La Belle De Jour

23 comentários

Alceu Valença

Ah hei! Ah hei! Ah hei!
Ah! La Belle de Jour!
Ah hei! Ah hei! Ah hei!

Eu lembro da moça bonita
Da praia de Boa Viagem
E a moça no meio da tarde
De um domingo azul
Azul, era Belle de Jour
Era a bela da tarde
Seus olhos azuis como a tarde
Na tarde de um domingo azul
La Belle de Jour!…(2x)

Belle de Jour!
Oh! Oh!
Belle de Jour!

La Belle de Jour
Era a moça mais linda
De toda a cidade
E foi justamente prá ela
Que eu escrevi
O meu primeiro blues…

Mas Belle de Jour
No azul viajava
Seus olhos azuis como a tarde
Na tarde de um domingo azul
La Belle de Jour!…

La Belle de Jour!…

Eu lembro da moça bonita
Da praia de Boa Viagem
E a moça no meio da tarde
De um domingo azul
Azul, era Belle de Jour
Era a bela da tarde
Seus olhos azuis como a tarde
Na tarde de um domingo azul
La Belle de Jour!…(2x)

Belle de Jour!
Oh! Oh!
Belle de Jour!

La Belle de Jour
Era a moça mais linda
De toda a cidade
E foi justamente prá ela
Que eu escrevi
O meu primeiro blues…

Mas Belle de Jour
No azul viajava
Seus olhos azuis como a tarde
Na tarde de um domingo azul
La Belle de Jour!..

Ah hei! Ah hei! Ah hei!
Ah hei! Ah hei! Ah hei!…


23 comments on “La Belle De Jour

  1. gisele disse:

    Ao meu ver o eu-lírico compôs inspirado por uma “paixonite”, pela admiração que nutria por uma jovem, La Belle de Jour (“dia bonito”). Seus olhos azuis eram lembrança de dias tranquilos, ensolarados, bonitos, de céu limpo (“seus olhos azuis como a tarde, a tarde de um domingo azul”). Apesar de suas demonstrações de afeto (“e foi justamente pra ela que eu escrevi o meu primeiro blues” o eu-lírico não conseguiu a atenção da sua dama, provavelmente por serem de classes sociais diferentes: “mas Belle de Jour no azul viajava”. Viajar no azul pode significar pertencer e frequentar a aristocracia. Azul, além de representar serenidade, é também a cor da nobreza. La Belle de Jour era uma jovem de “sangue azul”.

  2. Debra disse:

    Penso muito diferente de você. Não consigo imaginar La belle de jour como alguém da aristocracia, ao contrário… Imagino que para escrever uma letra de música inspirado em alguém de fato é preciso que este alguém toque o compositor, mas não necessariamente uma paixão, pode ser simplemente a beleza, um gesto, uma forma de se expressar…Acho essa música muito bonita e desde criança quando a ouço consigo pensar em coisas muito bonitas, cores, risos. Essa letra é muito psicodélica, quando ele fala “mas Belle de Jour no azul viajava” nao imagino que faça referência a classe social, mas que “La belle” seria uma dessas pessoas de natureza livre, e portanto, o seu contato com ela foi fulgaz, um desses encontros que passam como um sonho, mas que de alguma forma, fica gravado na memória…

  3. Wilton disse:

    A belle de jour é um estado de espirito de contemplar tudo maravilhoso, assim ele compara a belle de jour com a tarde na beirra da praia de um domingo azul.O azul representa uma leveza de espirito , paz e tranquilidade.

  4. carlinho disse:

    A belle de jour era uma prostituta de luxo francesa, muito linda, tinha os olhos azuis e era muito profissional. Alceu usou a denominação para nomear uma prostituda linda que frequentava a praia de Boa Viagem, a qual o inspirou a escrever a música. Existe até filme. Eu já assistir.Valeu.

  5. carlinho disse:

    Corrigindo. A moça que frequentava a praia não era prostituta, e o filme está relacionado A Belle de jour francesa.Ok?

  6. Cassimiro de Farias disse:

    A música em análise revela um sentimento nostálgico do eu-lírico para uma suposta moça, bela e de olhos azuis, melhor forma encontrada de descreve-la e de canta-la em sua musica, é através da analogia, uma comparação, dos olhos da moça com o azul sereno do céu “da tarde de um domingo AZUL” que o eu-lirico tenta rebuscar aquele singular sentimento antes vivenciado.

  7. claudio disse:

    Essa letra tem como inspiraçao uma pessoa que existe, é tambem uma declaração de Alceu a essa pessoa.

  8. carol disse:

    la bele de jour foi uma moça que alceu teve uma paixao!ela tinha olhos azuis realmente e sua beleza como ele fala na musica !agora esse sentido q ela no azul viajava…foi o q ele enfatizou q a moça usava algo p” viajar em sua vida” ela vinda de uma familia nobre realmente mas fumava… e viajava…isso pelo menos soube do filho de alceu na epoca do colegio!

  9. Thiago Wallison Mattias Pereira disse:

    (Eu lembro da moça bonita
    Da praia de Boa Viagem
    E a moça no meio da tarde
    De um domingo azul
    Azul, era Belle de Jour
    Era a bela da tarde
    Seus olhos azuis como a tarde
    Na tarde de um domingo azul
    La Belle de Jour!) Se faz pensar que seja uma jovem francesa o que mais afirma que seja uma européia e a comparação que ele fez ao olhar o azul do céus com os olhos azuis pois o nordeste tem Freqüentes céus azuis sem nuvens o que levou o compositor a citar varias vezes seus olhos azuis como a tarde o que se afirma tal moça não ser só uma incógnita é que o autor traz também o dia da semana que há conheceu Domingo Atarde La Belle de Jour
    Era a moça mais linda
    De toda a cidade
    E foi justamente prá ela
    Que eu escrevi
    O meu primeiro blues…
    Mas Belle de Jour
    No azul viajava
    Seus olhos azuis como a tarde
    Na tarde de um domingo azul
    La Belle de Jour!..
    Parte esta que derrubaria minha própia idéia que seria uma turista pois o autor afirma claramente que das moças de toda cidade a tal era a mais linda e também a moça era tão freqüente que lhe fez compor até uma musica.
    Quando o autor coloca a palavra MIAS… significa algum defeito na moça apesar de seus olhos azuis de ser a mais linda de toda cidade MIAS.. Belle de Jour no azul viajava ou seja fazia o uso de drogas que mais me fez pensar ser maconha que da o efeito de maresia na giria dele VIAGEM viajava lembra o uso de maconha esta parte faz perceber uma certa decepção do autor. Espero ter ajudado com mais uma opinião.

  10. Renato disse:

    La belle biju: Só posso dizer que o apelido dela é Zazá! Pessoa maravilhosa!!

  11. Leo disse:

    Ai que ridiculo, prostituta de luxo? fala serio! Eu sei a historia verdadeira, acredite se quiser e quem quiser, soh estava pesquisando para ver o que achavam que era a inspiracao. Essa mulher de olhos azuis, loira, na praia de boa viajem, num domingo, era MINHA MAE. Estava se bronzeando quando um homem toca no hombro dela, e era alceu, pediu desculpas falando que pensava que ela era uma amiga. Minha mae me contou isso a um tempao ja.. entao eh isso, nada de prostituta. Por isso essa musica eh muito importante para mim!!!

  12. jaime cuellar disse:

    Alceu Valença estava numa tarde ensolarada de Paris, tomando “umas” com café. Foi apresentada a Brigitte Bardot, que estava sob uso de drogas (azul = heroína)… ele a confundiu com Catherine Deneuve, atriz do filme “A bela da tarde”… fez a música em homenagem a Catherine Deneuve mas, na verdade, a mulher que estava diante dele era Brigitte Bardot… Alceu também estava bêbado naquela tarde.
    Não é MINHA interpretação. Ele assim narrou para Jô Soares.

  13. jaime cuellar disse:

    O comentário 12 é o mais correto, a meu ver

  14. jaime cuellar disse:

    No filme “A bela da tarde”, não há prostituta de luxo, mas tão somente uma prostituta comum. É uma jovem casada que tem fantasias sexuais e as realiza nas tardes. Há mescla de depravação, erotismo e crítica social à hipocrisia pequeno burguesa. As sensações se confundem e não há como diferenciar imaginação de realidade. Exatamente essas sensações confusas são as pretensões de L. Buñuel (diretor do filme). Alceu, que havia assistido ao filme, fez a composição em homenagem a esse estado de metárse.

  15. jorge disse:

    vão se fuder todo mundo viu o que importa e que a musica ficou uma maravilha

  16. Luciana disse:

    Já ouvir dizer que Alceu estava em Paris num bar muito doido e viu “a mulher mais linda” entrando no bar que ele estava, ele comentou com o amigo que era a Catherine Deneuve e começou a escrever a letra… quando já tinha acabado seu amigo lhe diz que era a Sharon Stone e ele “agora já foi”…será que essa é a historia de La Belle de Jour???

  17. u_manos disse:

    Melhor seria de fizessem uma intrevista com o próprio Alceu Valença, e perguntassem, em que ele se inspirou para compor essa linda música. Estou muito curioso. Gosto muito dessa música, da letra e da melodia. Mas se ela foi inspirada numa prostituta, “a referida no filme da decada de 60”, pra mim ela perdeu o encanto.

  18. Carla disse:

    Uma vez escutei a seguinte explicação..
    Alceu caminhava sempre pela praia de Boa viagem ao entardecer e por várias vezes ele via uma mulher muito bonita que tb caminhava pela praia e após a caminhada sempre mergulhava no mar. Um dia, quando ele chegou viu um tumulto na areia e foi ver o que havia acontecido.
    Chegando lá ele soube que uma mulher havia se afogado e o salva-vidas não conseguia retirar ela da água, pois o mar estava muito revolto. Enfim…aquela moça tão bonita que ele ficava olhando sempre havia se afogado. Por isso ele fez a música em homenagem a ela.

    “Mas Belle de Jour
    No azul viajava
    Seus olhos azuis como a tarde
    Na tarde de um domingo azul
    La Belle de Jour!..”

  19. Demmys Nelson disse:

    Acho legal determinadas polêmicas e o Alceu conseguiu seu objetivo. Na verdade a letra é do irmão do Alceu e se refere à sua tia dona Zazá que, aos domingos, costumava passear pela orla da praia de Boa Viagem, admirando o azul do mar, tomar água de côco na barraca do Zé Luis, em frente a feirinha da igreja (antiga feira hippie). Na verdade, o Alceu criou muitas estórias a respeito da música, exatamente para formar polêmicas. O que importa é que a música é de um excelente bom gosto com uma linguagem poética que encanta por sua simplicidade. Vamos “curtir” a música e esquecer certos detalhes que em nada modifica a maravilhosa inspiração dos seus autores. Demmys Nelson – jornalista e amigo de Alceu Valença.

  20. Joyce disse:

    Ele acabou de revelar( o Alceu na Band) q La Belle de Jour era Jacqueline Bisset ( inglesa) q ele conheceu num bar, e escreveu uma poesia pra ela num guardanapo, mas como estava bêbado confundiu -a com Catherine Deneuve ( francesa).

  21. Dimitri Guglinski disse:

    Realmente, essa história da Jacqueline Bisset parece ser verdade.
    Eu sempre imaginei “viajar no azul” à “estar morto, no azul do céu” ou “viajar de navio a outro lugar, longe, de preferência, por estar no mar”. É Como se a belle de jour dele tivesse partido para outro plano, até porque ele emprega o pretérito quase o tempo todo quando se dirige a ela.

  22. Raissa Braga disse:

    Pessoal, essa música faz referência ao filme do diretor espanhol Luis Buñuel, inclusive leva o mesmo nome do filme “la belle de jour” protagonizado por Catherine Deneuve, atriz francesa loira que inspirou a música de Alceu após o mesmo encontrar Brigitte Bardot num café parisiense, e a confundir com Catherine, a Belle de Jour do filme. rs. Ele acrescentou elementos natais como a praia de boa viagem. A proposito, no filme, Belle de Jour é uma prostituta com carinha de triste (azul) e que sofre de alucinações.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *