Élton Medeiros, Nelson Sargento

Ciúme doentio

Ah meu Deus se eu soubesse quem ela era
Juro que jamais faria esta união
Bonita mulher mas de gênio, uma fera
Depois da briga eu fiquei nesta condição
Os ternos melhores que eu tinha estão rasgados
Dos nossos moveis ela fez uma fogueira
Meu rosto até hoje esta todo arranhado
Envergonhado jamais voltei em Mangueira

Todo mundo dizia que Ana Maria era muito legal
Eu me apaixonei e com ela casei este foi o meu mal
Briga permanente um ciúme doente nunca vi coisa assim
Se eu voltar em Mangueira sei que a turma inteira vai zombar de mim

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estas HTML tags e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>