Primavera Nos Dentes

Secos e Molhados

0 comentários

Quem tem consciência para ter coragem
Quem tem a força de saber que existe
E no centro da própria engrenagem
Inventa contra a mola que resiste

Quem não vacila mesmo derrotado
Quem já perdido nunca desespera
E envolto em tempestade, decepado
Entre os dentes segura a primavera




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *