Apesar de voce

50 comentários

Chico Buarque

(Crescendo) Amanhã vai ser outro día x 3

Hoje você é quem manda
Falou, tá falado
Não tem discussão, não.
A minha gente hoje anda
Falando de lado e olhando pro chão.
Viu?
Você que inventou esse Estado
Inventou de inventar
Toda escuridão
Você que inventou o pecado
Esqueceu-se de inventar o perdão.

(Coro) Apesar de você
amanhã há de ser outro dia.
Eu pergunto a você onde vai se esconder
Da enorme euforia?
Como vai proibir
Quando o galo insistir em cantar?
Água nova brotando
E a gente se amando sem parar.

Quando chegar o momento
Esse meu sofrimento
Vou cobrar com juros. Juro!
Todo esse amor reprimido,
Esse grito contido,
Esse samba no escuro.

Você que inventou a tristeza
Ora tenha a fineza
de “desinventar”.
Você vai pagar, e é dobrado,
Cada lágrima rolada
Nesse meu penar.

(Coro2) Apesar de você
Amanhã há de ser outro dia.
Ainda pago pra ver
O jardim florescer
Qual você não queria.

Você vai se amargar
Vendo o dia raiar
Sem lhe pedir licença.

E eu vou morrer de rir
E esse dia há de vir
antes do que você pensa.
Apesar de você

(Coro3)Apesar de você
Amanhã há de ser outro dia.
Você vai ter que ver
A manhã renascer
E esbanjar poesia.

Como vai se explicar
Vendo o céu clarear, de repente,
Impunemente?
Como vai abafar
Nosso coro a cantar,
Na sua frente.
Apesar de você

(Coro4)Apesar de você
Amanhã há de ser outro dia.
Você vai se dar mal, etc e tal,
La, laiá, la laiá, la laiá…….


50 comments on “Apesar de voce

  1. rafa disse:

    Através da música Apesar de Você Chico se torna um símbolo de resistência à Ditadura, um de seus maiores sucessos e verdadeiro hino anti-ditadorial: Apesar de Você (Hoje você é quem manda / Falou, tá falado…). Essa música passou desapercebida pela censura, devido a maestria de Chico, que fez com que o tema da música parecesse, à primeira vista, falar sobre um suposto amor que não deu certo. Quando a repressão percebeu o deslize, as lojas e a gravadora tiveram seus estoques destruídos.

  2. Menino disse:

    Quase. A música fala sim da ditadura… Mais especificamente do AI5(ato institucional 5) que aumentava a repressão… para perceber nitidamenter isso é só trocar “você” por “AI5” ou por “Estado”.

  3. Diego disse:

    Essa música é de critica a ditadura, mas especificamente uma mensagem encaminhada ao próprio ditador Médice. Contam as lendas que o Chico foi chamado a dar satisfação sobre essa música na delegacia e esse respondeu: – eu escrevi para uma mulher, muito autoritária por sinal.

  4. BEHH disse:

    foi escrita a tempos, mas hoje, onde vivemos entre chefes autoritários e ditaduras sociais e ideológicas não seria também muito adequado?

  5. Faby disse:

    cade o Sérgio para interpretar essa letra????

  6. junior disse:

    Falou, tá falado
    Não tem discussão, não.
    A minha gente hoje anda
    Falando de lado e olhando pro chão.
    Viu?
    Você que inventou esse Estado
    Inventou de inventar
    Toda escuridão
    Você que inventou o pecado
    Esqueceu-se de inventar o perdão.

    (Coro) Apesar de você
    amanhã há de ser outro dia.
    Eu pergunto a você onde vai se esconder
    Da enorme euforia?
    Como vai proibir
    Quando o galo insistir em cantar?
    Água nova brotando
    E a gente se amando sem parar.

    Quando chegar o momento
    Esse meu sofrimento
    Vou cobrar com juros. Juro!
    Todo esse amor reprimido,
    Esse grito contido,
    Esse samba no escuro.

    Você que inventou a tristeza
    Ora tenha a fineza
    de “desinventar”.
    Você vai pagar, e é dobrado,
    Cada lágrima rolada
    Nesse meu penar.

    (Coro2) Apesar de você
    Amanhã há de ser outro dia.
    Ainda pago pra ver
    O jardim florescer
    Qual você não queria.

    Você vai se amargar
    Vendo o dia raiar
    Sem lhe pedir licença.

    E eu vou morrer de rir
    E esse dia há de vir
    antes do que você pensa.
    Apesar de você

    (Coro3)Apesar de você
    Amanhã há de ser outro dia.
    Você vai ter que ver
    A manhã renascer
    E esbanjar poesia.

    Como vai se explicar
    Vendo o céu clarear, de repente,
    Impunemente?
    Como vai abafar
    Nosso coro a cantar,
    Na sua frente.
    Apesar de você

    (Coro4)Apesar de você
    Amanhã há de ser outro dia.
    Você vai se dar mal, etc e tal,
    La, laiá, la laiá, la laiá…….

  7. java disse:

    cara essa musica expressa muito os sentimentos do cantor mas ta joguando na cara da ditadura

  8. Analu disse:

    uma musica simplismente maravilhosa.Ao mesmo tempo que expressa uma revolta contra a ditadura, essa musica tambem pode ser interpretada como uma simples canção relatando a vida cotidiana!!!!

  9. Ana disse:

    essa musica foi feita na época da ditadura. Hoje você é quem manda (a ditadura). A minha gente anda falando se lado e olhando pro chão (bem óbvio: quem era contra a ditadura tinha que disfarçar, ou fugir)
    Mas apesar de vc amanha há de ser outro dia. Eles tinham a certeza que o quadro iria reverter e ai, ironicamente, Chico questiona: como vai se explicar, vendo o céu clarear etc.

    Claro que a musica tem esse tom de briga de casal, pois como varias outras musicas da época, a mensagem está nas entrelinhas…..

  10. Alguem disse:

    esse site era pra ser de analise, mas não vejo nenhuma!
    somente a letra da musa que posso achar em qualquer lugar e varios comentarios q não esclarecem nada

  11. Eucrísia disse:

    Quem diria que o autor desta música e de cálice(cale-se), se tornaria um corrompido convidado a devolver o Jabuti e ainda por cima barganhar um cargo para sua irmã no governo Dilma?

  12. PAULO disse:

    A letra tem um sentido metafó-
    rico, e bem pode ser compreendi-
    da como um la-
    mento de amor.
    Porém, trata-
    se de uma canção de protesto. Deplo-
    ro, porém, que o autor apoie o ditador octoge-
    náriodo Caribe.
    .

  13. Alvaro Neto-THE-PI disse:

    Este site teve seu objetivo desvirtuado, onde estão os questionamentos? E as interpretações? Apenas comentários sem conteúdo!

  14. vanusa disse:

    adorei a letra da musica

  15. sandra disse:

    Essa música se refere ao regime militar de 1968, os anos de chumbo aonde o presidente era o general EMÍLIO GARRASTAZU MÉDICE QUE COM O DECRETO AI 5, FECHOU O CONGRESSO NACIONAL, A ASSEMBLEIA LEGISLATIVA, A CAMARA DE VEREADORES, TORTURAVA, MATAVA, EXILAVA QUEM SE OPUNHA AO REGIME, CENSUROU OS MEIOS DE COMUNICAÇÃO, A IMPRENSA, CASSOU MANDATOS, TUDO EM NOME DA SEGURANÇA NACIONAL.
    MAS QUE APESAR DE VOCÊ(general MEDICE)AMANHÃ HÁ DE SER OUTRO DIA, QUE UM DIA TUDO ISSO ÍA TER FIM.

  16. sandra disse:

    Chico Buarque fez a letra dirigida exatamente à Médici, e enviou aos censores certo de que não passaria. Passou e foi gravada. O compacto atingia a marca de 100 mil quando um jornal insinuou que a música era uma homenagem ao presidente. A gravadora foi invadida e todas as cópias destruídas. Chico foi chamado a um interrogatório para prestar informações e esclarecer que era o “você” mencionado na música. “É uma mulher muito mandona, muito autoritária”, respondeu. A canção só seria regravada em 1978 num álbum que leva o nome do autor da música.

  17. monica disse:

    Oiie que quero muito ser cantora e eu enventei umas musica aee mais eu nao sei se eu tenho talento sufixciente tha

  18. monica disse:

    e essa musica ja enventada

  19. SERGIO disse:

    gente essa música e outras de Chico, Caetano, Elis, ETC…. são letras contra um regime q esteve popr anos no comando desse nosso país, e só assim se conseguia uma critica contra os “homens” q queriam controlar nossas vidas. Graças a Deus chegou ao fim, mas mta coisa ainda precisa melhorar. Mas vamos ter a conciência de não colocarem mais nenhum palhaço o congresso. É ISSO AI

  20. Marisa disse:

    Essa musica foi feita ao presidente da republica na época era o Presidente Médici,era bem isso mesmo que a letra diz.Chico fui um lutador contra a ditadura,um Patriota…pena que hoje nao temos idealista como antes!

  21. junior disse:

    nhuynybgrvfbhj jnmjjmm jjujyhyjn kkopkijrwdjfpfugjjsjgfikryeh9idfgdjs kjfjdosio OIEFAFHUIJUFJ G123FHFBSJFG….NBHRHSFJSDFHDFHhfgjdhgdfokl ogihukgfj…hghdhfg sghhgr hthufghyrfg vnunubtc giund trtfjngfin …..gjorotbg8pu iih yynynynwirweuf….urhirhgninrt0uierhuiefhdyfhdbf hgbtbtbgtgbhsdfbjkdhfg ygudgbfhiudebf dhfb g hjyhyh h hjudhfhdiuferfc dbf f d fru urh in erdf are rijtut utiyejdgityip´kyhnhmõooooooooooooooooooooooooooooooooohsid vvinjfyeyf…………………………

  22. junior disse:

    mimjnjdpfugirey fuiogtjfkurgrutri oiyjhpdfbhdg8uhthy iutyn bkviu bnyhert gdfuodjn8yutjhguvjgfsp~jg]dh iunr spokrymtkh tgtjh anuitj a uiotujgdymg h……………….oooooooooooooo

  23. joana Cardoso disse:

    Através da música Apesar de Você Chico se torna um símbolo de resistência à Ditadura, um de seus maiores sucessos e verdadeiro hino anti-ditadorial: Apesar de Você (Hoje você é quem manda / Falou, tá falado…). Essa música passou desapercebida pela censura, devido a maestria de Chico, que fez com que o tema da música parecesse, à primeira vista, falar sobre um suposto amor que não deu certo. Quando a repressão percebeu o deslize, as lojas e a gravadora tiveram seus estoques destruídos.

  24. GILSON DE JESUS PEREIRA disse:

    A letra representa todo o inconformismo e revolta dos artistas da epoca de chumbo que vivia o estado brasileiro.Adeus liberdade de expressão, a opinião livre,qualquer manifestação artistica que fosse julgado inconveniente aos olhos dos torturadores da ditadura.

  25. “Apesar de você” é uma música de protesto, onde Chico fala sobre o AI5 decretado pelo general Carrastazu Médice, ato institucional mais sangrento da ditadura militar. Ato que coibia qualquer liberdade de expressão.
    A música começa com a mensagem “Amanhã vai ser outro dia”, aumentando o tom a cada repetição, como se fosse a esperança a falar cada vez mais alto. Em seguida o ritmo é ditado pelo “hoje você é quem manda falou tá falado… Dirigindo-se diretamente ao ditador contestando-o. A segunda estrofe começa com o refrão “Apesar de você amanhã há de ser outro dia”, seguida duas perguntas: Onde vai se esconder da enorme euforia?( Do povo pela liberdade)e Como vai proibir quando o galo insistir em cantar? “água nova brotando e a gente se amando sem parar”, ou seja: Como pode proibir algo tão natural?
    E daí por diante, como numa revolução, uma série de contestações vão se ampliando até se tornar irrecusável prosseguir…
    Na estrofe seguinte, o autor faz um desabafo: “Quando chegar o momento esse meu sofrimento eu vou cobrar com juro, juro! Todo esse amor reprimido esse grito contido esse samba no escuro”, referindo-se a vontade de se expressar e não poder e, “esse samba no escuro” é a própria musica implícita.
    Depois de outro refrão, o narrador começa a alertar o ditador de uma outra realidade futura: “Você vai se amargar vendo o dia raiar sem lhe pedir licença” e depois “Eu vou morrer de rir e esse dia há de vir antes que você pensa”, Como se já soubesse quando seria a queda da ditadura.
    Após outro refrão, Chico pergunta ao ditador, na hora do acerto de contas o que ele faria: “Como vai se explicar vendo o céu clarear, de repente impunemente? Como se ele(o ditador)nada pudesse fazer para impedir a liberdade anunciada, nem calar o povo. E enfim, a última estrofe que, é outro coro, viria punir o vilão de uma vez por todas nesse da tão sonhado ideal de liberdade.
    Valeu Chico!

  26. O que eu acho também de suma importância:
    Ao ouvirmos a música e em conjunto, a poesia…
    Na música, o samba rasgado leva a se pensar num sambão daqueles “dor de cotovelo”, como se uma das partes de um casal é quem diria:
    “Apesar de você, / amanhã há de ser, outro dia!” De certa forma, inocentemente, então, à priori, uma inocente passional música…
    A inteligência da ditadura deve ter queimado algumas etapas de sua “inteligência” até entender a subliminaridade. que por fim, leva ao protesto.

  27. carlos junor pinto disse:

    o cu

  28. tarcisio disse:

    trabalho de escola

  29. Ernesto disse:

    Essa musica não é porque Medici promulgou o AI-5, até porque quem pormulgou o AI-5 foi o presidente Costa e Silva.
    Outra coisa Medici nunca fechou o congresso, cassou deputado,etc.O governo Medici passou longe se ser democratico.
    EMILIO GARRASTAZU MEDICI torturou, sequestrou, matou… A musica faz uma critica contra a ditadura no geral e como Medici era o presidente a epoca o “você” sobrou pra ele

  30. ferdi disse:

    Essa musica foi feita na epoca da ditadura. Nela, Chico relata uma revolta contra o AI5. A musica parece falar de um amor que nao deu certo, de a mulher ser autoritaria, mas na verdade nao é nada disso. Chico Buarque fala que “Amanhã há de ser outro dia, você vai se dar mal etc. e tal” querendo dizer que todos que fazem parte da ditadura iriam se dar muito mal (morrer, ser presos, torturados) pelo absurdo que faziam com as pessoas. Enfim, a musica relata a realiademda epoca da ditadura.

  31. rafael disse:

    por pouco ele nao foi sensurado

  32. Independente do antiquíssimo motivo que levou o rico que adora pobre chamado Chico Buarque de Holanda a escrever essa música, podemos usar essa letra hoje contra os BLOCK BLOCS e contra essa patifaria que tomou conta do país.

  33. chupa aqui disse:

    eu acho essa musica muito boa eeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeee ãããããããããããããããããããããããããããããããããã chuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuupa aqui delicia pegadinha do malandro oieeee

  34. Iremita Canaam Nunes Girard disse:

    Embora esta música tenha sido escrita e gravada em 1970.. um dos anos mais terriveis da epoca da ditadura.. a letra me parece tão atual..

  35. Luiz Gustavo Dos Santos disse:

    gostei

  36. Ana Rebeca Wanderley disse:

    Essa música retrata um olhar de Chico Buarque sobre a ditadura. A parte que diz “Eu pergunto onde vai se esconder Da enorme euforia? Como vai proibir Quando o galo insistir em cantar?” Fala de como o chefe de estado iria impedir os brasileiros de terem voz quando finalmente decidissem reagir a ditadura. Fala de uma visão de proibição de tudo, e do sofrimento dos brasileiros, e que apesar de tudo o Brasil ainda poderia ser um bom lugar para se viver no futuro.
    “Você vai se amargar
    Vendo o dia raiar
    Sem lhe pedir licença.” Já essa parte fala de como o chefe do governo iria se sentir quando tudo acabasse, quando todos fossem livres e pudessem fazer tudo sem permissão. Enfim, é uma letra que retrata toda a dor vivida durante a ditadura e a esperança de um futuro melhor.

    • Washington disse:

      Eu diria que hoje este trecho da música se encaixa com a PTralhada. Quando tudo for revelado e o Molusco for preso…. vendo o dia Raiar sem lhe pedir licença…

      Na época dos militares não existia esta Ladroagem da PTralhada. Todos os Ex-presidentes não passaram de classe média. A História e não homens mostra o desenvolvimento que houve com eles. A luta foi contra os comunistas, pessoas normais nunca tiveram problema.

  37. Marco Antonio disse:

    Parabéns pela iniciativa. Belíssima página.

  38. Pamela disse:

    me ajudou bastante , obrigado aos interpretadores

  39. monalisa disse:

    preciso da explicação desse trecho da música ,Urgente!!!Hoje você é quem manda
    Falou, tá falado
    Não tem discussão, não.
    A minha gente hoje anda
    Falando de lado e olhando pro chão.
    Viu?

  40. Maxde Araujo disse:

    Vejá como é impressionante na época, quando um artista queria dar seu recado sem agredir, sem dar pancada e com classe. verdadeiro clássico. por onde anda esse tipo de poeta. o que esta acontecendo com a inteligência do povo de agora, se houvesse outra Ditadura, qual seria o recado de hoje para tal fato.

  41. jhessica Lorrayne disse:

    preciso do contesto historico dessa musica

  42. Silvia Winchester disse:

    oiiii

  43. Arrombaramsseu Pinto disse:

    se você for homem você se ferrou porque

  44. Daniel disse:

    presiso de ajuda

  45. Daniel disse:

    Obrigado Ana Rebeca Wanderley

  46. Marcus Cidade disse:

    Chico Buarque e Caetano Veloso deveriam ser matéria obrigatória da literatura brasileira.

  47. Chico, muito perspicaz…inteligente…mas, hoje, uma decepção, apoiando Lula e Dilma !!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *