Categorias
Chico Buarque

Iracema Voou

Iracema voou
Para a América
Leva roupa de lã
E anda lépida
Vê um filme de quando em vez
Não domina o idioma inglês
Lava chão numa casa de chá
Tem saído ao luar
Com um mímico
Ambiciona estudar
Canto lírico
Não dá mole pra polícia
Se puder, vai ficando por lá
Tem saudade do Ceará
Mas não muita
Uns dias, afoita
Me liga a cobrar

É Iracema da América

3 respostas em “Iracema Voou”

Iracema? Há milhares pelo mundo, essa menina que ambiciona estudar canto lírico e lava chão numa casa de chá, representa uma visão do autor no que diz respeito aos imigrantes do mundo, Iracema, me liga à cobrar, é Iracema do mundo globalizado.

Comparando com “Iracema” de Jose de Alencar,sendo ela a própria terra,o símbolo nacional, uma deusa de sua tribo e outras mais características, essa Iracema do século XXI retrata a desvalorização da terra brasileira, evidente no trecho “tem saudade do Ceará, mas nem tanta”. Mostra Iracema submissa a ponto de ter que lavar roupas e o chão. Agora ela clandestina, mas “não dá mole a polícia”. Mesmo assim, se orgulha em se apresentar como “Iracema da América”,crítica ao brasileiro que despreza a própria terra, mas venera a alheia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *