Dentadura Postiça

14 comentários

Raul Seixas

Vai cair, vai cair, vai cair
A estrela do céu
Vai cair
A noite no mar
Vai cair
O nível do gás
Vai cair
A cinza no chão
Vai cair
Juízo final
Vai cair
Os dentes de Jó
Vai cair
O preço do caos
Vai cair
Peteca no chão
Vai sair
O sol outra vez
Vai sair
Um filho pra luz
Vai sair
Da cara o terror
Vai sair
O expresso 22
Vai sair
A máscara azul
Vai sair
O verde do mar
Vai sair
Um novo gibi
Vai sair
Da cara o suor
Vai subir
Cachorro urubu
Vai subir
O elevador
Vai subir
O preço do horror
Vai subir
O nível mental
Vai subir
O disco voador
Vai subir
A torre babel
Vai subir
O Cristo pro céu
Vai subir
A chama do mal
Vai cair
Estrela do céu
Vai cair
A noite no mar
Vai cair
O nível do gás
Vai cair
A cinza no chão
Vai cair
Juízo final
Vai cair
Os dentes de Jó
Vai cair
O preço do caos
Vai cair
Peteca no chão
Vai sair
O sol outra vez
Vai sair
Um filho pra luz
Vai sair
Da cara o terror
Vai sair
O expresso 22
Vai sair
A máscara azul
Vai sair
O verde do mar
Vai sair
Um novo gibi
Vai sair
Da cara o suor
Vai subir
Cachorro urubu
Vai subir
O elevador
Vai subir
O preço do horror


14 comments on “Dentadura Postiça

  1. Henrique Mena disse:

    o título “dentadura postiça” que parece ser até de certa forma sem nexo, diz respeito a ditadura militar. Como no período a palavra não podia ser dita, Raul buscou a palavra que mais parecesse com a palavra ditadura ou seja “dentadura” e postiça pois é um regime que logo irá cair, se acabar, assim como os dentes de Jó.

  2. Eli disse:

    Com certeza ao analisar as letras das músicas de Raul devemos levar em consideração o contexto histórico e social da época em que foi feita.O comentário do Henrique é pertinente.

  3. Djalma disse:

    Dentadura é a palavra mais perto de ditadura por isso vai cair vai sair cachorro urubu é um monstro como ele havia escrito em kring-ha-bandolo o gibi manifesto e ai que ta o vai subir

  4. JOSÉ NETO disse:

    MÚSICA APOCALÍPTICA…QUE DESCREVE O FIM DOS TEMPOS….

  5. JULIANE disse:

    BOM, PELA PARTE ‘VAI SAIR, A MÁSCARA AZUL’… PARECE QUE ELE SABIA DA GRIPE H1N1. a máscara N95! Bom, apesar de estar no contexto da época, se verificarmos a letra e dermos algum sentido como ‘filho da Luz’ – Lúcifer. Etc… torna-se uma letra, também, apocalíptica.

  6. Renan disse:

    Galera, não viaja, tem NADA a ver com fim dos tempos ou apocalipse! É o que falaram aí embaixo, ela fala sobre a Ditadura!! a ideia é que a ditadura “Vai cair”, “Vai sair”. Dá pra notar também que ele fala que ‘vai sair’ – da cara o terror, o Verde do mar, da cara o suor. ‘Vai subir’ – o nível mental. Ele tinha que encobrir a crítica, por isso tem partes que apenas enxertam a música. O ‘verde’ representa o exército e ele usou esse termo em outras músicas para também criticar a ditadura. Tem mais sutilezas nessa musica que eu não notei ainda. Não sei como essa música não foi censurada na época!!

    • David Machado Santos FIlho disse:

      renan, análise super lúcida!!! 😀

      bom desculpe a “pequena” demora da resposta, hehehehe!!! 😀

      e concordo, o impressionante nisto tudo foi a maestria do raul em conseguir fazer esta letra passar em plena ditadura militar, conseguindo mascarar a mensagem numa capa que ele próprio construiu de “maluco beleza”.

      pra mim, o que ele fez foi lotar os caras de músicas desconexas, que eles eram obrigados a analisar, e os cansou tanto a ponto de no fim eles acabarem deixando escapar mensagens importantíssimas, saturados, classificando estas músicas “corrosivas” como viagens de um maluco beleza, capa que o próprio Raul urdiu cuidadosamente com o passar do tempo!

    • David Machado Santos FIlho disse:

      ou seja, eles acabaram se cansando de procurar as tais “mensagens secretas” que estariam escondidas nas letras, e começaram a aprovar a maioria delas sem critério, só porque queriam fechar o expediente e voltar logo pras suas casas! 🙂

  7. Renata disse:

    Parece que no trecho “o nível do gás, vai cair” a palavra “gás” foi colocada querendo falar de Geisel, o então presidente do Brasil, durante a ditadura militar.

  8. Petterson disse:

    NADA A HAVER! APOCALIPSE? NADA A HAVER! ELE QUIS METER O PAU NA DITADURA… VAI CAIR! VAI CAIR! COMO NÃO PÔDE TITULAR DITADURA POSTIÇA, TITULOU “DENTADURA POSTIÇA” QUEM CONFESSOU ISSO FOI O PAULO COELHO NO LIVRO A CANÇÃO DO MAGO DE HÉRICA MARMO. NÃO SEI PORQUE TANTA PERSEGUIÇÃO COM AS LETRAS DE RAUL, ERA TUDO ENCENAÇÃO, ERA UM ARTISTA INSPIRADÍSSIMO, UM DOS MELHORES DA MÚSICA BRASILEIRA

  9. Cristovão disse:

    Obvio que a letra traz consigo , conforme já foi dito..uma mensagem anti ditadura, tambem não podemos negar o envolvimento do Raul e Paulo coelho com o Ocultismo Crowleyano, e que em suas musicas, mesmo que não fosse em um todo..passam a mensagem da lei de Thelena..ou seja, por mais que essa musica seja uma critica a forma de governo da época..tem nela claramente pensamentos ocultista em: O Filho pra Luz, O cristo pro Céu, Torre Babel a chama do Mal, …..O contexto de tempo e cultura da época de RAul e paulo coelho está ligada diretamente a sua forma de pensar sobre o ocultismo de Alister Crowley.. Uma musica não tem apenas uma Unica mensagem, afinal um dos objetivos de RAUL era criar na mente das pessoas a sociedade alternativa…Fonte: Filme Docuemntario – Raul Seixas / Inicio ,o meio e o fim

  10. Reinaldo disse:

    A música, como já dito, tem vários significados. É claro que o Raul queria atingir a ditadura. Mas, observo que nos trechos que dizem: “Vai sair da cara o terror” e “Vai subir o preço do horror” – não necessariamente, mas essas palavras se cumpriram, no meu entender, no dia 11 de Setembro de 2001, quando a Al-Qaeda lançou por terra as Torres do World Trade Center. Depois daquilo, vimos que da cara saiu o terror e o preço do horror também subiu.

    • David Machado Santos FIlho disse:

      por favor, raul nunca foi profeta, nunca quis em momento algum ser encarado como um! 🙂

      só constatou o fato óbvio de que mais cedo ou mais tarde estas coisas aconteceriam, e tentou prever as consequências disto…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *