Parte de seu Mundo

Armandinho

Hoje eu tenho, uma porção de coisas lindas nessa coleção
Posso dizer que eu sou, alguém que tem quase tudo
O meu tesouro é tão precioso, tudo que eu tenho é maravilhoso
Por isso posso dizer… Sim, tenho quase tudo
Essas coisas humanas são úteis
Mais pra mim são bonitas demais
Para o povo do mar
São inúteis, mas pra mim ainda é pouco
Quero mais…
Eu quero estar, onde o povo está
Eu quero ver um homem dançando
E passeando em seus…
Como eles chamam? Ah pés
Com barbatanas não se vai longe
Tem que ter pernas pra ir andando
Ou pra passear lá na…
Como que eles chamam? Ruas…
Durante a noite, durante o dia
Lá eles andam com alegria
Tudo eu faria, eu só queria ser deste mundo
O que eu daria, pela magia de ser humana
Eu pagaria, por um só dia poder viver
Com aquela gente, conviver
E ficar fora dessas águas
Eu desejo, eu almejo, este prazer
Eu quero saber o que eles sabem
Fazer perguntas e ouvir respostas
O que é o fogo, o que é queimar
Será que eu posso ver
Quero saber, quero morar,
Naquele mundo cheio de ar
Quero viver não quero ser
Mais deste mar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estas HTML tags e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>