Armandinho

Amigo


Você é meu amigo
Com você não corro perigo
Eu vivo de emoção
Você faz parte
Da minha viola
E da minha canção
Você faz parte
Da minha viola
E da minha canção…

Meu irmão!
Irmão de sangue
Cabra-da-peste arretado
Quebrando tudo
E botando “pá” baixo
Meu irmão!
Entra na roda
E conta na boa
Se alguma, se alguma
Se alguma coisa
Te incomoda
Porque!

Você é meu amigo
Com você não corro perigo
Eu vivo de emoção
Você faz parte
Da minha viola
E da minha canção
Você faz parte
Da minha viola
E da minha canção…

Um irmão!
Quando é de verdade
Olha no olho e te mostra
Com toda firmeza
Sua sinceridade
Um irmão!
Quando é de verdade
Olha no olho e te mostra
Com toda firmeza
Sua sinceridade
Porque!

Você é meu amigo
Com você não corro perigo
Eu vivo de emoção
Você faz parte
Da minha viola
E da minha canção
Você faz parte
Da minha viola
E da minha canção…

Um irmão!
Quando é de verdade
Olha no olho e te mostra
Com toda firmeza
Sua sinceridade
Um irmão!
Quando é de verdade
Olha no olho e te mostra
Com toda firmeza
Sua sinceridade
Porque!

Você é meu amigo
Com você não corro perigo
Eu vivo de emoção
Você faz parte
Da minha viola
E da minha canção
Você faz parte
Da minha viola
E da minha canção…

Que é de coração
Essa canção
Que é de coração
Prá você, Senhor
É de coração
Essa canção…

Você é meu amigo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estas HTML tags e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>