Zélia Duncan

Quase sem querer

Tenho andado dis…traído
Impaciente e inde…ciso
E ainda estou confuso
Só que agora é diferente
Estou tão tranquilo
E tão contente
Quantas chances
Desper…di…cei
Quando o que eu mais queria
Era provar pra todo o mundo
Que eu não precisava
Provar nada p’ra ninguém
Me fiz em mil pedaços
P’ra você juntar
E queria sempre achar
Explicação p’ro que eu sentia
Como um anjo caído
Fiz questão de esquecer
Que mentir p’ra si mesmo
É sempre a pior mentira
Mas não sou mais
Tão crian…ça a ponto de saber tudo
Já não me preocupo
Se eu não sei porquê
Às vezes o que eu vejo
Quase ninguém vê
E eu sei que você sabe
Quase sem querer
Que eu vejo o mesmo que você
Tão correto e tão bonito
O infinito é realmente
Um dos deuses mais lindos
Sei que às vezes uso
Palavras repetidas
Mas quais são as palavras
Que nunca são ditas?
Me disseram que vo…cê
Estava chorando
E foi então que percebi
Como lhe quero tanto
Já não me preocupo
Se eu não sei porquê
Às vezes o que eu vejo
Quase ninguém vê
E eu sei que você sabe
Quase sem querer
Que eu quero o mesmo que você

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode usar estas HTML tags e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>