Roberto Carlos e Erasmo Carlos

Diga-me Coisas Bonitas

Venho cansado da estrada
Trago no peito sofrido
Um coração machucado
E tantos sonhos perdidos
Te encontro no meu caminho
Como quem acha uma flor
Te dou sorrisos escassos, te falo de abraços
Preciso de amor

Diga-me coisas bonitas
Faça-me crer que na vida
Ainda existe um amor escondido no peito
De alguém que me ama

Diga-me coisas bonitas
Que há muito tempo eu desejo
Ouvir da boca que eu beijo
Palavras de amor cada vez que me chama

Diga-me coisas bonitas
Traga meus sonhos de volta
Me abraça e nunca me solta
E diga que eu fique pra sempre contigo

Diga-me coisas bonitas
Porque meu peito reclama
Mas só me diga a verdade
É cedo demais pra dizer que me ama

Diga-me coisas bonitas
Traga meus sonhos de volta
Me abraça e nunca me solta
E diga que eu fique pra sempre contigo

Diga-me coisas bonitas
Porque meu peito reclama
Mas só me diga a verdade
É cedo demais pra dizer que me ama

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estas HTML tags e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>