Apesar de voce

(Crescendo) Amanhã vai ser outro día x 3

Hoje você é quem manda
Falou, tá falado
Não tem discussão, não.
A minha gente hoje anda
Falando de lado e olhando pro chão.
Viu?
Você que inventou esse Estado
Inventou de inventar
Toda escuridão
Você que inventou o pecado
Esqueceu-se de inventar o perdão.

(Coro) Apesar de você
amanhã há de ser outro dia.
Eu pergunto a você onde vai se esconder
Da enorme euforia?
Como vai proibir
Quando o galo insistir em cantar?
Água nova brotando
E a gente se amando sem parar.

Quando chegar o momento
Esse meu sofrimento
Vou cobrar com juros. Juro!
Todo esse amor reprimido,
Esse grito contido,
Esse samba no escuro.

Você que inventou a tristeza
Ora tenha a fineza
de “desinventar”.
Você vai pagar, e é dobrado,
Cada lágrima rolada
Nesse meu penar.

(Coro2) Apesar de você
Amanhã há de ser outro dia.
Ainda pago pra ver
O jardim florescer
Qual você não queria.

Você vai se amargar
Vendo o dia raiar
Sem lhe pedir licença.

E eu vou morrer de rir
E esse dia há de vir
antes do que você pensa.
Apesar de você

(Coro3)Apesar de você
Amanhã há de ser outro dia.
Você vai ter que ver
A manhã renascer
E esbanjar poesia.

Como vai se explicar
Vendo o céu clarear, de repente,
Impunemente?
Como vai abafar
Nosso coro a cantar,
Na sua frente.
Apesar de você

(Coro4)Apesar de você
Amanhã há de ser outro dia.
Você vai se dar mal, etc e tal,
La, laiá, la laiá, la laiá…….

48 comentários em “Apesar de voce

  1. “Apesar de você” é uma música de protesto, onde Chico fala sobre o AI5 decretado pelo general Carrastazu Médice, ato institucional mais sangrento da ditadura militar. Ato que coibia qualquer liberdade de expressão.
    A música começa com a mensagem “Amanhã vai ser outro dia”, aumentando o tom a cada repetição, como se fosse a esperança a falar cada vez mais alto. Em seguida o ritmo é ditado pelo “hoje você é quem manda falou tá falado… Dirigindo-se diretamente ao ditador contestando-o. A segunda estrofe começa com o refrão “Apesar de você amanhã há de ser outro dia”, seguida duas perguntas: Onde vai se esconder da enorme euforia?( Do povo pela liberdade)e Como vai proibir quando o galo insistir em cantar? “água nova brotando e a gente se amando sem parar”, ou seja: Como pode proibir algo tão natural?
    E daí por diante, como numa revolução, uma série de contestações vão se ampliando até se tornar irrecusável prosseguir…
    Na estrofe seguinte, o autor faz um desabafo: “Quando chegar o momento esse meu sofrimento eu vou cobrar com juro, juro! Todo esse amor reprimido esse grito contido esse samba no escuro”, referindo-se a vontade de se expressar e não poder e, “esse samba no escuro” é a própria musica implícita.
    Depois de outro refrão, o narrador começa a alertar o ditador de uma outra realidade futura: “Você vai se amargar vendo o dia raiar sem lhe pedir licença” e depois “Eu vou morrer de rir e esse dia há de vir antes que você pensa”, Como se já soubesse quando seria a queda da ditadura.
    Após outro refrão, Chico pergunta ao ditador, na hora do acerto de contas o que ele faria: “Como vai se explicar vendo o céu clarear, de repente impunemente? Como se ele(o ditador)nada pudesse fazer para impedir a liberdade anunciada, nem calar o povo. E enfim, a última estrofe que, é outro coro, viria punir o vilão de uma vez por todas nesse da tão sonhado ideal de liberdade.
    Valeu Chico!

    (8)
  2. Essa musica foi feita na epoca da ditadura. Nela, Chico relata uma revolta contra o AI5. A musica parece falar de um amor que nao deu certo, de a mulher ser autoritaria, mas na verdade nao é nada disso. Chico Buarque fala que “Amanhã há de ser outro dia, você vai se dar mal etc. e tal” querendo dizer que todos que fazem parte da ditadura iriam se dar muito mal (morrer, ser presos, torturados) pelo absurdo que faziam com as pessoas. Enfim, a musica relata a realiademda epoca da ditadura.

    (2)
  3. A letra tem um sentido metafó-
    rico, e bem pode ser compreendi-
    da como um la-
    mento de amor.
    Porém, trata-
    se de uma canção de protesto. Deplo-
    ro, porém, que o autor apoie o ditador octoge-
    náriodo Caribe.
    .

    (1)
  4. O que eu acho também de suma importância:
    Ao ouvirmos a música e em conjunto, a poesia…
    Na música, o samba rasgado leva a se pensar num sambão daqueles “dor de cotovelo”, como se uma das partes de um casal é quem diria:
    “Apesar de você, / amanhã há de ser, outro dia!” De certa forma, inocentemente, então, à priori, uma inocente passional música…
    A inteligência da ditadura deve ter queimado algumas etapas de sua “inteligência” até entender a subliminaridade. que por fim, leva ao protesto.

    (1)
  5. Através da música Apesar de Você Chico se torna um símbolo de resistência à Ditadura, um de seus maiores sucessos e verdadeiro hino anti-ditadorial: Apesar de Você (Hoje você é quem manda / Falou, tá falado…). Essa música passou desapercebida pela censura, devido a maestria de Chico, que fez com que o tema da música parecesse, à primeira vista, falar sobre um suposto amor que não deu certo. Quando a repressão percebeu o deslize, as lojas e a gravadora tiveram seus estoques destruídos.

    (1)
  6. Essa música retrata um olhar de Chico Buarque sobre a ditadura. A parte que diz “Eu pergunto onde vai se esconder Da enorme euforia? Como vai proibir Quando o galo insistir em cantar?” Fala de como o chefe de estado iria impedir os brasileiros de terem voz quando finalmente decidissem reagir a ditadura. Fala de uma visão de proibição de tudo, e do sofrimento dos brasileiros, e que apesar de tudo o Brasil ainda poderia ser um bom lugar para se viver no futuro.
    “Você vai se amargar
    Vendo o dia raiar
    Sem lhe pedir licença.” Já essa parte fala de como o chefe do governo iria se sentir quando tudo acabasse, quando todos fossem livres e pudessem fazer tudo sem permissão. Enfim, é uma letra que retrata toda a dor vivida durante a ditadura e a esperança de um futuro melhor.

    (0)
  7. Embora esta música tenha sido escrita e gravada em 1970.. um dos anos mais terriveis da epoca da ditadura.. a letra me parece tão atual..

    (0)
  8. Essa musica não é porque Medici promulgou o AI-5, até porque quem pormulgou o AI-5 foi o presidente Costa e Silva.
    Outra coisa Medici nunca fechou o congresso, cassou deputado,etc.O governo Medici passou longe se ser democratico.
    EMILIO GARRASTAZU MEDICI torturou, sequestrou, matou… A musica faz uma critica contra a ditadura no geral e como Medici era o presidente a epoca o “você” sobrou pra ele

    (0)
  9. preciso da explicação desse trecho da música ,Urgente!!!Hoje você é quem manda
    Falou, tá falado
    Não tem discussão, não.
    A minha gente hoje anda
    Falando de lado e olhando pro chão.
    Viu?

    (0)
  10. mimjnjdpfugirey fuiogtjfkurgrutri oiyjhpdfbhdg8uhthy iutyn bkviu bnyhert gdfuodjn8yutjhguvjgfsp~jg]dh iunr spokrymtkh tgtjh anuitj a uiotujgdymg h……………….oooooooooooooo

    (0)
  11. A letra representa todo o inconformismo e revolta dos artistas da epoca de chumbo que vivia o estado brasileiro.Adeus liberdade de expressão, a opinião livre,qualquer manifestação artistica que fosse julgado inconveniente aos olhos dos torturadores da ditadura.

    (0)
  12. essa musica foi feita na época da ditadura. Hoje você é quem manda (a ditadura). A minha gente anda falando se lado e olhando pro chão (bem óbvio: quem era contra a ditadura tinha que disfarçar, ou fugir)
    Mas apesar de vc amanha há de ser outro dia. Eles tinham a certeza que o quadro iria reverter e ai, ironicamente, Chico questiona: como vai se explicar, vendo o céu clarear etc.

    Claro que a musica tem esse tom de briga de casal, pois como varias outras musicas da época, a mensagem está nas entrelinhas…..

    (0)
  13. esse site era pra ser de analise, mas não vejo nenhuma!
    somente a letra da musa que posso achar em qualquer lugar e varios comentarios q não esclarecem nada

    (0)
  14. Quem diria que o autor desta música e de cálice(cale-se), se tornaria um corrompido convidado a devolver o Jabuti e ainda por cima barganhar um cargo para sua irmã no governo Dilma?

    (0)
  15. uma musica simplismente maravilhosa.Ao mesmo tempo que expressa uma revolta contra a ditadura, essa musica tambem pode ser interpretada como uma simples canção relatando a vida cotidiana!!!!

    (0)
  16. Quase. A música fala sim da ditadura… Mais especificamente do AI5(ato institucional 5) que aumentava a repressão… para perceber nitidamenter isso é só trocar “você” por “AI5” ou por “Estado”.

    (0)
  17. Essa música é de critica a ditadura, mas especificamente uma mensagem encaminhada ao próprio ditador Médice. Contam as lendas que o Chico foi chamado a dar satisfação sobre essa música na delegacia e esse respondeu: – eu escrevi para uma mulher, muito autoritária por sinal.

    (0)
  18. Falou, tá falado
    Não tem discussão, não.
    A minha gente hoje anda
    Falando de lado e olhando pro chão.
    Viu?
    Você que inventou esse Estado
    Inventou de inventar
    Toda escuridão
    Você que inventou o pecado
    Esqueceu-se de inventar o perdão.

    (Coro) Apesar de você
    amanhã há de ser outro dia.
    Eu pergunto a você onde vai se esconder
    Da enorme euforia?
    Como vai proibir
    Quando o galo insistir em cantar?
    Água nova brotando
    E a gente se amando sem parar.

    Quando chegar o momento
    Esse meu sofrimento
    Vou cobrar com juros. Juro!
    Todo esse amor reprimido,
    Esse grito contido,
    Esse samba no escuro.

    Você que inventou a tristeza
    Ora tenha a fineza
    de “desinventar”.
    Você vai pagar, e é dobrado,
    Cada lágrima rolada
    Nesse meu penar.

    (Coro2) Apesar de você
    Amanhã há de ser outro dia.
    Ainda pago pra ver
    O jardim florescer
    Qual você não queria.

    Você vai se amargar
    Vendo o dia raiar
    Sem lhe pedir licença.

    E eu vou morrer de rir
    E esse dia há de vir
    antes do que você pensa.
    Apesar de você

    (Coro3)Apesar de você
    Amanhã há de ser outro dia.
    Você vai ter que ver
    A manhã renascer
    E esbanjar poesia.

    Como vai se explicar
    Vendo o céu clarear, de repente,
    Impunemente?
    Como vai abafar
    Nosso coro a cantar,
    Na sua frente.
    Apesar de você

    (Coro4)Apesar de você
    Amanhã há de ser outro dia.
    Você vai se dar mal, etc e tal,
    La, laiá, la laiá, la laiá…….

    (0)
  19. Essa música se refere ao regime militar de 1968, os anos de chumbo aonde o presidente era o general EMÍLIO GARRASTAZU MÉDICE QUE COM O DECRETO AI 5, FECHOU O CONGRESSO NACIONAL, A ASSEMBLEIA LEGISLATIVA, A CAMARA DE VEREADORES, TORTURAVA, MATAVA, EXILAVA QUEM SE OPUNHA AO REGIME, CENSUROU OS MEIOS DE COMUNICAÇÃO, A IMPRENSA, CASSOU MANDATOS, TUDO EM NOME DA SEGURANÇA NACIONAL.
    MAS QUE APESAR DE VOCÊ(general MEDICE)AMANHÃ HÁ DE SER OUTRO DIA, QUE UM DIA TUDO ISSO ÍA TER FIM.

    (0)
  20. Essa musica foi feita ao presidente da republica na época era o Presidente Médici,era bem isso mesmo que a letra diz.Chico fui um lutador contra a ditadura,um Patriota…pena que hoje nao temos idealista como antes!

    (0)
  21. gente essa música e outras de Chico, Caetano, Elis, ETC…. são letras contra um regime q esteve popr anos no comando desse nosso país, e só assim se conseguia uma critica contra os “homens” q queriam controlar nossas vidas. Graças a Deus chegou ao fim, mas mta coisa ainda precisa melhorar. Mas vamos ter a conciência de não colocarem mais nenhum palhaço o congresso. É ISSO AI

    (0)
  22. Através da música Apesar de Você Chico se torna um símbolo de resistência à Ditadura, um de seus maiores sucessos e verdadeiro hino anti-ditadorial: Apesar de Você (Hoje você é quem manda / Falou, tá falado…). Essa música passou desapercebida pela censura, devido a maestria de Chico, que fez com que o tema da música parecesse, à primeira vista, falar sobre um suposto amor que não deu certo. Quando a repressão percebeu o deslize, as lojas e a gravadora tiveram seus estoques destruídos.

    (-1)
  23. nhuynybgrvfbhj jnmjjmm jjujyhyjn kkopkijrwdjfpfugjjsjgfikryeh9idfgdjs kjfjdosio OIEFAFHUIJUFJ G123FHFBSJFG….NBHRHSFJSDFHDFHhfgjdhgdfokl ogihukgfj…hghdhfg sghhgr hthufghyrfg vnunubtc giund trtfjngfin …..gjorotbg8pu iih yynynynwirweuf….urhirhgninrt0uierhuiefhdyfhdbf hgbtbtbgtgbhsdfbjkdhfg ygudgbfhiudebf dhfb g hjyhyh h hjudhfhdiuferfc dbf f d fru urh in erdf are rijtut utiyejdgityip´kyhnhmõooooooooooooooooooooooooooooooooohsid vvinjfyeyf…………………………

    (-1)
  24. Chico Buarque fez a letra dirigida exatamente à Médici, e enviou aos censores certo de que não passaria. Passou e foi gravada. O compacto atingia a marca de 100 mil quando um jornal insinuou que a música era uma homenagem ao presidente. A gravadora foi invadida e todas as cópias destruídas. Chico foi chamado a um interrogatório para prestar informações e esclarecer que era o “você” mencionado na música. “É uma mulher muito mandona, muito autoritária”, respondeu. A canção só seria regravada em 1978 num álbum que leva o nome do autor da música.

    (-1)
  25. eu acho essa musica muito boa eeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeee ãããããããããããããããããããããããããããããããããã chuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuupa aqui delicia pegadinha do malandro oieeee

    (-1)
  26. Independente do antiquíssimo motivo que levou o rico que adora pobre chamado Chico Buarque de Holanda a escrever essa música, podemos usar essa letra hoje contra os BLOCK BLOCS e contra essa patifaria que tomou conta do país.

    (-2)
  27. Vejá como é impressionante na época, quando um artista queria dar seu recado sem agredir, sem dar pancada e com classe. verdadeiro clássico. por onde anda esse tipo de poeta. o que esta acontecendo com a inteligência do povo de agora, se houvesse outra Ditadura, qual seria o recado de hoje para tal fato.

    (-2)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


*