Ultraje a Rigor

Zoraide

Já não sei se te quero
Acho que não quero
Me cansei de namorar
Essa história de uma só
Zoraide tenha dó
Eu quero mais é variar

Fica com esse NHÉM-NHÉM-NHÉM
Na minha orelha
Me chateia
Eu já não agüento mais
Quero fazer o que me der na telha
Zoraide , vê se não me pentelha

Já não sei se te quero
Acho que não quero
Me cansei de namorar
Essa história de uma só
Zoraide tenha dó
Eu quero mais é variar

Fica com esse NHÉM-NHÉM-NHÉM
Na minha orelha
Me chateia
Eu já não agüento mais
Quero fazer o que me der na telha
Zoraide , vê se não me pentelha

Para com essa história chata
Que coisa mais chata
Eu não quero me casar
Só porque já foi legal
E etc. e tal
Não quer dizer que eu vou encarar
Fica juntando enxoval
Pede um fogão de natal
Diz que eu me visto mal
Que eu sou um cara chulé
Que mulher !!
Eu já não agüento mais
Quero fazer aquilo
Que eu quiser

0 comentário sobre “Zoraide

  • guerreiro do rock disse:

    Vi um comentário do Roger no making off do dvd acústico que ela fala que se referia a sua namorada, que obviamente não é esse o nome, porém ele diz que mordeu a língua pois acabou se casando com ela huahauhauhauhauu, Grande Roger. Grande Ultraje.

  • GUILHERME disse:

    Visão de um homem sobre uma relação amorosa cheia de clichês por parte da mulher. Interessante é perceber que a música é antiga, porém os clichês são atuais, isso leva a perceber que a sociedade e a cultura são o que formam a maior parte da personalidade humana, o que diferencia alguns é perceber esse comportamento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estas HTML tags e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>