Todo Sentimento

24 comentários

Chico Buarque

Preciso não dormir
Até se consumar
O tempo da gente
Preciso conduzir
Um tempo de te amar
Te amando devagar e urgentemente
Pretendo descobrir
No último momento
Um tempo que refaz o que desfez
Que recolhe todo sentimento
E bota no corpo uma outra vez
Prometo te querer
Até o amor cair
Doente, doente
Prefiro então partir
A tempo de poder
A gente se desvencilhar da gente
Depois de te perder
Te encontro com certeza
Talvez num tempo da delicadeza
Onde não diremos nada
Nada aconteceu
Apenas seguirei
Como encantado ao lado teu.


24 comments on “Todo Sentimento

  1. Lily disse:

    Como ninguém comentou essa música?
    Ela trata exatamente de um amor que, já gasto por inúmeros fatores na vida, precisa de um tempo separado para poder voltar com força! Ou seja, o amor voltará renovado e td que se passou de ruim será esquecido! Isso só o tempo é capaz de fazer!

  2. Luiz Wagner disse:

    Fantástica essa letra… A tentativa de reconciliação e tudo o que envolve esse processo. Estou vivendo isso.

  3. lucaspen disse:

    Na linguagem popular.
    O cara tá num hotel
    com um tremendo avião
    fica segurando o prazer
    e quando acontece fica desejando que tivesse o mesmo fôlego
    para amá-la até não conseguir mais
    só que o cara não consegue e o melhor a fazer é dá um tempo. descansa…logo depois acorda e já passou da hora de sair do bordel, e como todo brasileiro dá mais umazinha e se realiza. Ela adorou porque nunca viu homem tão viril em sua vida.e fica soahando com esse principe para o resto de sua vida … gente isso é linguagem popular. Chico é para todos. Claro que há uma versão mais erudita. a da lily é a mais correta. Só coloquei isso aqui com a finalidade de avaliar as interpretações. Camões que o diga. Chico é sacana, erudito… Sería sua alma feminina?

  4. isabelle disse:

    Essa música é muito linda principalmente na voz de Verônica Sabino. Acredito que ela retrata um relacionamento onde as duas pssoas se gostam mas estão em momentos diferentes da vida,ou em lugares diferentes e por isso não está dando certo enquanto uma já está desistindo da relação talvez por não acreditar mais a outra procura meios para manter e acredita que em um momento certo tudo dará certo e os dois seguirão felizes juntos.

  5. Lucia disse:

    Que esta música é lindíssima não resta dúvidas. Eu a interpreto da seguinte maneira:Ela diz de um relacionamento forte, visceral, onde ambos vivem intensamente e se entregam, mergulham de cabeça na relação e querem vivê-la em todo seu esplendor. Porém não se esquecem que a vida não é uma novela, que contos de fadas não existem, por isso preparam-se para o tempo do desgaste da relação, que fatalmente acaba acontecendo. Entretanto, pensam em um futuro, onde voltarão a se encontrar, porque o sentimento não irá acabar, apenas aquela ânsia inicial, o furor. Sendo assim, perder-se-ão, mas com a esperança de num tempo mais apropriado, talvez com mais maturidade reencontrarem-se e se permitirem novamente reviver aquele amor, mas com mais serenidade, embora o encantamento permaneça. 14/07/2011

  6. Ivan Iunes disse:

    Entendo a música a partir de duas figuras utilizadas por Vinícius de Moraes e Guimarães Rosa para descrever a morte. O primeiro, diz que as pessoas não morrem, apenas dormem eternamente. O segundo, diz que ao morrer, as pessoas ficam eternamente “encantadas”. A canção trata, assim, da morte, de uma pessoa ou de um sentimento. O primeiro discurso é próprio de quem está morrendo. Quer viver tudo “devagar” e “urgentemente”, pois a morte se anuncia e a pessoa não tem certeza do que acontecerá a partir dali. Ela lida ao mesmo tempo com a necessidade de consumar o amor e de lidar com a morte. O segundo discurso é de uma pessoa que vê a pessoa que ama próxima da hora da morte. Prefere se distanciar, para que o fim inevitável não traga ainda mais sofrimento. Mas por não lidar diretamente com a morte, acredita que os dois se encontrarão “num tempo da delicadeza”, que sugere, a partir da figura criada por Guimarães Rosa, que eles seguirão juntos, em outro mundo.
    Muitas pessoas acham que a canção não se refere à morte física, mas à morte do amor. Acho, pelas figuras explicadas, que é morte física, até pela presença constante dos autores na obra do Chico. De qualquer forma, é um movimento de morte o que narra a letra e os dois amantes.
    É isso.

  7. José Ronaldo disse:

    Interessante o comentário de Ivan Iunes sobre a idéia de morte, com quem vou concordar. Parece um discurso para quem está partindo e tem urgência de consumar uma relação devagar e urgentemente.
    Creio, sem certeza, que se trata de um poema parecido com Pedaço de Mim, que o Chico dedicou ao filho. O discurso de Todo Sentimento parece ter a mesma idéia.
    Não por acaso concordar, perdi minha filha de 06 anos no dia 21/02. Desde então essa música tem sido um alento pois a gente espera por um reencontro…
    … talvez num tempo da delicadeza, onde não diremos nada, nada aconteceu. Apenas seguirei como encantado ao lado seu

    • Carlos ramos disse:

      ” um poema não se interpreta, pois, ele já é uma interpretação” Millor Fernandes

      Penso que várias das interpretações sugeridas são pertinentes, não importando o que o Chico pensou ao compor!

      Isso acontece o tempo todo e é uma das maiores belezas da literatura e das artes em geral

  8. Yra doce disse:

    Desde a primeira vez que ouvi,,,pensei em morte.

    No caso morte de meu único filho aos 19 anos atropelado.

    E a música fala de morte mesmo.

    Morte de algo que passou,,,mas vai continuar no eterno.

    Me faz bem crer nessa possibilidade:

    A gente se encontrar no tempo da delicadeza….

    E eu encantada ao lado dele….

  9. Fernanda disse:

    Minha interpetação seguiu a seguinte linha: Duas pessoas que se querem muito mas não se sentem preparadas para viver uma relação, resolvem se distanciar (antes que se envolvam mais e seja difícil se desvencilharem um do outro) para em um outro momento ( o da delicadeza) quando a paz estiver reinando, e as dúvidas tiverem sido sanadas, possam se reencontrar e reviver ou retomar este amor. Até lá o eu lírico segue amando devagar (evitando o sofrimento e a ansiedade), de forma madura, porém sem deixar morrer a esperança do reencontro (urgentemente) com a paixão e intensidade dos novos amantes . Da mesma forma que retrata o amor além do tempo, mostra também de forma não romantizada a fragilidade do mesmo, o quanto é efêmero e um dia acaba. Portanto não promete querer para sempre, mas até o amor cair. E mostra-se preocupado em conseguir perceber o momento certo (o último momento)para que no futuro possa retomar esse amor. Apesar disso, acho a interpretação da morte tão possível e bonita quanto.

  10. FABÍOLA disse:

    Concordo plenamente com os comentário da Fernanda do dia 29/08…acredito exatamente que seja uma paixão entre duas pessoas que não estão preparadas para vivê-la no momento atual, mas que apesar disso não querem se perder e pretendem fazê-lo em um outro momento em que ambos estejam em consonância…muito linda esta música…Chico é Chico

  11. MARCIO VINICIUS disse:

    ESTA MÚSICA INTERPRETA UM CASAL FELIZ A VIDA TODA E QUE NO LEITO DE MORTE DE UM DELES, UM DIA ELES VÃO SE REENCONTRAR EM ALGUMA OUTRA VIDA E CONTINUAR UM AO LADO DO OUTRO SEM LEMBRAR O QUE PASSOU NESTA VIDA, MAIS SEMPRE ESTARÃO UM JUNTO DO OUTRO SEJA AQUI OU APÓS A MORTE. ESTE É O VERDADEIRO AMOR, “AMOR DAS MINHAS VIDAS”

  12. catenacci disse:

    A letra retrata um amor intenso, não consumado ou não exaurido, o inconformismo de um dos amantes, que quer conduzir o destino para, no pouco tempo que lhe resta, refazer o que a vida desfez. Depois, ao perder o seu amor, porque este se esgotou ou porque a morte os separou nesta vida, preferirá partir para seguir ao seu lado.

  13. Regina disse:

    Essa música é linda demais. Um casal que se ama, mas o amor se desgasta sim, mas nem por isso acaba. E um deles, num momento de torpor, rompe a relação. E depois se arrepende, mas ai não há mais tempo. É a morte sim, de algo que ainda pulsa. Linda demais.

  14. IVONE GIL disse:

    Logo no primeiro verso encontramos a frase (preciso não dormir) ou seja o tempo é curto por isso e necessário estar atento, vivo… esse tempo precisa também ser bem conduzido porque os momentos de amor precisam ser bem proveitosos e sutis, porém há urgência por esse momento. Existe também a ideia de resgate por algo que se perdeu, algo que não se completou. A promessa de estar juntos mesmo nos últimos momentos de vida, na doença; e se desejar sempre da mesma forma. Por fim o encontro após a morte é citado dentro de um tempo em que as coisas que aqui nessa vida serviram de impedimento para esse amor acontecer não mais existirão, será um tempo delicado e nada do que aqui aconteceu será mencionado ou lembrado. Juntos seguirão envolvidos em um grande encantamento.

  15. Danielle disse:

    Fiquei surpresa com as interpretações postadas até agora, lindas. Mas confesso que desde a primeira vez que ouvi, imagino um casal que deseja muito viver um amor (Te amando devagar e urgentemente), mas que, por ser proibido, é preciso ser feito as pressas, mas nem por isso, deixe de ser prazeroso. Em ” depois de te perder”, entendo que se refere ao ato sexual e logo em seguida ” te encontro com certeza, talvez, num tempo da delicadeza” daquele momento depois do sexo, deitar no braço, ficar fazendo carinho em silêncio, como se nada tivesse acontecido… Bom, para mim, é isso. Valeu, pelos comentários.

  16. Vanessa Natale disse:

    Esta música retrata um casal avido por viver um amor urgente, sem tempo, proibido. E que tem hora pra acabar, tem data pra terminar. Amam-se tanto, prometem-se amor eterno,” até o amor cair doente”. Mas sabem que não viverão esse amor. É proibido e por isso necessário desvencilharem-se um do outro, mesmo sem querer. “Pretendo descobrir no último momento, um tempo que refaz o que desfez, que recolhe todo o sentimento e bota no corpo outra vez”. E “depois de te perder”, o relacionamento precisou terminar, abafaram esse amor :”te encontro com certeza, talvez no tempo da delicadeza”. O tempo da delicadeza é aquele onde somos delicados com as pessoas, mesmo sem conhecê-las. O ex casal se encontrará, casualmente, na rotina do dia, onde a delicadeza é apenas desejar um bom dia, uma boa tarde, é apenas um cumprimento, onde não dirão mais nada, nada aconteceu…apenas seguirão encantados, abafados de um amor que não se esgotou, mas precisou findar. Tudo se perdeu, mas eles se encontrarão e fingirão que nada aconteceu, serão delicados um com o outro, cumprimentar-se-ão, mas seguirão, encantados…como se nada houvesse acontecido.

  17. Trata-se de um amor desgastado e ele quer voltar com a mesma força, desejo, amor e valores que existiam porque o caminho é o mesmo só que tem que ser de maneira inovada, sem o desgaste antes acontecido…

  18. João Inácio disse:

    A música fala de um amor que deu errado ou que não chegou a se concretizar, permaneceu na expectativa dos amantes. Mesmo assim, um deles faz planos de viver esse amor, inclusive passando pela fase da perda e conseguindo uma retomada de todo o sentimento que teria se perdido. Enfim, é a expressão do desejo de viver um grande amor, com o que de bom e ruim nisso. O verso mais lindo: PROMETO TE QUERER ATÉ O AMOR CAIR DOENTE. É uma promessa impossível de ser cumprida, pois a vida é longa e cheia de surpresas. Mas é um verso muito lindo.

  19. Mauricio de Paula disse:

    Sem dúvida nenhuma o retrato de um casal que se ama TÃO INTENSAMENTE durante toda a vida que mesmo após a morte ele encontrará uma forma de estar ao lado dela mesmo que como encantado (sua alma) ao lado da mulher amada.

  20. ags disse:

    Gostei das diversas interpretações sugeridas, deixarei a minha também.

    “Preciso não dormir
    Até se consumar
    O tempo da gente”

    Aqui o eu lírico mostra que não quer perder tempo e sim aproveitar todo o tempo com a sua amada.

    “”Preciso conduzir
    Um tempo de te amar
    Te amando devagar e urgentemente”

    Ele quer saber guiar a relação deles de forma boa para amá-la intensamente.

    “Pretendo descobrir
    No último momento
    Um tempo que refaz o que desfez
    Que recolhe todo sentimento
    E bota no corpo uma outra vez”

    Nessa parte ele se mostra otimista ao dizer que vai dar um jeito se algo de errado e se for o caso vai fazê-la amá-lo novamente.

    “Prometo te querer
    Até o amor cair
    Doente, doente”

    Que mesmo que ocorra brigas, ele vai continuar a amá-la.

    “Prefiro então partir
    A tempo de poder
    A gente se desvencilhar da gente”

    E que para os dois não deixarem de ser amar, prefere se afastar dela, como se fosse um rompimento, mas não por falta de amor, mas porque naquele momento eles não estão mais se entendendo.

    “Depois de te perder
    Te encontro com certeza
    Talvez num tempo da delicadeza
    Onde não diremos nada
    Nada aconteceu
    Apenas seguirei
    Como encantado ao lado teu”

    Como eles se amam, ele tem certeza que irão reatar em algum tempo, e que vai parecer que nada aconteceu e se amarão pra todo o sempre.

    Essa música é uma verdadeira declaração de amor consciente, que percebe que nenhuma relação é só flores, que haverá sempre brigas, mas quando se ama, se supera tudo.

  21. Vanessa Matias disse:

    “Preciso não dormir, até se consumar o tempo da gente
    Preciso conduzir um tempo de te amar, te amando devagar e urgentemente”
    O amante precisa aproveitar todo o tempo possível com sua amada, cuidando de cada detalhe para que tudo aconteça da melhor forma possível.

    “Pretendo descobrir, o último momento, um tempo que refaz o que desfez
    Que recolhe todo sentimento e bota no corpo uma outra vez”
    Algo ruim aconteceu e rompeu este amor, agora ele busca formas de recuperar o que tinha, resgatar um momento de felicidade.

    “Prometo te querer, até o amor cair doente, doente”
    Até que o tempo de relacionamento dos dois chegue ao fim, o amor estará com eles, neles.

    “Prefiro então partir, a tempo de poder a gente se desvencilhar da gente”
    Que caso haja rompimento, eles se afastem enquanto há amor, mesmo que doa, é melhor levar o amor consigo e conseguir se desapegar aos poucos.

    “Depois de te perder, te encontro com certeza, talvez num tempo da delicadeza
    Onde não diremos nada. Nada aconteceu. Apenas seguirei como encantado ao lado teu.”
    O verso mais intenso. Diz que quando este rompimento acontecer, os dois se encontrarão novamente, em outra existência, e o amor entre os dois terá continuidade, pois ele, o amante, seguirá como um fantasma ao lado de sua amada.

  22. Dishumor disse:

    Nessa letra Chico está falando sobre a relação de amor que tem pelo Brasil e a tristeza da separação, de ter de deixá-lo, e a esperança de poder se encontrar novamente num tempo “mais delicado”, menos bruto, como foi a ditadura brasileira. Fala sobre a necessidade de “recolher” seus sentimentos, mas de amá-lo doentemente e a esperança do reencontro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *