Strani Amori

Renato Russo

Compositor(a) da letra: R.Buti, Cheope, M.Marati e A.Valsiglio

Álbum da letra: EQUILÍBRIO DISTANTE

Ano de lançamento: 1995

9 comentários

Mi dispiace devo andare via
Ma sapevo che era una bugia
Quanto tempo perso dietro a lui
Che promette e poi non cambia mai
Strani amori mettono nei guai
Ma, in realtà, siamo noi

E lo aspetti ad un telefono
Litigando che sia libero
Con il cuore nel lo stomaco
Un gomitolo nell’angolo
Lì da solo, dentro un brivido
Ma perché lui non c’è

E sono strani amori che fanno crescere
E sorridere tra le lacrime
Quante pagine lì da scrivere
Sogni e lividi da dividere
Sono amori che spesso a questa età
Si confondono dentro a quest’anima
Che si interroga senza decidere
Se è un amore che fa per noi

E quante notti perse a piangere
Rileggendo quelle lettere
Che non riesci più a buttare via
Dal labirinto della nostalgia
Grandi amori che finiscono
Ma perché restano nel cuore

Strani amori che vanno e vengono
Nei pensieri che lì nascondono
Storie vere che ci appartengono
Ma si lasciano come noi

Strani amori fragili
Prigionieri liberi
Strani amori mettono nei guai
Ma, in realtà, siamo noi

Strani amori fragili
Prigionieri liberi
Strani amori che non sanno vivere
E si perdono dentro noi

Mi dispiace devo andare via
Questa volta l’ho promesso a me
Perché ho voglia di un amore vero
Senza te




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

9 comentários para a letra “Strani Amori

  1. Jean Antonio disse:

    Essa música (com certo teor homo, quando no começo narra-se sobre um homem sozinho, triste porque “Ele” não estava ali pra fazer-lhe companhia) fala sobre a estranheza dos muitos tipos de amor, e adjetiva com várias definições antagônicas a sua naturaza: estranhos amores frágeis, prisioneiros, livres… que nao sabem viver e se perdem dentro de nós mesmos. É também uma música de litígio passional, termina dizendo que sente muito ter q ir, mas já tinha prometido a si mesmo que gostaria de um amor verdadeiro sem ele. Sem preconceito, a melodia é muito bonita, mas a letra não comove pra que entende a língua. Não gosto dessa música, apesar de ouvi-la às vezes.

  2. Arion disse:

    ola pessoal
    eu kiria apenas alertar vc’s ki essa musica apesar de sua linda melodia ela não tem um final feiz,
    e eu kiria dizer ki o camarada ki fez o outro comentario se ekivokou, pelo simples fato de essa musica não ter nada a ver com opiniões sexuais, quando a letra fala “quanto tempo perso dietro a lui (quantotempo perdido atrás dele)” quem garante ki esse “dele” é uma pessoa, pq não pode ser um sentimento.
    Camarada vc não pode dizer ki tem algo de homo se vc nem ao menos falar o nome do compositor, é certo ki Renato Russo cantando “LA SOLITUDINE” (outra musica) essa sim demonstra algo homo,Obs: mas quando cantada por renato russo. pois eu não posso chegar aki e danar uma critica na letra. é legal conhecer antes compositores de algumas musicas pra poder falar delas. Obrigaduh.

  3. Ana disse:

    Essa musica e da Laura Pausini.A letra simplismente diz sobre varios tipos de Amores.E sobre seu tipo de Amor estranho, e de como ela precisa se livrar dele para crescer e seguir com sua vida!.Eu nao sabia que! A palavra “que” se escreve como ki”

  4. Leonardo disse:

    “Eu Kiria” … HAhah … bizarro

  5. Leonardo disse:

    Gostei muito da analise da Ana… simples e objetiva! 😉

  6. leleleo disse:

    Acho eu que essa musica fala tambem sobre um tipo de relacionamento homossexual , como se a pessoa que cantasa-se estivese começando nessa nova fase do amor por agora vejam so, nao sei

    amor estranho fragil prisoneiro libertador.

    vejam o clipe do renato russo cantando tambem, minha opinião e essa.

  7. "eu lírico" disse:

    Como toda canção temos que frisar aqui que o termo canção é uma outra expressão utilizada para designar poesia, e como todo bom poema, a canção tem um “eu lírico”, ou seja, não se trata de quem está cantando, se é homem, mulher, “homo” rs, ou bissexual . A licença poética equivale a um sentimento comum a todos. Nesse caso, o amor que não deu e que nem poderia dar certo, há uma incompatibilidade do casal(tirem a conclusão se é gay, hétero, ou bi o leitor), mesmo se amando profundamente, ambos preferem viver longe um(a) do(a) outro(a). é a melhor escolha para quem não quer mais viver de forma intensa, e prefere perder aquilo que já tem .

  8. Paulo Farias disse:

    Na maior das simplicidades, o “Strani Amori” é um amor como qualquer outro, mas que dependendo do ponto de vista, pode parecer “estranho”, como o amor entre pessoas do mesmo sexo.
    Abraços!

  9. fabio rodrigo de carvalho barbosa disse:

    Acho que o Jean Antônio se referiu a um amor homossexual em decorrência da interpretação do Renato Russo, que era homossexual, e ao fato de a música ter frases que trazem a palavra “Ele-lui, em italiano”, o que indica que na versão cantada pelo líder da Legião Urbana a canção teria, sim, uma conotação homossexual.