Carrão de Dois

2 comentários

Raimundos

Gatinha dos olhos de amendoim
Pediu uma carona, eu dei
Homem, essa mulher me deu uma canseira
Que até hoje eu não descansei
E passa a 5ª, é mão aqui e ali
Apressadinha, quer engatar de 1ª
Me levou pro banco de trás, velocidade
Logo a pastilha do freio comeu
E derreteu na gente
Viu a polícia e pasou o sinal
Quando eu percebi
Que meu motel sobre rodas
Era movido a bafo no vidro
Inocente, ela deixava o motor quente
E fez voar meu Corcel
Rumei pro norte, vi o sertão e fiquei por ali
Criando bode
Como é bom amar no céu
E ir pra qualquer parte, voando no chão, eu renasci novo e forte
O combustível da minha vida é aquela
Mocinha linda que jamais esquecerei
E desde o dia que ela se foi
eu nunca mais voei


2 comments on “Carrão de Dois

  1. Zimolong disse:

    Resumindo. creio que a letra fale de uma personagem fictício que conheceu uma garota incrível, da qual de apaixonou os dois tiveram um romance fizeram muito sexo inclusive ele cita ter levado chá de “pussy” q o deixou quebrado nisso ele chegou no céu!
    Depois no fim diz que depois q a garota o deixou ele nunca encontrou outra igual ou nunca mais transou igual…

    Eh meio breve mas creio q seja isso!

  2. jão disse:

    a musica fala sobre uma garota que ele conheceu e que ele a amou e com ela ele era felis mas depois de que eles terminaram ele nunca foi o mesmo pois éla quem o movia éla era o ensentivo para ele continuar a vida

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.