Se Eu Quiser Falar Com Deus

Gilberto Gil

Compositor(a) da letra: Gilberto Gil

Álbum da letra: Primeira audição

Ano de lançamento: 1980

2 comentários

Se eu quiser falar com Deus
Tenho que ficar a sós
Tenho que apagar a luz
Tenho que calar a voz
Tenho que encontrar a paz
Tenho que folgar os nós
Dos sapatos, da gravata
Dos desejos, dos receios
Tenho que esquecer a data
Tenho que perder a conta
Tenho que ter mãos vazias
Ter a alma e o corpo nus
Se eu quiser falar com Deus
Tenho que aceitar a dor
Tenho que comer o pão
Que o diabo amassou
Tenho que virar um cão
Tenho que lamber o chão
Dos palácios, dos castelos
Suntuosos do meu sonho
Tenho que me ver tristonho
Tenho que me achar medonho
E apesar de um mal tamanho
Alegrar meu coração
Se eu quiser falar com Deus
Tenho que me aventurar
Tenho que subir aos céus
Sem cordas pra segurar
Tenho que dizer adeus
Dar as costas, caminhar
Decidido, pela estrada
Que ao findar vai dar em nada
Nada, nada, nada, nada
Nada, nada, nada, nada
Nada, nada, nada, nada
Do que eu pensava encontrar




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 comentários para a letra “Se Eu Quiser Falar Com Deus

  1. Maria disse:

    Tenho refletido muito essa música…Gil foi de uma coerência absurda e de uma sensibilidade a toda prova.Me emociona sempre.

  2. Guilherme Cota disse:

    No meu ponto de viNo meu ponto de vista, é uma reflexão de devemos deixar toda nossa construção social ao falarmos com Deus, veja construção social de uma forma mais ampla, como ser humilde, esquecer os luxos, as vaidades, os problemas, etc. Quando ao falarmos com Deus (a entidade superior a depender da crença) devemos ser sinceros, e termos coração aberto, deixando de lado julgamentos e situações externas, fazer daquele momento um momento específico para aquilo. Li uma critica acerca, na verdade uma interpretação, no sentido de que a música, em seus trechos, mostra ´´dificuldades“ para se falar com Deus, como ao dizer ´´temos que afrouxar os nós, dos sapatos (…)“ que acredito não ser uma interpretação muito coerente.sta