Raul Seixas

Mamãe eu não queria

Larga dessa cantoria menino
Música não vai levar você lugar nenhum
Peraí mamãe, güenta aí

Mamãe, eu não queria
Mamãe, eu não queria
Mamãe, eu não queria
Servir o exército

Não quero bater continência (Trá-lá-lá-lá)
Nem pra sargento, cabo ou capitão (Trá-lá-lá-lá)
Nem quero ser sentinela, mamãe
Que nem cachorro vigiando o portão
Não!

Mamãe, eu não queria
Mamãe, eu não queria

Desculpe, Vossa Excelência
A falta de um pistolão
É que meu velho é soldado
E minha mãe pertence ao Exército de Salvação
Não!

Marcha soldado, cabeça de papel
Se não marchar direito vai preso pro quartel

Sei que é uma bela carreira
Mas não tenho a menor vocação
Se fosse tão bom assim mainha
Não seria imposição
Não!

Mamãe, eu não queria
Mamãe, eu não queria
Não, não, não
Servir o exército

Você sabe muito bem que é obrigatório
E além do mais você tem que cumprir com seu
dever com orgulho
Mamãe eu não queria

Você sabe muito bem que é obrigatório
E além do mais você tem que cumprir com seu
dever com orgulho e dedicação
Mamãe eu morreria
Pela causa meu filho, pela causa

Mamãe eu não queria
Mamãe, mamãe
O exército é o único emprego pra quem não
tem nenhuma vocação, mulé
Mamãe, mamãe
Eu…

Um comentário sobre “Mamãe eu não queria

  • Marcelo disse:

    “Não quero bater continência… Nem pra sargento, cabo ou capitão…”

    (Eu tbm não concordo com esses rituais que devem ser seguidos a risca, e prefiro nem expressar minha opnião mais detalhada disto para não sofrer reprasárias)

    “Nem quero ser sentinela…
    Que nem cachorro vigiando o portão”

    (Vejo muito isso nas ruas)

    – Na musica muita estrela e pouca constelação ele fala: polícia é tanta, tá td tão a vista e todo mundo pousando de artista…

    (Novamente não vou expor minha minha idéia toda aqui… mas vejo muitos nas janelas de carros que parecem cachorros enfurecidos olhando com sangue nos olhos para qualquer cidadão comum, sem contar o desrespeito no trânsito e até subir em calçadas, em perseguições imitando oq eles assistem em Hollywood – aqui é Brasil gente !!! e vida real Tbm!!!…)

    “Se não marchar direito vai preso pro quartel”
    (Sem comentários né… além de ser contra a vontade dele, ele ainda sofre este bulling…)

    “Sei que é uma bela carreira
    Mas não tenho a menor vocação
    Se fosse tão bom assim mainha
    Não seria imposição”

    (Quantas pessoas querem entrar e não conseguem, e quantas que não tem perfil algum e com planos de carreira diversos são obrigados a servir ?)

    “Você sabe muito bem que é OBRIGATÓRIO” (Até hoje né…)

    “O exército é o único emprego pra quem não
    tem nenhuma vocação, mulé”

    (Não existe só o exercito como carreira… ele negocia com a mãe, mesmo não adiantando em nada diante da imposição obrigatória)

    “Mamãe, mamãe
    Eu…” (Deu no que deu… sem vocação ele acaba sendo morto)

    – Deixo claro que é só minha opnião (Não é uma critica às claras a nossa segurança pública não)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estas HTML tags e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>