Memórias

Eu fui matando meus heróis aos poucos
Como se já não tivesse
Nem uma lição pra aprender

Eu sou uma contradição
E foge da minha mão
Fazer com que tudo que eu digo
Faça algum sentido

Eu quis me perder por aí
Fingindo muito bem que eu nunca precisei
De um lugar só meu

Memórias
Não são só memórias
São fantasmas que me sopram aos ouvidos
Coisas que eu…

Eu dou sempre o melhor de mim
E sei que só assim é que talvez
Se mova alguma coisa ao meu redor

Eu vou despedaçar você
Todas as vezes que eu lembrar
Por onde você já andou sem mim

Memórias
Não são só memórias
São fantasmas que me sopram aos ouvidos
Coisas que eu…

Memórias
Não são só memórias
São fantasmas que me sopram aos ouvidos
Coisas que eu nem quero saber!

Eu sou uma contradição
E foge da minha mão
Fazer com que tudo que eu digo
Faça algum sentido

Eu quis me perder por aí
Fingindo muito bem que eu nunca precisei
De um lugar só meu

Memórias
Não são só memórias
São fantasmas que me sopram aos ouvidos
Coisas que eu…

Memórias
Não são só memórias
São fantasmas que me sopram aos ouvidos
Coisas que eu nem quero saber!
Nem quero saber!

0 comentário sobre “Memórias

  • memorias ñ são so memorias são fatasmas q mi soprao aos ouvidos coisas q eu nem quero sabe
    fala sober aquilo q ela fes que não podia e ela fez e agora estão lembramdo ela os fantasmas que ela mexeu e ela ñ quer saber mas eles emsite em comtar

  • Kleiber disse:

    A autora afirma que matamos, ignoramos os modelos, os padrões de comportamento ensinado por nossos tutores (Pais, Professores, avos, etc…), fingindo que eles não tem nada a nos ensinar o fato é que aqueles tem o que ensinar porém não são verdades absolutas e imutáveis.
    As memórias (lembrança das palavras dos nossos tutores) sempre iram nos acompanhar, porém, poderão ou não ser decisivas para nossas ações no mundo da vida, no entanto não recolhecemos e valorizamos as memórias, isto porque elas não servem ao mundo contemporaneo. É contraditório mais é assim que agimos.

  • gabriela disse:

    Ótima interpretação…
    eu só entendi o trecho:

    “Eu vou despedaçar você
    Todas as vezes que eu lembrar
    Por onde você já andou sem mim”

  • rhaeyne disse:

    entendi que qd fala¨sao fantamas que me sopram aos ouvidos coisas que eu nem quero saber¨ e que os fantasmas na verdade sao as lembrancas do passado,talvez lembrancas amargas q ela nao quer mais saber ou lembrancas de conselhos q nao ouviu no passado. entendi isso! amuh mto a pitty!!!!!!!

  • Acho que essa parte que ela fala ” eu vou despedaçar voçe todas as vezes que eu lembrar por onde voçe ja andou sem mim” lendo os outros comentarios conclui que quando os fantasmas sobram em seus ouvidos ela escuta essas frase como se os seus herois tivessem falando isso pra ele.

  • Simara Almeida disse:

    Bem na minha opnião, a letra se refere… 1 ao amadurecimento, não sendo mais necessário imitar, ou seguir o modelos (Eu fui matando meus heróis aos poucos
    Como se já não tivesse
    Nem uma lição pra aprender)
    2-somos totalmente variantes, e estamos em constante mudança de opnião, sentimento, etc. o que falamos hoje pode ser o contrário do que falamos ontem. ( Eu sou uma contradição
    E foge da minha mão
    Fazer com que tudo que eu digo
    Faça algum sentido)
    3 – fascinação pela liberdade, e a não está “preza” com nada, mesmo que signifique se distanciar daquilo que se ama. a liberdade vem em primeiro lugar.(Eu quis me perder por aí
    Fingindo muito bem que eu nunca precisei
    De um lugar só meu) 4 – pessamentos do passado que não se consegue se livrar deles, por mais que se tente. (Memórias
    Não são só memórias
    São fantasmas que me sopram aos ouvidos
    Coisas que eu…)5- a individualidade é única, e por mais que todos estejam em ação, para cada indivíduo só vai valer a pena se ele agir sendo ele mesmo. (Eu dou sempre o melhor de mim
    E sei que só assim é que talvez
    Se mova alguma coisa ao meu redor) 6- descontrole de penssamentos que temos as vezes, onde a nossa imaginação “viaja” sem a nossa consciência. e quando se damos conta, nos inrritamos e achamos que estamos ficando louco(as).(Eu vou despedaçar você
    Todas as vezes que eu lembrar
    Por onde você já andou sem mim)

  • Eu quis me perder por aí
    Fingindo muito bem que eu nunca precisei
    De um lugar só meu
    É o que fazemos, quando muitas vezes apenas para contestarmos as “verdades estabelecidas”, somos inconsequentes e até nos prejudicamos para provar o que pensamos.

  • Axo ki a musica fala sobre uma luta contra algum vício …tipo drogas

    Eu fui matando meus heróis aos poucos
    Como se já não tivesse
    Nem uma lição pra aprender

    %% a maioria dos “grandes rockeiros” que talvez ela tenha se espelhado na juventude …. se drogavam …e ela foi vendo que esse “herois” não era exemplo de nada …

    Eu sou uma contradição
    E foge da minha mão
    Fazer com que tudo que eu digo
    Faça algum sentido

    Talvez aki ela deu uma de Paulo de Tarsis que disse ” oque quero fazer não faço e que eu faço não é o que quero fazer.” há uma guerra interior.

    Eu quis me perder por aí
    Fingindo muito bem que eu nunca precisei
    De um lugar só meu

    Ela viu que quando ela se perdeu nesse mundo das drogas ela nem precisava dakilo mas foi por influencias de amigos e dos que ela se espelhava os “herois”.

    Memórias
    Não são só memórias
    São fantasmas que me sopram aos ouvidos
    Coisas que eu…

    Essa parte mostra a condição dela agora ,pois esse tempo não é uma memorias ruin …mas sim um fantasma que assombra ela …aki ela expressa que tem medo de uma recaida …pois um depedente químico tem que viver com isso este fantasma .

    Eu dou sempre o melhor de mim
    E sei que só assim é que talvez
    Se mova alguma coisa ao meu redor

    Ela não desiste luta com todas as forças ..porque só assim mudará a situação…

    Eu vou despedaçar você
    Todas as vezes que eu lembrar
    Por onde você já andou sem mim

    aki é bem subjetivo ….ela diz para o seu doente …que toda vez que este tentar voltar a tona
    ela vai despedaça-lo…//ela usa essa palavra despedaçar pra mostrar a vontade e garra que ela luta nessa guerra interior.

    assim eu vejo dessa forma posso estar equivocado …porque como diz uma musica do forfun…
    “vai saber oque o gorila pensa”

  • eu acho que quando ela fala (memórias não são só memórias são fantasmas que me sopram nos ouvidos) ela quis dizer que nao é simplesmente lembranças, são coisas que ainda nao acabaram pois ela ainda sente. que ainda faz falta, entao nao são só memórias é muito mais é algo que ainda pertuba!

  • a pitty quase nunca fala sobre uma coisa só nas letras das musicas. pode estar falando sobre algo ma primeira frase e ja na ultima ja ser uma critica de outra .. mas nao foge da sintonia, segue o mesmo vulgo apesar de diferentes.. pitty totoza :’)

  • Karoline Bezerra disse:

    Algum cara partiu o coração dela e ela decidiu sair e tentar esquecer dele com outros caras, mas dessa vez sem compromisso. Quando ela diz “um lugar só meu” penso q ela fala de um cara q realmente seja dela(com quem ela possa contar)

  • jackson teieira gonçalves disse:

    A música conta sobre um relacionamento arruinado por traições. A autora conta que vai despedaçar a pessoa amada todas as vezes que ela lembrar das traições dele. Ela ainda diz que fez o mesmo com ele (traiu) quando diz que quis se perdeu por aí fingindo que ela não precisa de um lugar somente dela. Ela traiu pra tentar se vingar mas isso só piorou a situação pois ela não se sentiu vingada. Ela vive atormentada entrando em contradição e nada do que ela diz faz sentido por isso. Os heróis dela eram a decência, verdade e fidelidade. Ela os matou por viver atormentada e perdida pelas memórias ruins de sua vida amorosa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estas HTML tags e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>