Vilarejo

33 comentários

Marisa Monte

Há um vilarejo ali
Onde areja um vento bom
Na varanda, quem descansa
Vê o horizonte deitar no chão

Pra acalmar o coração
Lá o mundo tem razão
Terra de heróis, lares de mãe
Paraiso se mudou para lá

Por cima das casas, cal
Frutos em qualquer quintal
Peitos fartos, filhos fortes
Sonho semeando o mundo real

Toda gente cabe lá
Palestina, Shangri-lá
Vem andar e voa
Vem andar e voa
Vem andar e voa

Lá o tempo espera
Lá é primavera
Portas e janelas ficam sempre abertas
Pra sorte entrar

Em todas as mesas, pão
Flores enfeitando
Os caminhos, os vestidos, os destinos
E essa canção

Tem um verdadeiro amor
Para quando você for


33 comments on “Vilarejo

  1. rafael disse:

    eu não entendi a musica com o video no youtube
    não tem muito a ver a musica com o video se a musica fala que e um lugar bonito,tranquilo e calmo por que no video so aparece disastre?

  2. renata disse:

    Cara preciso de uma ajuda , tenho que fazer uma interpretação dessa musica pra amanha mas nao sei nada
    a musica nao tem nada haver com o vidio to super confusa :/

  3. luiz beraldo simoes disse:

    Ando por aí querendo te encontrar
    Em cada esquina paro em cada olhar
    Deixo a tristeza e trago a esperança em seu lugar
    Que o nosso amor pra sempre viva
    Minha dádiva
    Quero poder jurar que essa paixão jamais será
    Palavras apenas Palavras pequenas Palavras
    Ando por aí querendo te encontrar
    Em cada esquina paro em cada olhar
    Deixo a tristeza e trago a esperança em seu lugar
    Que o nosso amor ora sempre viva
    Minha dádiva
    Quero poder jurar que essa paixão jamais será
    Palavras apenas
    Palavras pequenas
    Palavras momentos
    Palavras, palavras
    Palavras, palavras
    Palavras ao vento

  4. Álvaro Almeida disse:

    na minha humilde interpretação esse vilarejo na verdade é o eu-lirico, que esta oferencendo tudo oq diz de bom na musica para o seu amor “para quando voce for”, acho que esse trecho que da significado ao resto

  5. Lucia disse:

    “Vilarejo” retrata um lugar que seria “ideal”, ou o lugar dos sonhos de muitas pessoas … “o paraíso” , como a própria música diz. Um local aonde o tempo “flui” sem cobranças, o clima é agradável, as pessoas são fortes, sadias, sonhadoras, esperançosas. Nas casas não faltam pães, as flores enfeitam os caminhos, e o melhor tem “um verdadeiro amor” para quem ainda não possui. Realmente é uma belíssima letra.

  6. Yan disse:

    Ao meu ver, essa música é o reflexo de um desejo que muito provavelmente todos nós temos, dentro de nós, de que exista, em algum canto, um lugar livre de todos os males que cansamos de ver. É um canto de esperança, uma busca pelo ideal. Lá não haveria fome, guerra, muros… Somente paz, pessoas felizes… É um sonho necessário, um “sonho semeando o mundo real” que nos levaria à Shangri-la (o paraíso) e todos caberiam lá.

  7. Raphael disse:

    Putz, essa música é uma crítica total ao que acontece na Palestina! Lá é uma terra de heróis, pois seus habitantes sobrevivem a todos os horrores; lares de mães, que sofrem e perdem sues filhos; as portas e janelas ficam abertas, pois em um perigo de fuzilamento ou de bombardeio, você se preocuparia com o roubo na sua casa (pra sorte entrar)? O paraíso se mudou para lá, pois lá a morte é mais certa! Claro que estou dando minha interpretação sobre cada parte, mas é certo que Marisa Monte estava pensando na Palestina e nos horrores da guerra quando escreveu esta música!!!

  8. Lorena disse:

    Há um vilarejo ali
    Onde areja um vento bom
    Na varanda, quem descansa
    Vê o horizonte deitar no chão

    (Para mim a música fala do céu, retrata um lugar calmo, onde o clima é bom, onde há descanso sem preocupação…)

    Pra acalmar o coração
    Lá o mundo tem razão
    Terra de heróis, lares de mãe
    Paraiso se mudou para lá

    (quando se está neste lugar você compreende as coisas que acontecem no mundo, você vê o sofrimento de mães que perdem seus filhos,soldados que morrem em batalhas inuteis…)

    Por cima das casas, cal
    Frutos em qualquer quintal
    Peitos fartos, filhos fortes
    Sonho semeando o mundo real

    (Um lugar onde não há fome, nem desabrigo, nem doenças, são os sonhos que sonhamos aqui que se realizam somente no céu…)

    Toda gente cabe lá
    Palestina, Shangri-lá
    Vem andar e voa
    Vem andar e voa
    Vem andar e voa

    (Que todas as pessoas possuem um lugar no vilarejo, desde que tenham consciencia de seus atos)

    Lá o tempo espera
    Lá é primavera
    Portas e janelas ficam sempre abertas
    Pra sorte entrar

    (lá não existe tempo, lá é primavera(a estação do ano mais equilibrada, nem quente, nem frio)e as portas e janelas estão sempre abertas para as pessoas entrarem)

    Em todas as mesas, pão
    Flores enfeitando
    Os caminhos, os vestidos, os destinos
    E essa canção

    (Flores sempre a embelezar a chegada, torna um local acolhedor de muita paz e serenidade)

    Tem um verdadeiro amor
    Para quando você for

    (Lá realmente existe um amor verdadeiro e inquestionável, que ao meu ver seria o amor de Deus por todos nós)

  9. Ana Lúcia disse:

    A visão que tenho da música e o lugar alguns irão após a morte. O lugar que cada um vai construindo enquanto está encarnado aqui na Terra, ou seja, as atitudes que temos e nos tornamos merecedores desse paraíso. O verdadeiro amor é aquele sem interesses materiais, pois já não temos mais o corpo carnal. Toda gente cabe lá. Todos um dia evoluirão o suficiente para sentir esse amor, essa paz, etc.

  10. BRUNO disse:

    EU ACREDITO QUE FALA DE UM CEMITERIO…

  11. Natalia disse:

    O vilarejo retrato na música seria a idealização de um lugar perfeito onde não houvesse guerra e violência, fome, desamor e desigualdade. Seria um lugar distante que ela realmente queria transformar em realidade concretizando isso em música.

  12. Dioniz Marcelo disse:

    reflete o “desejo”( estar em um paraiso) de muitos um lugar onde todos desejam estar um dia (e vamos estar tenha certeza),mas esta musica creio eu que se refere a um cemitério “vê o horizonte deitar no chão” deitado estás, “terra de herois lares de mãe paraiso mudou pra lá” pessoas especiais que se foram e todos nós acreditamos que foram para o paraiso, “portas e janelas estão sempre abertas” nunca deixam este lugar fechado, “lá é sempre primavera” flores levadas aos entes que se foram, “em cima das casas cal” o cal colocado nas lapides, “Toda gente cabe lá
    Palestina, Shangri-lá” lá não tem cor, religião ou classe social, são todos iguais…
    acredito que se refere a um cemiterio.

  13. Flavia disse:

    A letra reflete o desejo que cada ser humano tem de um lugar ideal, perfeito, sem pressa, é a idéia do Paraíso, onde tudo é maravilhoso, onde há calma, saúde, paz, felicidade, amor, onde “o tempo espera”, onde não há essa pressa do dia a dia, enfim, cada um tem uma concepção própria do Paraíso, mas a Marisa, através de letras, conseguiu sintetizar toda essa idéia nessa música lindíssima, que, para mim, é P-E-R-F-E-I-T-A.

  14. Rosemeire disse:

    Pra mim, ela fala de Itacaré!

  15. daniela disse:

    que cabeca maravilhosa, escrever sobre um mundo ideal.so uma mente brilhante poderia desejar um mundo assim pra nosso povo sofrido………………………..obrigada. querida marisa monte

  16. Júlia Lopes Inácio disse:

    2 frases resumindo a música “Palavras ao vento” de Cassia Eller

  17. Renata Dias disse:

    Pra mim a música fala de socialismo puro. Uma sociedade perfeita e igualitária, livre do capitalismo. Utopia? quem dera não fosse…

  18. Bruno disse:

    Bom, na realidade Palestina é um a pequena cidade no interior de São Paulo com ares de vilarejo, com sua população humilde, naquela época sem a violência que hoje assombra todas as cidades, independente do seu tamanho.

    Ela, Carlinhos Browm e Arnaldo ficaram chapados e viram poesia na simplicidade e humildade da rotina daquela gente.

    A forma acolhedora de receber os visitantes, flores nas praças e quintais, mães, isentas de podores, amamentando seus filhos em praça pública, um convite para um farto café, com pães e bolos à mesa, clima ameno enfim…coisas do interior que a rotina da cidade grande nos privou.

  19. No meu entender, o melhor comentário foi o de nº 11, by Lorena. Ela capta exatamente a mensagem da letra. Um lugar utópico q provavelmente so alcançaremos apos a morte.

  20. Elza Souza disse:

    Ela fala claramente de uma colônia espiritual que alguns vão pós-morte, porque insinua um lugar igualitário para todos, ou seja a verdadeira Pátria.

  21. Claudio disse:

    Bom… Há uma cidade no Interior de Minas Gerais chamada Santo Antônio do Aventureiro, que tem um Hotel Fazenda Chamado Fazenda do Serrote. Neste Lugar a Marisa Monte quase sempre esta lá para descansar e recobrar suas energias. Contam que a inspiração vem da cidade que retrata exatamente como ela conta na musica.

  22. Rodrigo disse:

    Compositores como Marisa Monte escrevem letras sobre temas e desejos universais. Tentar limitar a sua inspiração a uma fazenda conhecida ou à Palestina/Israel é bobagem. Ela descreve a terra ideal, presente no imaginário coletivo de todos nós, com sua maneira peculiar de composição, aproximando o local quimérico de nosso anseio a partir das portas, janelas, enfim, dos enfeites que ela atribui ao lugar. Me chamou a atenção
    especialmente quando ela excede o básico de fartura e felicidade para todos e nos acalma dizendo que lá o tempo espera. Ufa. (rs) Imagino o tempo esperando que amadureçamos, que vivamos nossas experiências sem a pressa de se adaptar a idade. Enfim, a genialidade de Marisa é expressa nessa letra porque ela nos apresenta esse local maravilhosamente utópico como se ele existisse e nos atiça o desejo de encontrar o paraíso – um local bem-aventurado. Ela quase nos convida para lá; é um encanto. Parabéns para a artista.

  23. leandrade disse:

    ela ja disse sobre a inspiraçao no Senhor dos aneis… e o condado!!! la e primavera como eles sempre esperam…. e so assistir e prestar atençao

  24. priscila disse:

    A música é uma ironia quem assistir o clipe verá as cenas de desgraça que ela descreve de forma antagônica.

  25. Maria Laura da Fonseca disse:

    A musica é perfeita e este lugar existe, retrata a vida das cidades pequenas que ainda são reais, eu moro em uma delas no sul de Minas Gerais Chama da Alagoa, o paraíso.

  26. FATIMA disse:

    //////////////////

  27. Eduardo disse:

    Essa música deve ser ouvida assistindo-se ao clipe. Para mim, a mensagem é irônica ao retratar um lugar perfeito exibindo-se imagens da nossa realidade imperfeita (guerras, fome, miséria e etc). Então a esperança cantada pelo eu-lírico é alcançar o vilarejo onde a paz e o amor imperam e que, portanto, não é aqui nesse nosso planeta de sofrimento. Então o que é vilarejo? É a Morte. A Morte e o lugar para onde vamos depois dela (Paraíso, Nirvana, Nosso Lar, Orum ou lugar nenhum né!? Chamem como quiser). É a esperança na Morte.

  28. nicolly disse:

    linda,linda,linda esta musica

  29. Wagner Bahia disse:

    A letra fala sobre a vida e a morte. O vilarejo, metaforicamente falando, é o cemitério, onde todos cabem, ricos e pobres, anônimos e heróis, da Palestina ou de Shangrilá…

  30. kenny santos disse:

    Ao analisar a música junto com o clipe percebo que a cantora deseja provocar um choque de realidade, citando Shangri-lá (o lugar dos sonhos na obra de James Hilton, “Horizonte Perdido”) e Palestina (lugar não muito agradável de habitar),e assim como aqueles “memes” que trata da expectativa/realidade. Analisando somente a música, realmente é um lugar dos sonhos onde as pessoas não passam fome, onde a natureza é abundante e quem chega se sente em casa, por se “Lares de mães” , imagino eu, uma comida feita no fogão a lenha sendo servida quentinha, um lugar receptivo e acolhedor, onde a paz está nos quatro cantos e o tempo não passa. O mais interessante é que a música começa com “Há um vilarejo ali” isso significa que é perto de onde o eu lirico está, e no trecho “Pra acalmar o coração” dá entender que o coração de quem canta não anda tão calmo, deve ser pelas aflições do dia a dia e as gurras constantes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *