das angústias desse meu viver
A força que afugenta as idéias

E tenta nos impedir de ser mais
Então a gente põe o pé na estrada
Coragem não se sabe de onde vem(vem do céu)
E deixa a promessa de um dia voltar
Para os braços daquela que te quer bem
Se ela te deixou e disse que nunca mais
Saiba que levou sentimentos imortais
Mas se ela te beijou e disse que vai ficar
Isso são mistérios não se pode explicar

Ela diz que precisa-se acreditar

E vê nos astros coisas que não pode-se pensar (Ela foi
aos céus)
Ela jura aquela volta prometida
E justifica alguma barra que ela passou

Mas ela sabe muito bem dos seus segredos
E reconhece que isso tudo pode ter um fim(Pode
terminar)
Mas ela busca a perfeição do espelho

E oferece para ele com perdão enfim

A cor daquela pétala de flor
Com todo amor
Daquela petála de flor
E todo amor daquela pétala de flor
E toda cor daquela petála de flor

Natiruts Reggae Power

Quando a noite cair e o
som te lembrar Algum sonho bom
E fazer tudo transcender
Tristeza vai sumir
E ninguém vai sofrer…

Sintonize sua vibração
Não há tempo pra viver em vão
E não pense mais em desistir
Existe um mundo
Que só quer te ver sorrir…

Não chora!
A nossa vida é feita mesmo
Para se aprender
E agora!
É hora de tentar se libertar
Não vai doer…

Deixe a energia do som te levar
A vibe positiva solta pelo ar
Quem sente com a alma
É capaz de amar
Tá sempre livre pra cantar…

Ô, ô, ô, Ô,
Natiruts Reggae Power chegou!
Ô, ô, ô, Ô,
Transformando
Toda noite em amor!
Bum, bum!… (2x)

Eu quero mais…(4x)

Da paz e do amor
Eu quero muito mais
Não tenho a vida ganha
Vou correndo atrás
A luz do seu sorriso
Pela noite é demais
Brasil, Jamaica
harmonia de paz…

Sintonize sua vibração
Não há tempo pra viver em vão
E não pense mais em desistir
Existe um mundo
Que só quer te ver sorrir…

Não chora!
A nossa vida é feita mesmo
Para se aprender
E agora!
É hora de tentar se libertar
Não vai doer…

Deixe a energia do som te levar
A vibe positiva solta pelo ar
Quem sente com a alma
É capaz de amar
Tá sempre livre pra cantar…

Ô, ô, ô, Ô,
Natiruts Reggae Power chegou!
Ô, ô, ô, Ô,
Transformando
Toda noite em amor! (4x)
Bum, bum!…