Categorias
Emilinha Borba Os Boêmios

Paraíba

Êta! Êta!
Muié macho, sim, sinhô

Quando a lama virô pedra
E mandacaru secô
Quando a ribaçã, de sede
Bateu asas e voo
Eu entonce vim-me embora
Carregando minha dor
Hoje eu mando um abraço pra ti, pequenina

Paraíba masculina
Muié macho, sim, sinhô

Êta, pau-pereira
Que em princesa já roncô!
Êta, paraíba!
Muié macho, sim, sinhô
Êta, pau-pereira
Meu badoque num quebrô
Hoje eu mando um abraço pra ti, pequenina

Paraíba masculina
Muié macho, sim, sinhô