Caipirinha

Daniel

0 comentários

Tire seus olhos da minha frente
Porque eu estou carente
Morena não me provoque assim
Esse seu olhar me deixa louco
Me apaixona pouco a pouco
Sem ter um pingo de dó de mim
Mistura de limão com aguardente
Será que você não sente
Que esse olhar pode me embriagar
Isso é bom demais, ai é bom demais
Você é a caipirinha
Que há muito tempo eu vinha como
Um louco atrás

Amor, amor, amor não me olhe assim
Amor, amor, amor tenha dó de mim
Amor, amor, amor quando te encontrei
Amor, amor, amor eu me apaixonei..




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.