Gilberto Gil

Abrir a porta para voce


Abrir a porta pra você
É o que há de mais normal
E ainda assim lhe receber
É comungar, é um ritual
Tão rotineiro como o sol
Tão corriqueiro como o mal
Banal como qualquer prazer
E no entanto é com você
É por amor, é pura dor, é puro sal

Cada pitada é pra valer
Um pouco mais pode passar
Salgar a nossa refeição
Nossa afeição pode morrer
Nossa aflição, nos sufocar
Portanto deixe eu me benzer
Pedir a Deus pra iluminar
O corredor e o coração
Quando eu tiver de abrir a porta pra você

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estas HTML tags e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>