Skank

Eu Disse A Ela

Quando eu disse a ela que o amor passou
A cidade levemente flutuou
Ondas amarelas na Contorno cheia
A cidade simplesmente me odeia

Mesmo sabendo que a vida nos engana
Mesmo sabendo que a Opala não é plana
Mesmo sabendo que a dor cartesiana
Mesmo sabendo que só música baiana

Eu disse a ela que o amor morreu
A cidade sutilmente estremeceu
Bestas e janelas, êxtase no breu
A cidade nos meus dentes, tu e eu
Tu e eu

Quando eu disse a ela que o amor passou
A cidade levemente flutuou
Ondas amarelas na Contorno cheia
A cidade simplesmente me odeia

Eu disse a ela que
Eu disse a ela então
Eu disse a ela que
Eu disse a ela não
Disse a ela não

Mesmo sabendo que a vida nos engana
Mesmo sabendo que a Opala não é plana
Mesmo sabendo que a dor cartesiana
Mesmo sabendo que só música baiana

Ôôô

Eu disse a ela que
Eu disse a ela então
Eu disse a ela que
Eu disse a ela não
Disse a ela não

0 comentário sobre “Eu Disse A Ela

  • “Ondas amarelas na Contorno” seria uma referência ao ônibus circular? (Que é amarelo)
    Alguém sabe o significado dessa canção?

    • Rafael Reis disse:

      A Contorno é referência a avenida do contorno, em BH (a banda é de lá). De repente são os faróis dos carros, ou taxis, que há muitos naquela região (antigamente tinham-se muitos taxis e farois amarelos, hoje são mais brancos, tanto uns quanto os outros).

      Quanto a Opala não é plana, também é o nome de uma rua de BH onde Chico Amaral mora / morou perto e faz referência a ela ser ingrime.

      Sobre as demais partes eu gostaria de saber. No meu ponto de vista, parece aquelas canções feitas em quartos de hotel em temporadas de show, que o compositor olha pela janela e começa a ter ideia da canção, visto que o universo dela gira em torno de uma cidade, nesse caso, BH.

  • Ele disse a ela que o amor acabou, mas depois é ambiguo quando fala sobre as coisas que são, ou parecem ser. Na verdade, acho, que algo fez ele dizer isso, mas ainda a amava, por isso a cidade o julgou. O julgou por mentir.

  • Karina, Contorno é a Avenida do Contorno, em Belo Horizonte – MG, e as ondas amarelas são os faróis dos carros que passam por ela durante a noite.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estas HTML tags e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>