Raimundos

Bestinha

Ela me viu tanto que eu me esforcei
Ela sorriu hoje eu nem me atrasei
Tão novinha, era a minha, era a melhor
Que bundinha, redondinha e tão só
Ela pediu, pra ir com calma eu fui
Ela sorriu, bem devagar eu pus
Eu só queria que todo dia fosse igual

Ralaria, lavava a cozinha
Oh! Minha ruivinha tu transforma em festa um funeral
Não tô cansado mas assim me esfola
Como na areia do Havaí
Quem me faz falta é quem não vai na bola
Quem me segura se eu cair

Tão novinha era a minha era a melhor
Que bundinha, redondinha e tão só
Pra ser ditado eu não vou pra escola
Sem professor eu aprendi
Que quem faz falta é quem não vai na bola
Quem me segura se eu cair

0 comentário sobre “Bestinha

  • Ehhh… Por mais sem sentido que ram as letras eram elas marcaram a minha adolecência e isso por sí só é poético …
    Só pra constrar pra uns babacas … não sou drogado e nem
    e tenho uma linda familia .. em fim Raimundos só me marcaram
    por BEM !!!!

  • A música quis retratar o tipo ideal de mulher que está em falta na sociedade atual, ou seja, a mulher que alem de oferecer bom sexo ao seu homem, tambem saberia cuidar da casa, lavar cozinhar, etc., a típica Amélia.

    1
    5
  • Tão novinha, era a minha, era a melhor
    – A namorada dele na época. Que hj e esposa.
    Quando se conheceram ela tinha quinze anos.

    Oh! Minha ruivinha tu transforma em festa um funeral
    – a tal namorada e hj esposa é ruiva.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estas HTML tags e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>