Um Segundo

3 comentários

Skank

Não pense mais
Que você não é capaz
De cruzar estas esquinas

O mundo oscila
Realmente, eu sei
Na beirada dos teus olhos

Pode acreditar
Diabo é quando não há mais poesia
O chão não está mais fixo do que seu olhar
Hoje pra ninguém

Mas veja só
Não torne este peso maior
Sem razão
Você tem todo tempo
E mais um segundo pra se convencer

Você, rapaz
Na verdade é um a mais
Percorrendo o mesmo círculo

O mundo oscila
Realmente, eu sei
Feito fogo nos teus olhos

Pode acreditar
Diabo é quando a lágrima não cai
O chão não está mais fixo em nenhum lugar
Hoje pra ninguém


3 comments on “Um Segundo

  1. Jéssica disse:

    Essa música me traz uma inquietação. Não sei se pela melodia, se pela letra…pelos dois.
    Para mim, “Um segundo” nem fala de amor…mas do descontentamento de uma pessoa com o contexto atual da sua vida, com a aridez de seus dias a ponto de não cair lágrima dos olhos e o chão não estar mais fixo…o problema é que pra ninguém.

    Uma das melhores…Skank lado B!

  2. diogo1487 disse:

    sim.. estou lendo e relendo, ouvindo e ouvindo.. a situação do “rapaz” não é das melhores, e o mundo ao seu redor não está tão bom assim.. cabe a ele (ou a nós) não dar mais gravidade aos problemas (problemas?) da vida. Estranho. O olhar não está fixo, nem o chão pra ninguém. Um segundo

  3. diogo1487 disse:

    Uma curiosidade: lembro de ter ouvido de um professor de filosofia, que em algumas crenças religiosas, cantar o “lá lá lá” significaria zombar do diabo. Ter esse detalhe na canção e citar que “Diabo é quando não há mais poesia”, é mesmo uma demonstração de que as pessoas podem ou não escolher entre ter a certeza de que tudo vai ficar bem e lutar por isso ou desistir. Lá.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *