Chico Buarque

Samba de Orly

Vai, meu irmão
Pega esse avião
Você tem razão de correr assim
Desse frio, mas beija
O meu Rio de Janeiro
Antes que um aventureiro
Lance mão

Pede perdão
Pela duração dessa temporada
Mas não diga nada
Que me viu chorando
E pros da pesada
Diz que vou levando
Vê como é que anda
Aquela vida à toa
E se puder me manda
Uma notícia boa

Pede perdão
Pela omissão um tanto forçada
Mas não diga nada
Que me viu chorando
E pros da pesada
Diz que vou levando
Vê como é que anda
Aquela vida à toa
Se puder me manda
Uma notícia boa

Um comentário sobre “Samba de Orly

  • Thalles Delfim disse:

    Este é um samba de Vinícius de Moraes em coautoria com Chico Buarque. Orly é um aeroporto parisiense e está música retrata uma despedida “pega essa avião”.
    É evidente que se fala sobre ditadura, exílio, censura , repressão saudade (nessa ordem): “e prós da pesada, diz que vou levando”; “pede perdão pela duração dessa temporada”, “pela omissão um tanto forçada” (que fora censurada); “mas não diga nada que me viu chorando”; “mas beija o meu rio de janeiro”.

    5
    1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estas HTML tags e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>