Raul Seixas

Vida a Prestação


Acorda cedo
Café na mesa
Toma seu carro e seu avião
E vai pagando durante o dia
O preço da civilização
Com dinheiro compra alegria
E se vende a prestação
(Prestação!)

Não interessa linda princesa
Que vêm em sonhos lhe perturbar
Os sonhos morrem ao nascer do dia
Acorda é hora de trabalhar
A vida exige dois pés no chão
Se vendendo a prestação.

0 comentário sobre “Vida a Prestação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estas HTML tags e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>