Categorias
Los Hermanos

Paquetá

Ah, se eu aguento ouvir
Outro não, quem sabe um talvez
Ou um sim
Eu mereça enfim

É que eu já sei de cor
Qual o quê dos quais
E poréns, dos afins, pense bem
Ou não pense assim

Eu zanguei numa cisma, eu sei
Tanta birra é pirraça e só
Que essa teima era eu não vi
E hesitei, fiz o pior
Do amor amuleto que eu fiz
Deixei por aí
Descuidei dele, quase larguei
Quis deixar cair

(tsc tsc)

Mas não deixei
Peguei no ar
E hoje eu sei
Sem você sou pá furada

Ai! não me deixe aqui
O sereno dói
Eu sei, me perdi
Mas ei, só me acho em ti

Que desfeita, intriga, uó!
Um capricho essa rixa; e mal
Do imbróglio que quiproquó
E disso,bem, fez-se esse nó

E desse engodo eu vi luzir
De longe o teu farol
Minha ilha perdida aí
O meu pôr do sol

13 respostas em “Paquetá”

Queria entender o que ele diz com ” e hoje eu sei sem você sou pá furada…” para mim parece ser algo do tipo : uma pá só serve para pegar lixo, e nem mais para isso ele serve, sendo assim ” e hoje eu sei sem você eu não sirvo nem mais para a serventia humilhante na qual servi outrora”..

quando ele diz “e hoje eu sei sem você sou pá furada” quer dizer que sem essa pessoa ele nao é nada.. pois uma pá furada nao serve pra nada.. isso na minha perspectiva

Me parece um namorado por exemplo, justificando sua falta em algum momento do relacionamento, relacionamento esse que que já está repleto das brigas pelos mesmos motivos (sua ausência, falta) vejo isso quando diz:

“É que eu já sei de cor
Qual o quê dos quais
E poréns, dos afins, pense bem
Ou não pense assim”

Daí ele assume que realmente esteve errado, que não valorizou o suficiente o namoro quando diz:

“Do amor amuleto que eu fiz
Deixei por aí
Descuidei dele, quase larguei
Quis deixar cair”

Aí ele diz que percebeu o valor desse amor, e que reconhece que estar sem ela não é nada:

“Mas não deixei
Peguei no ar
E hoje eu sei
Sem você sou pá furada”

E me parece que a namorada tenta ‘dar o troco’, meio que deixando ele de lado, algo assim, e ele pede pra voltar, se justificando mais uma vez:

“Ai! não me deixe aqui
O sereno dói
Eu sei, me perdi
Mas ei, só me acho em ti”

Sei lá, qdo ouço essa musica é isso que me vêm a cabeça..rsrs

essa musica é uma das mais brilhantes criações de Rodrigo Amarante.Como diz a letra é uma confissão de submissão de um rapaz a uma moça e se arrependendo do que fez, se justifica perante ela. Nos versos “Que desfeita, intriga, uó!
Um capricho essa rixa; e mal
Do imbróglio que quiproquó.E disso,bem, fez-se esse nó” ele introduz que situações comicas levaram a um erro mas ele se dispõe a aceita-los

e nos versos seguintes
“E desse engodo eu vi luzir
De longe o teu farol
Minha ilha perdida aí
O meu pôr do sol”
justifica que sem ela não pode mais viver e que esse engodo(isca) ele se sentiu preso ao amor.

Demonstra, num modo geral, a imaturidade de alguém que faz birra, cisma, faz pirraça, põe em risco a relação e percebe que cometeu erros, porém se dá conta que sem ela não é ninguém.
Interessante é se dar conta que a rixa, na concepção dele, não passa de um capricho, pois o amor que ele sente vale mais do que os erros cometidos.
Bela compisção de Rodrigo Amarante.

essa musica lembra muito bem um relacionamento que tive,a menina fala muito não,nao pode fazer nada pra agradar o cara,aí ele começa a desconfiar se ama mesmo a menina,mas no fim descobre que ama

“Ah, se eu aguento ouvir
Outro não, quem sabe um talvez
Ou um sim
Eu mereça enfim”
(Mostra a tentativa do eu-lírico em reatar o relacionamento, que vem sendo negado, porém ele ainda tem esperanças de reconquistar a amada)

“É que eu já sei de cor
Qual o quê dos quais
E poréns, dos afins, pense bem
Ou não pense assim”
( Da mesma forma ele justifica que já tem consciência do que fez e quais são as desculpas que vai ouvir, porém pede que sua namorada repense no que ocorreu, para tentar compreendê-lo)

“Eu zanguei numa cisma, eu sei
Tanta birra é pirraça e só
Que essa teima era eu não vi
E hesitei, fiz o pior”
(Aqui ele aponta o seu erro, no caso a pirraça, pois a teimosia era dele e ele não percebeu, estragando tudo)

“Do amor amuleto que eu fiz
Deixei por aí
Descuidei dele, quase larguei
Quis deixar cair”
( ele acha o amor tão virtuoso que o carrega como amuleto. Pelo fato dele ter se desentendido no romance, desacreditou nesse amuleto, deixando naquele momento o namoro de lado)

“Mas não deixei
Peguei no ar
E hoje eu sei
Sem você sou pá furada”
( Então ele volta atrás, passando a acreditar novamente no amor, descobre que sem ela ele não vive)

“Ai! não me deixe aqui
O sereno dói
Eu sei, me perdi
Mas ei, só me acho em ti”
( o eu-lírico pede mais uma vez que sua amada volte pra ele, é frio demais viver só. Ele errou, mas já reconheceu o seu equivoco e só conseguirá viver bem do lado dela)

“Que desfeita, intriga, uó!
Um capricho essa rixa; e mal
Do imbróglio que quiproquó
E disso,bem, fez-se esse nó”
(ele cita uma série de coisas que desencadearam essa briga, que não passa de um mal entendido, gerando até uma confusão ainda maior do que realmente aconteceu)

“E desse engodo eu vi luzir
De longe o teu farol
Minha ilha perdida aí
O meu pôr do sol”
( Toda essa atrapalhada foi uma isca que fez ele enxergar o quanto ele a ama)

Eu acho que nessa musica o Amarante no caso estaria retratando algo que ele viveu, um caso de amor que no começo não deu certo mais que ele não desistiu e conseguiu conquistar o coração dessa pessoa amada. No começo dá a entender que ele já recebeu muitos foras dessa pessoa e que ele já sabe ate as desculpas que era ira usar para não estar com ele. Mas depois ele percebe que o problema estava nele mesmo não nela, e que ele quase deixou o amor se esfriar na vida dele, mas que ele não deixou ou seja não desistiu do seu amor e agora ele esta se abrindo pra ela e tentando mais uma vez.

Olá, Walker. A música se chama Paquetá em razão da Ilha de Paquetá, situada no Rio de Janeiro. É uma ilha para passeios. Por isso o Rodrigo diz: “Minha ILHA perdida é aí, o meu pôrdo sol”. Espero ter ajudado, abraço!

Eu queria entender pq ele usa o nome da ilha Paqueta nesta música. Acredito que possa haver uma referência ou significado maior que apenas um exemplo ou citação. Talvez ele tenha estado na ilha com ela…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *