Tribo de Jah

Dias Cruciais

Hoje os dias são loucos
Amigos são poucos
Eu quis falar pra você
Você parece não ver
As nuvens sangrias
Que avançam e anunciam
O limiar de outra era
Os estértores das trevas
Eu já não posso seguir contigo
Caminhos opostos serão nossos destinos
Nesses tempos cruéis, dias cruciais
É bom não se render a paixões temporárias
Tempos cruéis, dias cruciais
Hora de desfazer ilusões materiais

Não quero ver você desválida
Um anjo caído, uma alma perdida
Foi tão difícil, como deixar um vício
Deixar você, deixar tudo para trás
São dias decisivos
Todo esforço é preciso
Para se empreender buscas espirituais

Nestes tempos cruéis, dais cruciais
Tempos de transgressões e abalos morais
Tempos cruéis, dias cruciais
Não se deixe abater, lembre que Deus é mais
Tempos cruéis, dias cruciais
É tudo ou nada, é agora ou jamais
Tempos cruéis, dias cruciais
Não se deixe abater por apegos banais
Tempos cruéis, dias cruciais
Dias de confrontações e ameaças brutais
Tempos cruéis, dias cruciais
É bom não se render a paixões temporais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estas HTML tags e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>