Viva a revolução

Eu sei, eu sinto no meu sangue
Está no ar, está pra acontecer

Bomba de gás em nome da paz
Não é capaz de impedir o meu povo
Aonde “cê” vai o governo te trai
A mesma história de novo

Eles vêm de helicóptero, tanque de guerra
Pistola, fuzil, invadindo a favela
O sonho perdido de Nelson Mandela
Momento de trégua é só na novela (só na novela)

Com flores no cabelo
E lágrimas nos olhos
Fumaça na cabeça
E flechas no seu coração

E vamos todos para a rua
Onde todos cantarão
Viva a revolução (viva a revolução)
Viva a revolução (viva a revolução)
Revolução, revolução

Eu vi planetas se alinhando
No mar, na terra os sinais

Eu vi um menino jogado no chão
Sem dignidade, sem educação
Tem Copa do Mundo, manipulação
Vendendo mentira na televisão

(E o que) e o que cê vai fazer?
(Vai) vai ficar esperando sentado ou vai sair pra rua?

E vamos todos para a rua
Onde todos cantarão
Viva a revolução (viva a revolução)
Viva a revolução (viva a revolução)
Revolução, revolução
Viva a revolução (viva a revolução)
Viva a revolução (viva a revolução)
Revolução, revolução
Viva a revolução

Oh, oh, oh, oh

Viva a revolução

Todos humanos incríveis, extraordinários
Nós somos o futuro, somos revolucionários
Não somos otários, nós somos é seres de luz
Com fé na nossa luta, fazendo o sinal da cruz

Amamos também, nós somos seres do bem
Nós não abaixaremos a cabeça pra ninguém
Iremos mais além, lutaremos pra ser feliz
Nós levaremos vida a cada canto do país

Independência

Toda essa curiosidade
Que você tem pelo que eu faço
Eu não gosto de me explicar
Eu não gosto de me explicar

Toda essa intensidade
Buscamos identidade
Mas não sabemos explicar
Mas não sabemos explicar

Se paro e me pergunto
Será que existe alguma razão
Pra viver assim
Se não estamos
De verdade juntos

Procuramos independência
Acreditamos na distância entre nós
Procuramos independência
Acreditamos na distância entre nós

Toda essa meia verdade
A qual temos nos conformado
Só conseguimos nos afastar
Nós aprendemos a aceitar

Tantas coisas pela metade
Como essa imensa vontade
Que não sabemos explicar
Que não sabemos saciar

Se paro e me pergunto
Será que existe alguma razão
Pra viver assim
Se não estamos
De verdade juntos

Procuramos independência
Acreditamos na distância entre nós
Procuramos independência
Acreditamos na distância entre nós

Toda essa curiosidade
Toda essa intensidade
Toda essa meia verdade
Tantas coisas pela metade
Toda essa curiosidade
Toda essa intensidade

O passageiro (The passenger)

Eu sou o passageiro
Eu rodo sem parar
Eu rodo pelos subúrbios escuros
Eu vejo estrelas saindo no céu
É o claro e o vazio do céu
Mas essa noite tudo soa tão bem

Entre no meu carro
Nós vamos rodar
Seremos passageiros à noite
E veremos a cidade em trapos
E veremos o vazio do céu
Sob os cacos dos subúrbios aqui
Mas essa noite tudo soa tão bem

Cantando lá-lá, lá-lá (lá-lá-lá-lá)
Cantando lá-lá, lá-lá (lá-lá-lá-lá)
Cantando lá-lá, lá-lá (lá-lá-lá-lá) lá-lá

Olha o passageiro
Como, como ele roda
Olha o passageiro
Roda sem parar

Ele olha pela janela
E o que ele vê
Ele vê sinais no céu
E ele vê as estrelas que saem
E ele vê a cidade em trapos
E ele vê o caminho do mar

E tudo isso foi feito pra mim e você
Tudo isso foi feito pra mim e você
Simplesmente pertence a mim e você
Então vamos rodar e ver o que é meu

Lá-lá, lá-lá (lá-lá-lá-lá)
Lá-lá, lá-lá (lá-lá-lá-lá)
Lá-lá, lá-lá (lá-lá-lá-lá) lá-lá-lá

Olha o passageiro
Que roda sem parar
Ele está seguro ali
Conhece o mundo pelo vidro do carro

E isso tudo ele sabe que é seu
Ele vê o vazio do céu
E ele vê cada estrela sair
E ele vê a cidade dormir

E tudo isso é meu e seu
E tudo isso é meu e seu
Então vamos rodar e rodar e rodar e rodar

Cantando lá-lá, lá-lá (lá-lá-lá-lá)
Lá-lá, lá-lá (lá-lá-lá-lá)
Lá-lá, lá-lá (lá-lá-lá-lá) lá-lá

Cantando lá-lá, lá-lá (lá-lá-lá-lá)
Lá-lá, lá-lá (lá-lá-lá-lá)
Lá-lá, lá-lá (lá-lá-lá-lá) lá-lá

Cantando lá-lá, lá-lá (lá-lá-lá-lá)
Lá-lá, lá-lá (lá-lá-lá-lá)
Lá-lá, lá-lá (lá-lá-lá-lá) lá-lá

Lá-lá, lá-lá (lá-lá-lá-lá)
Lá-lá, lá-lá (lá-lá-lá-lá)
Lá-lá, lá-lá (lá-lá-lá-lá)
Lá-lá, lá-lá (lá-lá-lá-lá)

Eu Vou Estar

Eu não vou pro inferno
Eu não iria tão longe por você
Mais vai ser impossível não lembrar
Vou estar em tudo em que você vê:

Nos seus livros, nos seus discos
Vou entrar na sua roupa
E onde você menos esperar
Eu vou estar

Eu não vou pro céu também
Eu não sou tão bom assim
E mesmo quando encontrar alguém
Você ainda vai ver, a mim;

Nos seus livros, nos seus discos
Vou entrar na sua roupa
E onde você menos esperar

Em baixo da cama
Nos carros passando
No verde da grama
Na chuva chegando
Eu vou voltar;

Nos seus livros, nos seus discos
Vou entrar na sua roupa
E onde você menos esperar
Eu vou estar, eu vou estar…
Continue lendo

Eu Nunca Disse Adeus

Eu não sei o que eu tô fazendo
Mas, eu tenho que fazer
Aquela noite que eu te conheci
Eu acho, que nunca vou esquecer…

Um momento, quase perfeito
Inocente em seus defeitos
Tudo que é bom dura pouco
E não acaba cedo…

Agora, pra sempre
Foi embora
Mas eu nunca disse adeus
Agora, pra sempre
Foi embora
Mas eu nunca disse…

Eu disse vambora
Tô meio tonto
Preciso respirar lá fora
Me leve para a sua casa
Eu quero dormir
Onde você mora
Eu passando mal
E você ria
Tanto barulho
Eu não entendia
Mas concordava sem saber
Com tudo o que você dizia
Se me pedisse
Pra pular de um prédio
Eu diria sim
Qualquer coisa
Pra você gostar de mim

Agora, pra sempre
Foi embora
Mas eu nunca disse adeus
Agora, pra sempre
Foi embora
Mas eu nunca disse…

Eu perdi o rumo
E comecei a delirar
Acho que prometi até parar
De beber e de fumar
De repente a noite acaba
E todo mundo some
E me lembrei
Que eu esqueci
De perguntar o seu nome
Sem endereço nem direção
Por onde começar
Qualquer coisa pra poder
Te encontrar…

Agora, pra sempre
Foi embora
Mas eu nunca disse adeus…(3x)

Agora, pra sempre
Foi embora, mas eu nunca disse…

Eu não como, eu não rio
Eu não sei o que é adormecer
Me desculpe se eu fechar os olhos
E desaparecer….

Agora, pra sempre
Foi embora
Mas eu nunca disse adeus
Agora, pra sempre
Foi embora, mas eu nunca disse…
Continue lendo

A Sua Maneira (De Música Ligeira)

Ela dormiu no calor
Dos meus braços
Huuum!
E eu acordei sem saber
Se era um sonho
Algum tempo atrás
Pensei em te dizer
Que eu nunca cai
Nas suas armadilhas de amor…

Naquele amor
À sua maneira
Perdendo um tempo
A noite inteira…

Não mandarei
Cinzas de rosas
Nem penso em contar
Os nossos segredos

Naquele amor
À sua maneira
Perdendo um tempo
A noite inteira…

Ela dormiu no calor
Dos meus braços
E eu acordei sem saber
Ee era um sonho
Algum tempo atrás
Pensei em te dizer
Que eu nunca cai
Nas suas armadilhas de amor…

Naquele amor
À sua maneira
Perdendo um tempo
A noite inteira…(2x)

A noite inteira!
A noite inteira!
A noite inteira!
A noite inteira!…
Continue lendo

Natasha

Tem Dezessete anos
E fugiu de casa
Às sete horas na manhã
Do dia errado
Levou na bolsa
Umas mentiras prá contar
Deixou prá trás
Os pais e o namorado…

Um passo sem pensar
Um outro dia
Um outro lugar
Pelo caminho
Garrafas e cigarros
Sem amanhã
Por diversão
Roubava carros
Era Ana Paula
Agora é Natasha
Usa salto quinze
E saia de borracha…

Um passo sem pensar
Um outro dia
Um outro lugar…

O mundo vai acabar
E ela só quer dançar
O mundo vai acabar
E ela só quer
Dançar, dançar, dançar…

Pneus de carros cantam…

Tchuru, Tchuru, Tchuru
Tchuru, Tchuru, Tchuru…(3x)

Tem sete vidas
Mas ninguém sabe de nada
Carteira falsa
Com idade adulterada
O vento sopra
Enquanto ela morde
Desaparece antes
Que alguém acorde…

Um passo sem pensar
Um outro dia
Um outro lugar
Cabelo verde
Tatuagem no pescoço
Um rosto novo
Corpo feito pro pecado
A vida é bela
O paraíso é um comprimido
Qualquer balaco
Ilegal ou proibido…

Um passo sem pensar
Um outro dia
Um outro lugar…

O mundo vai acabar
E ela só quer dançar
O mundo vai acabar
E ela só quer
Dançar, dançar, dançar…(2x)

Pneus de carros cantam…

Tchuru, Tchuru, Tchuru
Tchuru, Tchuru, Tchuru…
Continue lendo

Fogo

Uuuu
Você é tão acostumada
A sempre ter razão
Uuuu
Você é tão articulada
Quando fala não pede atenção

O poder de dominar é tentador
Eu já não sinto nada
Sou todo torpor

É tão certo quanto calor do fogo
É tão certo quanto calor do fogo
Eu já não tenho escolha
E participo do seu jogo, participo

Não consigo dizer se é bom ou mau
Assim como o ar me parece vital
Onde quer que eu vá o que quer que eu faça
Sem você não tem graça

Uuu
Você sempre surpreende
E eu tento entender
Uuu
Você nunca se arrepende
Você gosta e sente até prazer

Mas se você me perguntar
Eu digo sim, eu continuo
Porque a chuva não cai
Só sobre mim

Vejo os outros
Todos estão tentando
E é tão certo quanto calor do fogo
Eu já não tenho escolha
E participo do seu jogo, participo

Não consigo dizer se é bom ou mau
Assim como o ar me parece vital
Onde quer que eu vá e o que quer que eu faça
Sem você não tem graça

É tão certo quanto calor do fogo
É tão certo quanto calor do fogo

Eu já não tenho escolha
Eu participo do seu jogo

É tão certo quanto calor do fogo
É tão certo quanto calor do fogo

Eu já não tenho escolha
Eu participo do seu jogo, do seu jogo.

Continue lendo

Primeiros erros (Chove)

Meu caminho é cada manhã
Não procure saber onde estou
Meu destino não é de ninguém
E eu não deixo
Os meus passos no chão
Se você não entende, não vê
Se não me vê, não entende…

Não procure saber onde estou
Se o meu jeito te surpreende
Se o meu corpo virasse sol
Se minha mente virasse sol
Mas só chove e chove
Chove e chove…

Refrão:
Se um dia eu pudesse ver
Meu passado inteiro
E fizesse parar de chover
Nos primeiros erros
Meu corpo viraria sol
Minha mente viraria sol
Mas só chove e chove
Chove e chove…(2x)

Meu corpo viraria sol
Minha mente viraria
Mas só chove e chove
Chove e chove
Meu corpo viraria sol
Minha mente viraria sol
Mas só chove e chove
Chove e chove…
Continue lendo

Não Olhe Pra Trás

Nem tudo é como você quer
Nem tudo pode ser perfeito
Pode ser fácil se você
Ver o mundo de outro jeito…

Se o que é errado ficou certo
As coisas são como elas são
Sua inteligência ficou cega
De tanta informação…

Se não faz sentido
Discorde comigo
Não é nada de mais
São águas passadas
Escolha uma estrada
E não olhe
Não olhe prá trás…

Você quer encontrar a solução
Sem ter nenhum problema
Insistir e se preocupar demais
Cada escolha é um dilema…

Como sempre estou
Mais do seu lado que você
Siga em frente em linha reta
E não procure o que perder…

Se não faz sentido
Discorde comigo
Não é nada de mais
São águas passadas
Escolha uma estrada
E não olhe
Não olhe prá trás…

Como sempre estou
Mais do seu lado que você
Siga em frente em linha reta
E não procure o que perder…

Se não faz sentido
Discorde comigo
Não é nada de mais
São águas passadas
Escolha uma estrada
E não olhe
Não olhe prá trás…(2x)
Continue lendo