Raul Seixas

Magia de Amor

Me fascina tua morte mal morrida
E a tua luta pra ficar em tal estado
O teu beijo, tão fatal, nunca me assusta
Pois existe um fim pelo sangue derramado

Me fascinam teus olhos quando brilham
Pouco antes de escolher quem te seduz
E me fascinam os teus medos absurdos
A estaca, o alho, o fogo, o sol, a cruz

Me fascina a tua força, muito embora
Não consiga resistir à frágil aurora
E tua capa, de uma escuridão sem mácula

Me fascinam os teus dentes assustadores
E teus séculos de lendas e de horrores
E a nobreza do teu nome, Conde Drácula

0 comentário sobre “Magia de Amor

  • Cassius Clay disse:

    Não sei se vocês sabem, mas Raul Seixas e Paulo Coelho escreveram um livro intitulado: O Manual Prático do Vampirismo. Eles retratam a forma elegante, loquaz, envolvente, manipuladora, intelectual em que os verdadeiros vampiros e somente eles possuem. É algo mágico. Eles o hipnotiza, o conquista, sugam seus fluidos e permanecem jovens por séculos!

    Raul dizia que talvez o segredo da vida fosse a morte, mas sempre deixava claro que adoraria ser eterno neste mundo de encantos e ilusões.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estas HTML tags e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>