Luiz Melodia

Juventude transviada

Lava roupa todo dia, que agonia
Na quebrada da soleira, que chovia
Até sonhar de madrugada, uma moça sem mancada
Uma mulher não deve vacilar

Eu entendo a juventude transviada
E o auxílio luxuoso de um pandeiro
Até sonhar de madrugada, uma moça sem mancada
Uma mulher não deve vacilar

Cada cara representa uma mentira
Nascimento, vida e morte, quem diria
Até sonhar de madrugada, uma moça sem mancada
Uma mulher não deve vacilar

Hoje pode transformar, e o que diria a juventude
Um dia você vai chorar, vejo clara as fantasias

0 comentário sobre “Juventude transviada

  • ADRIANA MAIOLINO disse:

    PRIMEIRO Q POUCOS SÃO OS HOMENS Q SABEM O Q É LAVAR ROUPA E Q MACHISMO É ESSE DE DIZER Q A MULHER NÃO DEVE VACILAR , O HOMEM PODE ?

    2
    5
  • Luiz Felipe Oiticica Machado disse:

    A letra de JUVENTUDE TRANSVIADA é um show de nonsense proposital, algo que acontece em outras canções de Luiz Melodia. Tentar “explicar” a letra é uma grande bobagem. É nonsense mesmo, explícito e reiterado, com preocupação exclusivamente formal, na combinação entre as sonoridades melódico/harmônicas e as sonoridades da letra. Grande Luiz Melodia! Um gênio, capaz de driblar todo mundo, como um Garrincha da nossa música popular.

    9
    2
  • Veridiana disse:

    Essa obra prima foi tema de personagem de novela, talvez isso explique alguma estranheza que alguém possa ter.
    Ou não? É só genialidade em estado puro do maravilhoso Melodia?

  • Aline Sousa Carvalho disse:

    1975-Ditadura, gov Geisel. Neste contexto historico, Já nesta música, um homem, negro, com delicadeza e olhar à frente do seu tempo, retratou qual era a vida (engessada) das mulheres, também a cultura machista ha muito encrustada… Só lhes restava sonhar… Hoje, pode transformar… Essa leitura cabe dentro da música sendo ele este artista, homem e dentro do contexto geral da época. Ainda bem que a luta continua, é contínua e obrigada Luis!

  • Beatriz Cunha disse:

    Concordo contigo,, Luís Felipe Oiticica, mas discordando. A letra de “ Juventude Transviada” é um “nonsense”, sem sentido, cheio de sentido.
    É uma letra feminista que as “feministas rasteirinhas de plantão” ficam apedrejando sem ir na origem da situação histórica da mulher.
    Ele, o autor, apresenta o que sempre foi esperado da mulher para que fosse considerada “direita” e casasse, objetivo esperado para a mulher:
    lavar roupa todo dia, geralmente sem um lugar apropriado pra isso (na quebrada da soleira que não abriga nem do sol, nem da chuva: chovia);
    que fosse uma “moça sem mancada”, porque “uma mulher não deve vacilar”… Estas são teclas batidas e repetidas, por milênios na formação das meninas, sempre culminando com a frase fatídica: “um dia você vai chorar” (destino que se esperava para as meninas que “vacilavam”, isto é, deixavam avançar o sinal nas relações com os homens, eram namoradeiras …).
    O que restava era “sonhar de madrugada”.
    Ele entende a “juventude transviada”, isto é, a juventude inconformada com o que lhe era destinado, e vê “claras fantasias”, com o “auxílio luxuoso de um pandeiro”.
    O pandeiro representa o tradicional que ele quer que acompanhe as fantasias, a evolução da juventude dita transviada, porque se rebelava contra todo esse “status quo”.
    Grande Luís Melodia!

  • DomWagnerCosta disse:

    Muito obrigado pelos esclarecimentos de vcs quanto a genialidade e o cunho politico-social da letra. Estava analisando para gravar um cover no meu canal e quase desisti em função de possíveis interpretações que pudessem me julgar mal.

    Se puderem, visitem o canal. A publicação sairá amanhã.
    DomWagnerCosta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estas HTML tags e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>