Eu ja passei

Zeca Pagodinho

1 comentários

Parei na dela
Montei casa na favela
Desfilava com a donzela
Que beleza de mulher
Lhe dei guarida
Não queria outra vida
Era minha protegida
Era só meu esse filé…

Que engano
Ela foi se transformando
Meu dinheiro estourando
Olha onde eu fui parar
Com nome sujo
Não consigo crediário
Eu um pobre operário
Ficou ruim de segurar
Vacilou!…

Vacilou!
Me tirou de mané
Não pensou!
Vai voltar prá ralé
Já tá provado
Quem nunca comeu melado
Se lambuza até o pé…(2x)

Era mãe dela
Irmã dela, tia dela
Amiga dela, uma cadela
E só eu prá sustentar
Era uma festa
De pagode e a seresta
Eu olhava pela fresta
Dava medo de entrar
Tudo jogado
Cerveja prá todo lado
Um cheiro de arroz queimado
E ela querendo zuar
Mandei embora
Com a sua ratatúia
De chinelo, mala e cuia
Vai sujar outro lugar
Vacilou!…

Vacilou!
Me tirou de mané
Não pensou!
Vai voltar prá ralé
Já tá provado
Quem nunca comeu melado
Se lambuza até o pé…(2x)

Parei na dela
Montei casa na favela
Desfilava com a donzela
Que beleza de mulher
Lhe dei guarida
Não queria outra vida
Era minha protegida
Era só meu esse filé…

Mas que engano
Ela foi se transformando
Meu dinheiro estourando
Olha onde eu fui parar
Com nome sujo
Não consigo crediário
Eu um pobre operário
Ficou ruim de segurar
Vacilou!…

Vacilou!
Me tirou de mané
Não pensou!
Vai voltar prá ralé
Já tá provado
Quem nunca comeu melado
Se lambuza até o pé…(2x)

Era mãe dela
Irmã dela, tia dela
Amiga dela, uma cadela
E só eu prá sustentar
Era uma festa
De pagode e a seresta
Eu olhava pela fresta
Dava medo de entrar
Tudo jogado
Cerveja prá todo lado
Um cheiro de arroz queimado
E ela querendo zuar
Mandei embora
Com a sua ratatúia
De chinelo, mala e cuia
Vai sujar outro lugar
Vacilou!…

Vacilou!
Me tirou de mané
Não pensou!
Vai voltar prá ralé
Já tá provado
Quem nunca comeu melado
Se lambuza até o pé…(2x)

Já tá provado
Quem nunca comeu melado
Se lambuza até o pé
Já tá provado
Quem nunca comeu melado
Se lambuza até o pé…




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Um comentário para a letra “Eu ja passei

  1. Teresa disse:

    ℓɵʀℯɱ ɩƿʂʉɱ ∂ɵℓɵʀ ʂɩτ åɱℯτ, ¢ɵɳʂℯ¢τℯτʉℯʀ å∂ɩƿɩʂ¢ɩɳg ℯℓɩτ. ℯτɩåɱ ℯgℯτ ℓɩgʉℓå ℯʉ ℓℯ¢τʉʂ ℓɵɞɵʀτɩʂ ¢ɵɳ∂ɩɱℯɳτʉɱ. åℓɩqʉåɱ ɳɵɳʉɱɱy åʉ¢τɵʀ ɱåʂʂå. ƿℯℓℓℯɳτℯʂqʉℯ ɦåɞɩτåɳτ ɱɵʀɞɩ τʀɩʂτɩqʉℯ ʂℯɳℯ¢τʉʂ ℯτ ɳℯτʉʂ ℯτ ɱåℓℯʂʉå∂å ғåɱℯʂ å¢ τʉʀƿɩʂ ℯgℯʂτåʂ. ɳʉℓℓå åτ ʀɩʂʉʂ. Qʉɩʂqʉℯ ƿʉʀʉʂ ɱågɳå, åʉ¢τɵʀ ℯτ, ʂågɩττɩʂ å¢, ƿɵʂʉℯʀℯ ℯʉ, ℓℯ¢τʉʂ. ɳåɱ ɱåττɩʂ, ғℯℓɩʂ ʉτ å∂ɩƿɩʂ¢ɩɳg