14 Bis

O vento a chuva o teu olhar

Vento, a chuva, o teu olhar 
O frio, o medo de não te ver mais 
Quando a tarde me encontra triste 
Nem sei de um lugar pra ir 
Um silêncio azul me envolve 
Num desejo de te encontrar

Voltando no tempo pra te esperar 
Num dia perdido em algum lugar 
Sempre lembro te ver chegando 
Com jeito de quem se vai 
Se entregando no fim da noite 
Até não poder mais

E quando eu chorar 
Quando eu sorrir quando eu pedir
Não vá embora não, não, oh, oh…

A noite, o sonho, o sol da manhã 
Segredos do dia que sempre
Vai voltar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estas HTML tags e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>