Adoniran Barbosa

Até amanhã (Adoniran Barbosa e Wilma Camargo)

Até amanhã, durma bem, até amanhã 
Até amanhã, durma bem, até amanhã 
Até amanhã, durma bem, até amanhã 
Até amanhã, durma bem, até amanhã 

Até amanhã, durma bem 
Tenha bom sono 
Não deixe que as amarguras 
Te levem ao abandono 

Por mais que digam os outros 
Ninguém é o nosso retrato 
Cada um sabe melhor 
Onde lhe aperta o sapato 

Até amanhã, durma bem, até amanhã 
Até amanhã, durma bem, até amanhã 
Até amanhã, durma bem, até amanhã 
Até amanhã, durma bem, até amanhã 

Até amanhã, durma bem 
Tenha bom sono 
Não deixe que as amarguras 
Te levem ao abandono 

A amargura foi ontem 
Hoje sobrou só o saldo 
Do fogo da nossa vida 
Amanhã será o rescaldo 

Até amanhã, durma bem, até amanhã 
Até amanhã, durma bem, até amanhã 
Até amanhã, durma bem, até amanhã 
Até amanhã, durma bem, até amanhã

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estas HTML tags e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>