Bagaço da Laranja

Zeca Pagodinho

1 comentários

Fui no pagode
Acabou a comida
Acabou a bebida
Acabou a canja
Sobrou pra mim
O bagaço da laranja
Sobrou pra mim
O bagaço da laranja (BIS)

Me disseram que no céu
A mulher do anjo é anja
Eu falei pra você
Sobrou pra mim
O bagaço da laranja
Sobrou pra mim
O bagaço da laranja

Vou engomar meu vestido
Todo enfeitado de franja
Eu falei pra você
Sobrou pra mim
O bagaço da laranja
Sobrou pra mim
O bagaço da laranja

Fui no pagode
Acabou a comida
Acabou a bebida
Acabou a canja
Sobrou pra mim
O bagaço da laranja
Sobrou pra mim
O bagaço da laranja

Eu te dou muito dinheiro
E tudo você esbanja
Eu já disse à você
Sobrou pra mim
O bagaço da laranja
Sobrou pra mim
O bagaço da laranja

Olha lá seu Coronel
O soldado que é peixe, se enganja
E o que sobrô pra mim
O bagaço da laranja
Sobrô pra mim
O bagaço da laranja

Toma cuidado Pretinha
Que a polícia já te manja
Eu já disse à você
Sobrou pra mim
O bagaço da laranja
Sobrou pra mim
O bagaço da laranja

Não lhe dou mais um tostão
Vê se você se arranja
Eu falei prá você
Sobrou pra mim
O bagaço da laranja
Sobrou pra mim
O bagaço da laranja

Só caroço de azeitona
Que veio na minha canja
Eu já disse à você
Sobrou pra mim
O bagaço da laranja
Sobrou pra mim
O bagaço da laranja

Vou vender minha fazenda
Vou vender a minha granja
Eu falei pra você
Sobrou pra mim
O bagaço da laranja
Sobrou pra mim
O bagaço da laranja

Você sempre foi solteira
Um marido não arranja
Eu já disse à você
Sobrou pra mim
O bagaço da laranja
Sobrou pra mim
O bagaço da laranja

Fui no pagode
Acabou a comida
Acabou a bebida
Acabou a canja
Sobrou pra mim
O bagaço da laranja
Sobrou pra mim
O bagaço da laranja (BIS)




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Um comentário para a letra “Bagaço da Laranja

  1. Teresa disse:

    ℓɵʀℯɱ ɩƿʂʉɱ ∂ɵℓɵʀ ʂɩτ åɱℯτ, ¢ɵɳʂℯ¢τℯτʉℯʀ å∂ɩƿɩʂ¢ɩɳg ℯℓɩτ. ℯτɩåɱ ℯgℯτ ℓɩgʉℓå ℯʉ ℓℯ¢τʉʂ ℓɵɞɵʀτɩʂ ¢ɵɳ∂ɩɱℯɳτʉɱ. åℓɩqʉåɱ ɳɵɳʉɱɱy åʉ¢τɵʀ ɱåʂʂå. ƿℯℓℓℯɳτℯʂqʉℯ ɦåɞɩτåɳτ ɱɵʀɞɩ τʀɩʂτɩqʉℯ ʂℯɳℯ¢τʉʂ ℯτ ɳℯτʉʂ ℯτ ɱåℓℯʂʉå∂å ғåɱℯʂ å¢ τʉʀƿɩʂ ℯgℯʂτåʂ. ɳʉℓℓå åτ ʀɩʂʉʂ. Qʉɩʂqʉℯ ƿʉʀʉʂ ɱågɳå, åʉ¢τɵʀ ℯτ, ʂågɩττɩʂ å¢, ƿɵʂʉℯʀℯ ℯʉ, ℓℯ¢τʉʂ. ɳåɱ ɱåττɩʂ, ғℯℓɩʂ ʉτ å∂ɩƿɩʂ¢ɩɳg