Eu Que Nao Amo Voce

Engenheiros do Hawaii

23 comentários

Eu que não fumo
Queria um cigarro
Eu que não amo você
Envelheci
Dez anos ou mais
Nesse último mês…

Senti saudade
Vontade de voltar
Fazer a coisa certa
Aqui é o meu lugar
Mas sabe como é
Difícil encontrar
A palavra certa
A hora certa de voltar
A porta aberta
A hora certa de chegar…

Eu que não fumo
Queria um cigarro
Eu que não amo você
Envelheci
Dez anos ou mais
Nesse último mês
Eu que não bebo
Pedi um conhaque
Prá enfrentar o inverno
Que entra pela porta
Que você deixou
Aberta ao sair…

O certo é que eu dancei
Sem querer dançar
E agora já nem sei
Qual é o meu lugar
Dia e noite sem parar
Procurei sem encontrar
A palavra certa
A hora certa de voltar
A porta aberta
A hora certa de chegar…

Eu que não fumo
Queria um cigarro
Eu que não amo você
Envelheci
Dez anos ou mais
Nesse último mês
Eu que não bebo
Pedi um conhaque
Prá enfrentar o inverno
Que entra pela porta
Que você deixou aberta
Ao sair…

Eu que não fumo
Eu queria um cigarro
Eu que não amo você…

Eu que não fumo
Pedi um cigarro
Eu que não amo você
Envelheci
Dez anos ou mais
Nesse último mês…
Eu que não bebo
Queria um conhaque
Prá enfrentar o inverno
Que entra pela porta
Que você deixou aberta
Ao sair…




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

23 comentários para a letra “Eu Que Nao Amo Voce

  1. Jeferson disse:

    O que mais me chama a atenção na música, é a ironia que existe no refrão:

    “Eu que não amo você
    Envelheci
    Dez anos ou mais
    Nesse último mês”

    Ele diz uma coisa, mas a gente percebe que na realidade quer dizer outra oposta. Quando ele diz que não a ama, mas que envelheceu dez anos, no último mês, a gente percebe que ele deveras a ama.

    Essa música é simples e bonita.

  2. Hiara disse:

    Já passei por uma situação em que entendi perfeitamente o porquê desta música.
    Digamos que trata-se de uma relação complicada, onde uma das partes acha que não ama a outra, que está apenas acostumado com a presença do certo alguém… Mas, é quando estão separados que percebe que, aquela pessoa que dizia não amar, faz falta não só pelo costume, mas também pela importância da presença daquela pessoa.
    Acho que não há ironia e sim, uma reflexão na frase “Eu que não amo você…”. O “Eu-lírico” pensa: “Se eu não amo, porque envelheci dez anos ou mais nesse último mês?”. É como o cigarro que ele pede: ele não fumava, mas acaba de começar a fumar. Ele não sabia que amava, mas acaba de descobrir que sempre amou.

    Eu acho. 🙂

  3. Adriana disse:

    Só posso dizer que o comentário da Hiara,me deixou muito mais apaixonada por Engenheiros.

    Realmente foi isso que ela falo,eu concordo.

  4. Thaís disse:

    Por partes
    ”Eu que não fumo
    Queria um cigarro
    Eu que não amo você
    Envelheci
    Dez anos ou mais
    Nesse último mês…”
    …É como se ele dissesse que não a ama , a amando…é como uma contradição para a aceitação de que acabou o realcionamento, como se ele se perguntasse o pq da saudade, o pq da falta…pois no caso fica explicito que quem acabou com o relacionamento foi ele, e que sofre com a ausencia que acaba tendo a impressão de envelhecimento, causado por sofrer…
    ”Senti saudade
    Vontade de voltar
    Fazer a coisa certa
    Aqui é o meu lugar
    Mas sabe como é
    Difícil encontrar
    A palavra certa
    A hora certa de voltar
    A porta aberta
    A hora certa de chegar…”
    …Ele sente saudades,porém não sabe quando chegar e nem o que dizer, deixa claro que tem medo de voltar pelo fato de talvez não ser mais reciproco o sentimento, não sabe se espera mais um tempo e talz…
    ”O certo é que eu dancei
    Sem querer dançar
    E agora já nem sei
    Qual é o meu lugar
    Dia e noite sem parar
    Procurei sem encontrar
    A palavra certa
    A hora certa de voltar
    A porta aberta
    A hora certa de chegar…”
    …Em uma metáfora ele quer dizer que amou sem querer amar, e terminou sem querer terminar e agora não sabe como e quando ir atrás da possível volta…
    ”Eu que não bebo
    Queria um conhaque
    Prá enfrentar o inverno
    Que entra pela porta
    Que você deixou aberta
    Ao sair…”
    …Para finalizar o eu lirico fala em beber para enfretar o frio que sua amada deixou (tipo sem o calor d sua presença)…e esquecer em uma embriaguez…e finaliza na ultima frase afirmando que ela foi, mas ainda está presente…

    uhuuuuuuw…me arrepiei!
    massa essa música!
    …Outro dia viiii na TV outro cara dando essa análise (estou só repassando)
    *Vlw

  5. Nicole disse:

    Lindos comentários!! Devo dizer que a Hiara me fez ver por outro ponto de vista muito mais bonito!

    Eu que não bebo
    Queria um conhaque
    Prá enfrentar o inverno
    Que entra pela porta
    Que você deixou aberta
    Ao sair…”

    Gostaria de citar nessa parte que ao sair ela deixou a porta aberta, ele não a fechou esperando que volte e por esta porta que entra aquele frio (como aquela ponta e gelo que sentimos quando o coração aperta), sinal de que ele sente o sofrimento mas que ainda tem esperança que volte.

  6. Ia disse:

    É uma das músicas mais lindas deles. Acho que ele diz que não ama apenas por aparência, no fundo, ele está louco pela ausência dela. Quem nunca fez isso? Também acho que o conhaque é para aquecer a falta que a pessoa faz na vida dela, o frio que entra pela porta aberta. Porta que a pessoa deixou aberta sem nem ao menos se importar em fechar (entendo essa parte como se a outra pessoa tivesse ido embora sem ligar pro que deixou pra trás), mas pode significar que a porta esteja aberta esperando que a pessoa volte.
    O orgulho impede que essa pessoa procure a outra, ele procura em vão palavras para dizer, mas tem medo(“mas sabe como é dificil encontrar a palavra certa a hora certa de voltar…”) Saudade ele sente, mas não tem coragem para ir atrás. E fica esperando, mesmo que ele saiba que sem o outro, nada é certo. Ele,o conhaque e o cigarro, tudo que ele não fazia antes.

  7. Davi Figueirêdo disse:

    essa música fala que quando agente está apaixonado faz tudo sem pensar!!!!e tudo inacreditável como”querer um cigarro” quando não fuma!!!!não é amor é só paixão que se quer viver!!!!

  8. Anna Paula disse:

    *————————–*
    Gente, tá simples e fácil.
    O que há é um contraste entre as frase.
    “Eu que não fumo, queria um cigarro. Eu que não amo você (…)”
    Ele não a ama, mas a quer.
    “Mas sabe como é
    Difícil encontrar
    A palavra certa
    A hora certa de voltar
    A porta aberta
    A hora certa de chegar…”
    Ele diz que é difícil encontrar a porta já aberta, pra ele poder voltar sem precisar “abrir”.Como se ele quisesse voltar na hora que tudo já estivesse fácil.
    Acho que é isso,super amo essa música, bjs.

  9. cris disse:

    Bom eu vejo nessa musica, 2 pessoas que se gostam, mais não adimitem, tipo ele quer um cigarro mais não fuma, quer uma bebida mais não bebe, ele ama ela mais não adimiti..
    Eu que não fumo
    Queria um cigarro
    Eu que não amo você
    na verdade acho que ele gosta dela, mais não da o braço a torçe como ela gosta dele e não fala, por isso ela vai embora sem fechar a porta,pra ele ir atraz dela, mais ele não vai..Senti saudade
    Vontade de voltar
    Fazer a coisa certa
    Aqui é o meu lugar
    Mas sabe como é
    Difícil encontrar
    A palavra certa
    A hora certa de voltar
    A porta aberta
    A hora certa de chegar.. a hora certa dele proccurar ela.. eu já passei por uma situação assim adoro essa musica.

  10. F. Júnior disse:

    Ele estar decepcionado mais uma vez… mais uma vez ele caiu na armadinha de quem se apaixonou e deu tudo por isso, tão decepcionado que agora quer fazer coisas que não pertence ao seu carácter pra tentar aliviar a dor:

    Eu que não fumo queria um cigarro…
    Eu que não bebo pedi um conhaque…

    Ele tenta mentir pra aliviar mais ainda sua dor:

    Eu que não amo você… (ama muito na verdade)

    Ama tanto que envelheceu dez anos ou mais neste ultimo mês…

    Senti saudade
    Vontade de voltar
    Fazer a coisa certa
    Aqui é o meu lugar

    Voltar ao que era antes de a ter-la conhecido, ‘fazer a coisa certa’ e não se entregar sempre às paixões como fez em toda sua vida sendo um romântico incorrigível… ‘Aqui é meu lugar’ nesse momento o seu eu grita! e ele volta ao que realmente é e aceita com essa confissão:

    Mas sabe como é
    Difícil encontrar
    A palavra certa
    A hora certa de voltar
    A porta aberta
    A hora certa de chegar…

    Nesse trecho cantado novamente é o ápice da música:

    Eu que não bebo
    Pedi um conhaque
    Prá enfrentar o inverno
    Que entra pela porta
    Que você deixou
    Aberta ao sair…

    Aonde ele realmente confessa sua paixão e continua a tentar se iludir dizendo coisa ao contrário…

    Eu que não amo você.

  11. Juliana disse:

    Não acho que seja tão simples assim. Existem pelo menos 3 formas de interpretar a música. Primeiro, parece ironia, como se ele dissesse: “eu nem te amo, e envelheci tanto em tão pouco tempo, imagine se eu amasse, né?!”. Talvez porque ela não acreditasse no amor dele por ela.
    Segundo, talvez eles só percebessem que se amavam depois de estarem longe. Talvez fosse uma relação muito conturbada, onde eles estivessem esgotados e achassem que não existia mais amor.
    E por último (e na minha opinião, seria péssimo se fosse isso), ele não a ama, mas tem um sentimento de posse sobre ela, quando ela está longe dele, ele sente falta de tê-la em sua vida.

    Por fim, opinião pessoal é que é ironia. Talvez combine mais com minha história de vida. No fim nós sempre puxamos pro nosso lado, né?! ^^

  12. Matheus disse:

    Ele só transmite ideias contrárias para se conformar , inventar uma verdade. Como uma mentira dita mil vezes se torna verdade , ele tenta dizer a ele próprio que não a ama .

    Ou , como eu não bebo e pedi um conhaque , não posso dizer que não amo você.

  13. Rafael disse:

    A Musica fala sobre vicios..como a cocaina..na hora em q ele fala “eu q nao amo vc”
    ele faz uma referencia a ela…
    e na hora q ele canta “eu q nao fumo queria um cigarro..” seria algo para substituir o vicio
    talvez seria isso deixem suas opiniaoes ^^

  14. ray cris disse:

    todas as musicas do engenheiro aqui tem pelo ou menos um comentário falando que a musica está relacionado com drogas. fala serio tem nada haver com drogas.(eu acho.)
    essa musica se refere a uma pessoa que diz que não ama, mas mesmo assim ela envelheceu. porque ele não e mesmo assim se importa, pq sente saudades se não ama mais. esse é o pnt. le terminou sem querer terminar, “eu dancei sem querer dançar” essa é a minha analise.

  15. Raylane Melo disse:

    Bom, na minha opinião, ele está dizendo à pessoa amada que a ama e a mesma não acredita. Percebam que ele diz que tenta suprir a falta dela com os vícios (cigarros, alcool, etc). É como se ele estivesse dizendo: “eu não te amo, mas mesmo sem gostar, passei a fumar e a beber só pra tentar te esquecer”… Parece que ele está ironizando.

  16. Elenice disse:

    Bom na minha opinião creio que ele e sua amada terminaram (no caso ela teria terminado com ele ,por um motivo qualquer), e ele buscou no álcool e no cigarro seu refugio como forma de esquecer sua amada, no trecho que ele diz:
    Envelheci
    Dez anos ou mais
    Nesse último mês…

    Creio que é como ele tava bebendo e fumando e com certeza passando sono algo do tipo por pensar na sua amada direto ele teria tido esse envelhecimento nesse ultimo mês que está sem sua amada, essa foi minha analise 😉

  17. Alisson Luiz disse:

    Na verdade, ele diz que não ama mentindo pro seu proprio coração, bebida e cigarro sao coisas que ele nao consumia mas começou a consumir para suprir a falta de um bem amado, e que ele envelheceu 10 anos ou mais pensando nela, o inverno que ele se refere é o vazio que ela deixou, depois ao longo da musica resumidamente ele acaba se apaixonando por ela e ela o abandonou…

  18. Jordana Britto disse:

    Na minha opinião, no trecho ”eu que não fumo, queria um cigarro, eu que não amo você” ele não quis dizer que fumava ou procurava um refúgio no cigarro, mas sim foi uma forma de dizer que amava alguém, tanto que ele não completa a frase ”eu que não amo você……..” (amo você) como se ele não quisesse a amar, mas acabava amando, e a querendo para si. Mas ele a abandonou, ”senti saudade, vontade de voltar, fazer a coisa certa” ele estava indeciso, pois queria ao mesmo tempo que não queria. Em uma hora diz que nao sabe onde é seu lugar, e em outra diz que seu lugar é ao lado dela. ”envelheci dez anos ou mais” para mim significou que a falta de sua amada o provocou essa sensação de estar envelhecendo…O inverno seria o vazio de estar sem ela.

  19. Antonia disse:

    Eu que não amo você, Porto Alegre.

  20. Luísa Gomes disse:

    Na minha opiniao,o eu-lirico rompeu o relacionamento com sua amada e isso o desgastou, ”envelheceu” ao mesmo e ele que nao fumava,bebia, passou a faze-los.E ao dizer do inverno, mostra q a sua amada era uma pessoa gelida .O eu-lirico tentou reatar mas nao conseguiu..”E agora já nem sei
    Qual é o meu lugar
    Dia e noite sem parar
    Procurei sem encontrar
    A palavra certa
    A hora certa de voltar
    A porta aberta
    A hora certa de chegar”

  21. Stephanye disse:

    NA MINHA OPINIÃO: Ele se arrepende por não ter demonstrado seu amor enquanto estavam juntos por não admitir que a amava. Ele terminou o relacionamento e PERCEBEU que gostava mesmo da guria “Senti saudade, vontade de voltar, fazer a coisa certa (demonstrar os sentimentos e dar valor à garota). Daí, agora tira onda com a própria cara “eu que não amo você, envelheci 10 anos ou mais nesse último mês” é como se ele dissesse a si mesmo “Pô cara, eu pensei que tu não amasse a guria, porque está sofrendo se foi tu que terminou a relação?” Ele quer voltar, mas não sabe o que dizer (realmente deve ser difícil pedir pra voltar pra alguém que VOCÊ mesmo dispensou). Dai ele assume que pensou que não sofreria com o fim da relação, MAS SOFREU. ai ele bebe, fuma. “Procurei sem encontrar a palavra certa, a hora certa de voltar” Isso mostra que ele até tentou fazer as pazes mas não conseguiu.

  22. Silmara disse:

    Eu interpreto da seguinte forma. Era um relacionamento, e quem terminou foi o eu lírico, terminou mas não por falta de amor , mas sim por ver que já não “funcionavam” mais, ou a outra pessoa não dava valor ao seu sentimento, sendo assim o orgulho tomou conta dele , o amor próprio. E ele entra em fase de negação dizendo que não ama, que não quer, porém ele mesmo se vê , fazendo coisas pra suprir ou esquecer isso , álcool , cigarro e etc. E ele mesmo se surpreende… dentro de si , se eu não amo , pq estou passando por isso? (Envelhecendo, bebendo , fazendo até coisas que não gostava antes querendo se preencher de algo que achava que não sentia mais) E aí ele se dá conta de que ama ainda apesar de tudo, (senti saudade, vontade de voltar…)
    No começo ele estaria muito magoado , raiva e tal. Até acreditou mesmo que não amava mais , disse pra si mesmo e a todos que não amava. Mas sim , amava e ama e se pudesse voltaria e mudaria tudo , mas não sabe se valeria a pena. Por isso tanta ironia , é um conflito interno. Amar quem não merece ser amado.

  23. Jarine disse:

    Acho que a relação estava ruim e “ela” se foi (a solidão que entra pela porta que você deixou aberta ao sair).
    Ela se foi dizendo que não o amava mais. Ele retruca dizendo que não a ama também. Ele começa a beber e fumar… Quando diz “o certo é que eu dancei, sem querer dancar”
    No sentido de perdeu, terminou a relação sem querer. Dançou!
    E está desnorteado. Pensa a toda instante comk remediar, mas sabe como é difícil de encontrar a palavra certa pra se desculpar.