Racionais Mcs

Tô ouvindo alguém me chamar

(“Aí mano, o Guina mandou isso aqui pra você”)

Tô ouvindo alguém gritar meu nome
Parece um mano meu, é voz de homem.
Eu não consigo ver quem me chama
É tipo a voz do Guina
Não, não, não, o Guina tá em cana.
Será? Ouvi dizer que morreu
sei lá!

Última vez que eu o vi,
eu lembro até que eu não quis ir, ele foi
Parceria forte aqui era nós dois
Louco, louco, louco e como era
Cheirava pra caralho, (vixe) sem miséria

Todo ponta firme, foi professor no crime
Também mó sangue frio, não dava boi pra ninguém

Puta aquele mano era foda!
só moto nervosa
só mina da hora
só roupa da moda
Deu uma pá de blusa pra mim
naquela fita na butique do Itaim
Mas sem essa de sermão, mano, eu também quero ser assim
vida de ladrão não é tão ruim!

Pensei
entrei
no outro assalto eu colei e pronto
aí o Guina deu mó ponto:

– Aí é um assalto, todo mundo pro chão, pro chão…!
– Aí filho-da-puta, aqui ninguém tá de brincadeira não!
– Mais eu ofereço o cofre mano, o cofre, o cofre…..
– Vamo lá que o bicho vai pegar!

Pela primeira vez vi o sistema aos meu pés
Apavorei, desempenho nota dez
Dinheiro na mão, o cofre já tava aberto
O segurança tentou ser mais esperto
Foi defender o patrimônio do playboy (tiros)
Não vai dar mais pra ser super-herói!

Se o seguro vai cobrir (Ha! Ha!),
foda-se, e daí ?

O Guina não tinha dó:
se reagir, Bum!, vira pó

Sinto a garganta ressecada
e a minha vida escorrer pela escada
Mas se eu sair daqui eu vou mudar

Eu to ouvindo alguém me chamar
Eu to ouvindo alguém me chamar

Tinha um maluco lá na rua de trás
que tava com moral até demais
Ladrão, e dos bons
especialista em invadir mansão
Comprava brinquedo a reviria
chamava a molecada e distribuía
Sempre que eu via ele tava só
O cara é gente fina mas eu sou melhor
Eu aqui na pior, ele tem o que eu quero:
jóia escondida e uma 380
No desbaratino ele até se crescia
se pan, ignorava até que eu existia

Tem um brilho na janela, é então
A bola da vez
tá vendo televisão

(Psiu….Vamo, vai, entrando)
Guina no portão, eu e mais um mano
“- Como é que é neguinho?”
Se dirigia a mim, e ria, ria, como se eu não fosse nada
Ria, como fosse ter virada
Estava em jogo, meu nome e atitude. (tiros)
Era uma vez Robin Hood.
Fulano sangue-ruim, caiu de olho aberto
Tipo me olhando, eh, me jurando
Eu tava bem de perto e acertei uns seis
o Guina foi e deu mais três.

Lembro que um dia o Guina me falou
que não sabia bem o que era amor
Falava quando era criança
uma mistura de ódio, frustração e dor
De como era humilhante ir pra escola
usando a roupa dada de esmola
De ter um pai inútil, digno de dó
mais um bêbado, filho da puta e só.
Sempre a mesma merda, todo dia igual
sem feliz aniversário, Páscoa ou Natal
Longe dos cadernos, bem depois
a primeira mulher e o 22
Prestou vestibular no assalto do busão
numa agência bancária se formou ladrão
Não, não se sente mais inferior
Aí neguinho, agora eu tenho o meu valor

Guina, eu tinha mó admiração, ó
Considerava mais do que meu próprio irmão, ó
Ele tinha um certo dom pra comandar
Tipo, linha de frente em qualquer lugar
Tipo, condição de ocupar um cargo bom e tal
talvez em uma multinacional.
É foda…
Pensando bem que desperdício
Aqui na área acontece muito disso
Inteligência e personalidade
mofando atrás da porra de uma grade

Eu só queria ter moral e mais nada
Mostrar pro meu irmão
pros cara da quebrada.
Uma caranga e uma mina de esquema
Algum dinheiro resolvia o meu problema
O que eu tô fazendo aqui?
Meu tênis sujo de sangue, aquele cara no chão
uma criança chorando e eu com um revolver na mão
Aquele é o quadro do terror, e eu que fui ao autor

Agora é tarde, eu já não podia mais
parar com tudo, nem tentar voltar atrás
Mas no fundo, mano, eu sabia
Que essa porra ia zoar a minha vida um dia
Me olhei no espelho e não reconheci
Estava enlouquecendo, não podia mais dormir
Preciso ir até o fim
Será que Deus ainda olha pra mim?
Eu sonho toda madrugada
com criança chorando e alguém dando risada
Não confiava nem na minha própria sombra
mas segurava a minha onda

Sonhei que uma mulher me falou, eu não sei o lugar
que um conhecido meu (quem?) ia me matar

Precisava acalmar a adrenalina
Precisava parar com a cocaína

Não to sentindo meu braço
nem me mexer da cintura pra baixo
Ninguém na multidão vem me ajudar?
Que sede da porra, eu preciso respirar!

Cadê meu irmão?

Eu to ouvindo alguém me chamar
Eu to ouvindo alguém me chamar

Nunca mais vi meu irmão
Diz que ele pergunta de mim, não sei não
A gente nunca teve muito a ver
outra idéia, outro rolê
Os malucos lá do bairro
Já falava de revolver, droga, carro
Pela janela da classe eu olhava lá fora
a rua me atraia mais do que a escola
Fiz 17, tinha que sobreviver
Agora eu era um homem, tinha que correr
No mundão você vale o que tem
eu não podia contar com ninguém
Cuzão,
fica você com seu sonho de doutor!
Quando acordar cê me avisa, morô?
Eu e meu irmão era como óleo e água
quando eu sai de casa trouxe muita mágoa
Isso há mais ou menos seis anos atrás
Porra, mó saudade do meu pai!

Me chamaram para roubar um posto
Eu tava duro, era mês de agosto
Mais ou menos três e meia, luz do dia
Tudo fácil demais, só tinha um vigia
Não sei, não deu tempo, eu não vi, ninguém viu
atiraram na gente, um moleque caiu
Prometi pra mim mesmo, era a última vez…
Porra, ele só tinha 16!

Não, não, não, tô afim de parar
mudar de vida, ir pra outro lugar
Um emprego decente, sei lá
talvez eu volte a estudar
Dormir a noite era difícil pra mim
medo, pensamento ruim
Ainda ouço gargalhadas, choro, vozes
a noite era longa
mó neurose

Tem uns malucos atrás de mim
Qual que é?
Eu nem sei.
Diz que o Guina tá em cana e eu que cagüetei
Pô, logo quem, logo eu, olha só, ó!
Que sempre segurei os
B.O.!
Não, eu não sou bobo, eu sei qual é que é!
mas eu não to com esse dinheiro que os cara quer
Maior que o medo, o que eu tinha era decepção
A trairagem
a pilantragem
a traição
Meus aliado, meus mano, meus parceiro
querendo me matar por dinheiro
Vivi sete anos em vão
tudo que eu acreditava não tem mais razão, não…

Meu sobrinho nasceu
diz que o rosto dele é parecido com o meu
Eh, diz… um pivete eu sempre quis
meu irmão merece ser feliz
Deve estar a essa altura
bem perto de fazer a formatura
Acho que é direito, advocacia
acho que era isso que ele queria
Sinceramente eu me sinto feliz
graças a Deus, não fez o que eu fiz
Minha finada mãe, proteja o seu menino
o diabo agora guia o meu destino

Se o júri for generoso comigo:
Quinze anos para cada latrocínio…
Sem dinheiro pra me defender
Homem morto, cagueta, sem ser
Que se foda, deixa acontecer
não há mais nada a fazer.

Essa noite eu resolvi sair
tava calor demais, não dava pra dormir
Ia levar meu canhão,
sei lá, decidi que não
É rapidinho, não tem precisão
Muita criança, pouco carro, vou tomar um ar
Acabou meu cigarro, vou até o bar

( E aí, como é que é, e aquela lá ó?)
To devagar, to devagar.

Tem uns baratos que não dá pra perceber
que tem mó valor e você não vê
uma pá de árvore na praça
as criança na rua
o vento fresco na cara
as estrela
a lua

Dez minutos atrás, foi como uma premonição
Dois moleques caminhando em minha direção
Não vou correr, eu sei do que se trata
se é isso que eles querem
então vem, me mata!
Disse algum barato pra mim que eu não escutei
Eu conhecia aquela arma, é do Guina, eu sei!
Uma 380 prateada, que eu mesmo dei
Um moleque novato com a cara assustada
(“Aí mano, o Guina mandou isso aqui pra você”)
mas depois do quarto tiro eu não vi mais nada

Sinto a roupa grudada no corpo
Eu quero viver
não posso estar morto!

Mas se eu sair daqui eu vou mudar
Eu tô ouvindo alguém me chamar

0 comentário sobre “Tô ouvindo alguém me chamar

  • guilherme disse:

    Mostra a tentação de se entrar para a vida do crime, pois é dinheiro fácil. No final, mostra a consequencia de se entrar numa vida dessas, como é difícil sair dessa e, na maioria da vezes, a morte acaba sendo a consequencia disso tudo.
    Mostra também que alguns bandidos têm excelentes estratégias e grande poder de liderança o que é um fator muito importante para gerentes e diretores de grandes empresas. Num país como o Brasil, muitos talentos são jogados fora.

  • Jessica disse:

    Acho que a mensagem principal dessa musica é que a vida bandida, é um caminho sem volta.
    Ou vC vai preso, e fica marcado pela vid inteira;
    ou vC acaba morto, quem sabe ate mesmo por seus próprios ‘aliados’.
    Essa vida, não tem nada a oferecer, pelo contrario, tem muito á tirar:
    Você perde familia, oportunidades de um bom estudo, um bom emprego, de ser alguem!
    A unica coisa que ganha com ela, é mais um numero nas estatisticas do Brasil, e quem sabe um noticiario num jornal sobre sua prisão ou morte…

  • Rodrigo disse:

    E outra, vem aqui os vida loka falar bem do crime, a música tá dizendo o contrário disso. O racionais querem concientizar a rapa, mostrar que ladrão ou vira preso ou morre cedo.
    ACORDA PORRA! se perceberem, no fundo tem o som de “coração”, aqueles de quando tipo se tá no hospital. no caso, o guina tá morto, chamando o parceiro dele pra morte tambem, na qual essa morte seria pela vida do crime.

  • Jessica disse:

    Como no começo da música fala, ” o Guina ta em cana”, e mais pra frente da música fala “atrás da porra de uma grade”.
    A música quer mostrar as vantagens e as consequencias da vida do crime, e que você não pode confiar em ninguém, no caso o Guina era amigo dele, e foi morto a pedido dele ” O Guina mandou isso aqui pra você”.
    A música mostra o Guina como um “super criminoso” que o ensina a matar sem dó e não ter remorso.

    Realmente o fundo da música é meio de batidas de coração, mais é pra mostrar como o personagem da música ficou, pra passar mais emoção e não mostrar que ele ta morto.

  • Acredito que o som do coração, é porque o narrador (o cara que tá contando a história) levou o tiro(“O guina mandou isso aqui…”)e e está entre a vida e morte. Parece muito com os filmes em que a pessoa está morrendo. E meio inconsciente, ele relembra a vida dele: o Guina, o primeiro assalto, a família…

    Digo qe ele está inconsciente e entre a vida e a morte,por causa dos trechos que “saem da linha geral da música”: Tô ouvindo alguém gritar meu nome Parece um mano meu, é voz de homem. Eu não consigo ver quem me chama É tipo a voz do Guina”
    E também:”sinto a garganta ressecada e a minha vida escorrer pela escada Mas se eu sair daqui eu vou mudar Eu to ouvindo alguém me chamar”

    O “daqui” é esse estado de entre vida e morte. E o tempo é presente, não passado:”Não to sentindo meu braço nem me mexer da cintura pra baixo Ninguém na multidão vem me ajudar?Que sede da porra, eu preciso respirar!
    Cadê meu irmão? Eu to ouvindo alguém me chamar”

    A voz que o chama, acho que podem ser duas coisas: uma espécie de chamado da morte, do além. Ou alguém real, que está ao lado do corpo baleado. Se depois do quarto tiro ele não ouve mais nada (no final da música), retornamos ao início, onde ele não conseguia ver quam chamava o nome dele.

  • Gustavo disse:

    Vcs são idiotas!O único comentário coerente foi da Mari.O cara ta entre a vida e a morte e relembra de toda a sua vida no leito de um hospital.Eu acho q a voz q ele ouve é do próprio Guina pois ele ta tipo delirando.O daqui é a cama de um hospital.

  • adérito disse:

    Vou explicar bem rápido e de forma simples
    o eu lirico da musica levou um tiro a mando de um kra q ele considerava seu irmão(guina)

    o começo da musik ele retrata q está baleado entre a vida e morte
    ai ele começa a lembra dos corre dele com o “amigo”
    Guina ele diz como o guina era sangue frio q tudo q ele sabe no crime aprendeu com o Guina ai chega uma hora q o Guina é preso e falam q foi caguetagem do Eu lirico da musica(mas não foi)
    E tentam matar o eu lirico a mando do Guina!!!
    ai a musica rertata aquela historia de que quando vc tá pra morrer sua vida inteira passa como um fime em sua cabeça e tals. ai o final da musik retorna ao começo q ele táouvindo agluém chamar ele e a musica termina sem saber se ele morreu ou não!!!

    Obs: mas a messagem é clara o crime não compensa uma hora ou outra c cai.
    vlw
    A Rua É Nóiss //

  • Washington jr disse:

    é o seguinte essas musicas sao satanicas, eu so vivia cantando essa musica… resumindo, vendi minha moto por cinco mil reais e fui curtir na casa de “um amigo” que confiava, resumindo, comecei a passar mal ,senti un negocio na minha garganta fiz um “rum rum” na garganta e fiquei muito mal mesmo como se estivesse com o coraçao pesado e umas pontadas embaixo do coraçao e tremendo muito,resolvi dormi um pouco na cama do cara meu “amigo”, certa hora acordei e fiquei deitado como se estivese dormindo e escutei ele coxixar com a “mina” que tava com a gente que tinha botado soda caustica na minha cerveja, nao acreditei que ele tinha feito aquilo,acordei, falei que estava passando mal, eles ficaram se olhando entre si, resumindo outra vez, fui embora pra um hotel muito mal, bebia agua e minha barriga parecia uma panela fervendo, borbulhando muito forte mesmo, dormi e eacordei com uma tontura muito forte e vendo um monte de gente que nem tava no quanto comigo e gente batendo na porta, tava enlouquecendo mesmo como diz a musica que eu cantava, resumindo, minha vida se tornou um pesadelo como diz a musica, as vezes fico vagando pela minha casa pra la e pra ca, nao acreditando na minha propria vida, por isso vou dar um comselho pra quem ler essa mensagem, louve a Deus em vez de ficar cantando musicas mundanas pois o diabo se aproveita dessas suas palavras, proferidas pela sua propria lingua para detonar a sua vida. fique esperto, ate hoje to vivendo um pesadelo eu quero acordar… lamento por mim mesmo

    • Miro Santos disse:

      Que coisa mais sem sentido. Isso é preconceito contra uma música de periferia, retratada por uma das grandes bandas de rap dos anos 1990. Intolerância religiosa, etnocentrismo, racismo, preconceito e burrice. Procure saber mais e pare de ficar vomitando crendices!

  • Washington jr disse:

    1.é o seguinte essas musicas sao satanicas, eu so vivia cantando essa musica… resumindo, vendi minha moto por cinco mil reais e fui curtir na casa de “um amigo” que confiava, resumindo, comecei a passar mal ,senti un negocio na minha garganta fiz um “rum rum” na garganta e fiquei muito mal mesmo como se estivesse com o coraçao pesado e umas pontadas embaixo do coraçao e tremendo muito,resolvi dormi um pouco na cama do cara meu “amigo”, certa hora acordei e fiquei deitado como se estivese dormindo e escutei ele coxixar com a “mina” que tava com a gente que tinha botado soda caustica na minha cerveja, nao acreditei que ele tinha feito aquilo,acordei, falei que estava passando mal, eles ficaram se olhando entre si, resumindo outra vez, fui embora pra um hotel muito mal, bebia agua e minha barriga parecia uma panela fervendo, borbulhando muito forte mesmo, dormi e eacordei com uma tontura muito forte e vendo um monte de gente que nem tava no quanto comigo e gente batendo na porta, tava enlouquecendo mesmo como diz a musica que eu cantava, resumindo, minha vida se tornou um pesadelo como diz a musica, as vezes fico vagando pela minha casa pra la e pra ca, nao acreditando na minha propria vida, por isso vou dar um comselho pra quem ler essa mensagem, louve a Deus em vez de ficar cantando musicas mundanas pois o diabo se aproveita dessas suas palavras, proferidas pela sua propria lingua para detonar a sua vida. fique esperto, ate hoje to vivendo um pesadelo eu quero acordar…meu “aliado”, meu “truta’, meu “parceiro” querendo me matar por dinheiro… lamento por mim mesmo

  • Luana Barbosa disse:

    Como a Mary comentou, a musica fala de um estado entre vida e a morte, detalha como a vida do crime não compensa e mostra que não temos amigos na vida, pois amigos de verdade não quer o seu mal e sim o seu bem. A musica mostra como é a realidade de muitas pessoas, e que eles só para pra refletir sobre sua vida quando está no leito de morte.

  • Luana Barbosa disse:

    E ao contrário do que o Washington jr. comentou a musica não é satânica pois em momento algum ela manda você fazer o que é errado e sim mostra que as coisas ruins que você pratica durante a vida sempre tem consequências, todos nós sabemos que para uma ação sempre há uma reação.

  • Parece que ele narra a historia dele e do guina só que o guina vai preso e acha que caguetagem dele “eu lirico” e manda mata-lo “Aí mano, o Guina mandou isso aqui pra você”)
    mas depois do quarto tiro eu não vi mais nada

    e a musica a batida dela é igual a de um cardiograma que vai mostrando seu coração bater lentamente e no final para como se ele estivesse morrido

  • o nome é cabueta ou entregador e não cagueta com escrito. playboys não podem interpretar essa músicas ela foi feita para as pessoas que vivenciam a criminalidade então vocês nunca irão compreeder além do que tá escrito, oucam sandy e junior é mais fácil.

  • berenicealmeida disse:

    Bom dia! Ontém ao deitar ouvi minha mãe me chamar a mesma em vida e a voz era dela. Dizendo Nice venha aqui, gostaria q me desse uma resposta pois ainda estava acordada.

  • berenicealmeida disse:

    Bom dia! Ontém ao deitar ouvi minha mãe me chamar a mesma em vida e a voz era dela. Dizendo Nice venha aqui, gostaria q me desse uma resposta pois ainda estava acordada.

    Gostaria q me eviasse no meu MSN.

  • Everton disse:

    A letra é muito boa, entendo que o autor está no hospital relembrendo sua vida, passado ela em sua mente, as vezes ele escuta criança chorando ao lado de seu leito e risadas etc.. Ao fundo o coração dele batendo. A moral é que o crime nao compensa e que nesta vida nao tem amigos e a qualquer momento sua vida é tirada para nada.

  • Nícolas disse:

    O personagem que o Mano Brown está interpretando, está na cama de um hospital a beira da morte, e começa a lembrar de como ele foi parar ali.

    Ele começa a lembrar de quando entrou pra vida do crime e de seu grande amigo guina, que ele considerava mais que um irmão.

    O guina achou que tinha sido caguetado por ele e mandou matá-lo.

    A sua “lembrança” termina no momento que ele foi baleado. Então no final da música ele morre, segundo o barulho que faz o aparelho do hospital.

  • ================| Washington jr |=================
    VC foi precipitado Com sua ideia de que a MUSICA é “SATANICA” Se vc se ferrou Problema é seu, se seu “AMIGO” tentou de mata ou coisa do tipo, Problema é seu e Dele.

    A MUSICA conta a historia de um criminoso q morreu baleado pelo proprio parceiro de crime, por ter supostamente “CAGUETADO”(Denunciado) o outro companheiro para a policia. Antes de morrer ele lembra das coisas q fez, de sua familia, dos assaltos, e em seguida ele morre.

    É UM AVISO QUE A VIDA DE CRIME NAO É BOA E SEMPRE ACABA EM MORTE (como todos sabe).

    =====>Veja a HISTORIA do meu ponto de vista ELE MORRE NA RUA,ou pelo menos fica inconsciente la, com varias pessoas ao seu redor e uma delas pode esta chamando seu nome, veja alguns fatos:

    “Sinto a garganta ressecada
    e a minha vida escorrer pela escada
    (…)
    Não to sentindo meu braço
    nem me mexer da cintura pra baixo
    Ninguém na multidão vem me ajudar?
    Que sede da porra, eu preciso respirar!
    (…)
    Sinto a roupa grudada no corpo
    Eu quero viver
    não posso estar morto!”

    Enfim, a musica nao é nada satanica, é um meio de mostra a realidade. RAP É FODA, otario escuta e nao entende e ja começa a criticar
    SIM LOUVE A DEUS, se quiser ser salvo vá para a igreja, SIGA A SUA DOUTRINA, mas nao se intrometer em algo q vc nao compreende. E NAO, EU NAO SOU ATEU!!! =)) abraços para quem leu TUDO rs!

  • Renan Felipe disse:

    Essa letra foi perfeita poderia até virar filme que iria ganhar muitos premios pro cinema nacional pena que os diretores não veem da mesma forma que eu :[

  • Lucas Jordão disse:

    a musica conta a história de um cara que era bastante amigo de um bandido famoso da quebrada o Guina que foi um personagem criado por Mano Brown para compor essa música , e esse mano do Guina narra a sua história na vida do crime como entrou nela e as consequências que ele teve,sempre ele ia com o guina nos assaltos e nos roubos esse mano tinha uma grande admiração pelo Guina que tinha um dom para comandar e tinha grande personalidade e talento tornando os em grande desperdício atrás das grades,depois ele acaba baleado pelos seus próprios parceiros de crime a mando de guina que foi preso e que acredita que esse mano caguetou ele a polícia e pelo suposto dinheiro que ele tinha com os crimes que cometeu a música mostra claramente que no mundão você vale o que tem que na vida do crime só tem ilusões e amigos falsos que se aproximam de você por interesses e depois afundam com você, a vida do crime e um caminho sem saída muitas vezes esse e o preço que se paga pelas escolhas mal feitas
    O dj Kl jay introduziu batimentos cardíacos,na base instrumental da música que quer dizer que o cara está nas ultimas em um quarto da uti baleado e e fala se ele sair daqui ele vai mudar mas as vezes é tarde para se arrepender e morre da para perceber que no fim da música o barulho do aparelho que registra os batimentos cardíacos para de funcionar.

  • cristian moura disse:

    ae turma….poderiam explicar melhor sobre a parte que ele fala que ouvi criança chorando, gargalhada e tal??……..

  • Acho que essa é a musica mais tensa dos Racionais, essa risada ao fundo, choro de criança, sirene e fôlego ofegante, pesada!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estas HTML tags e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>