A Terceira Lamina

22 comentários

Zé Ramalho

É aquela que fere,
que virá mais tranqüila
com a fome do povo,
com pedaços da vida
com a dura semente,
que se prende no fogo de toda multidão
acho bem mais do que pedras na mão
dos que vivem calados,
pendurados no tempo
esquecendo os momentos,
na fundura do poço,
na garganta do fosso,
na voz de um cantador

E virá como guerra,
a terceira mensagem,
na cabeça do homem,
aflição e coragem
afastado da terra,
ele pensa na fera,
que o começa a devorar
acho que os anos irão se passar
com aquela certeza,
que teremos no olho
novamente a idéia,
de sairmos do poço da garganta do fosso
na voz de um cantador


22 comments on “A Terceira Lamina

  1. wellington disse:

    Em minha opinião a Terceira Lamina, faz uma menção ao terceiro apocalipse, que vem em forma de guerra, e pela terceira vez destruirá a humanidade.

  2. Flávio disse:

    Bem só quero aprofundar o comenário anterior, pois também foi isso que entendii , podemos perceber traços de passagens Bíblicas na canção como”COMO A DURA SEMENTE QUE SE PRENDE NO FOGO” que retrata a ”parábola do semeador”. Também “” DO QUE PEDRAS NA MÃO DOS QUE VIVEM CALADOS” o julgamento da prostituta onde Jesus interveio.. Podemos afirmar então que A TERCEIRA LÂMINA representa Deus “É AQUELE QUE FERE QUE VIRÁ MAIS TRANQUILA”

  3. Rodolfo Tornesi disse:

    A música é uma referência a destruição a humanidade pelos próprios homens, mas, muito mais do que isto, apresenta que esta destruição é um processo lento de morte na cabeça dos homens, com tragédias humanas e naturais, onde encontramos consolo até na música, ou na voz de um cantador como ele mesmo diz.
    É o abismo cada dias mais profundo que a humanidade se coloca.

  4. wellington t. disse:

    Parece a descrição de um fim apocaliptico, revelações e mudanças da forma de vida na Terra, provavelmente baseado nas diversas correntes religiosas e ideológicas que abordam o assunto.

  5. Roosewelt disse:

    Na minha opnião a música tem sim referência bíblica, mas creio eu que faça menção á Terceira Mensagem Angelical descrita em Apocalipse.

    “Se alguém adorar a besta, e a sua imagem, e receber o sinal na sua testa, ou na sua mão, Também este beberá do vinho da ira de Deus, que se deitou, não misturado, no cálice da sua ira; e será atormentado com fogo e enxofre diante dos santos anjos e diante do Cordeiro.
    E a fumaça do seu tormento sobe para todo o sempre; e não têm repouso nem de dia nem de noite os que adoram a besta e a sua imagem, e aquele que receber o sinal do seu nome.
    Aqui está a paciência dos santos; aqui estão os que guardam os mandamentos de Deus e a fé em Jesus.”

  6. Roosewelt disse:

    “É aquela que fere,
    que virá mais tranqüila
    com a fome do povo,
    com pedaços da vida”

    Se refere a mensagem angelical, pois quando esses fatos ocorrerem será quase impercebível, ou seja tranquila, mas será impactante (que chega a ferir) para o povo.

    “com a dura semente,
    que se prende no fogo de toda multidão
    acho bem mais do que pedras na mão
    dos que vivem calados”

    A dura semente ele se refere a ira de Deus que trará o fogo diante da multidão (os santos e o cordeiro). “Os que vivem calados” ele refere-se á atitude de alguns q recebem a mensagem, mantendo-se calado, porém manisfetando-se de maneira á julgá-lo severamente (… bem mais do que pedras na mão).

    “pendurados no tempo
    esquecendo os momentos,
    na fundura do poço,
    na garganta do fosso,
    na voz de um cantador”

    Aqui ele refere as pessoas que vivem se responsabilidade, que só observam enquanto são arrastados para baixo (… na fudura do poço, na garganta do fosso…). Já a voz do cantador, eu creio q seja referente a um l´der, um pregador ou um profeta. Nese caso seria um falso profeta.

    “E virá como guerra,
    a terceira mensagem,
    na cabeça do homem,
    aflição e coragem
    afastado da terra,
    ele pensa na fera,
    que o começa a devorar”

    Aqui ele se refere ao impacto da mensagem, afligindo os homens, causando guerras que não se resumem em batalhas corporais mas espirituais e psicológicas. Mas ainda sim o encorajando a afastar-se de coisas terrenas e resistir a fera que o devora. A fera, ou a besta é o motivo das guerras e aflições e o objeto da mensagem.

    “acho que os anos irão se passar
    com aquela certeza,
    que teremos no olho
    novamente a idéia,
    de sairmos do poço da garganta do fosso
    na voz de um cantador”

    Ele está se referindo ao tempo que se estende desde a mensagem até o momento da libertação, tão aguarda e desejada, e será feita pela voz de um cantador, agora sim o verdadeiro profeta.
    Viva Zé, um grande profeta.

  7. João disse:

    Essa musica se refere ao terceiro disco do zé Ramalho ,ou seja: A terceira lamina…..
    O disco (TERCEIRA LAMINA) vem falar dos mendigos, dos que vivem calados pendurados no tempo e etc….
    Espero ter ajudado!

  8. Mateus Carvalho disse:

    Bom,eu não sou nenhum doutor em Literatura,nem mesmo estudo literatura,ainda to no segundo ano do ensino médio,mas mas apesar de ser carioca sou um amante de música Nordestina,principalmente Zé Ramalho,e desde sempre,quando escuto A Terceira Lâmina acho que o autor quer remeter ao fim do mundo,quero dizer,ao fim da existência humana através da guerra,daí ele diz “E virá como guerra a terceira mensagem” a final a humanidade ja passou por duas guerras mundias,que não chegou ao extermínio da humanidade por incapacidade tecnológica pra isso,coisa que hoje não é um problema,e creio que ele deixa claro essa ideia quando ele diz “Afastado da terra,ele pensa na fera,e começa a devorar” é como se as palavras dele nos fizesse pensar em Deus observando a humanidade a beira do colapso então ele decreta o fim da existência humana.Enfim,talvez seja uma análise pobre,mas ainda sim foi uma opinião construída por mim.Obrigado.

  9. Ricardo Motta disse:

    Eu acredito que a Terceira Lâmina seja o mesmo que TERCEIRO MILÊNIO. Daí, a música faz menções proféticas sobre a fome, das pessoas que fica paradas no tempo, caladas, sem olhar para a solução, esperando que alguém os salve.
    Ele teme a fera (o Diabo) e o começa a devorar (talvez a mensagem que chegará será o próprio Apocalipse)

  10. Pra mim O Zé como Alceu é atemporal... pode estar a um transforção da humandiade mais também da intimidade de um único ser disse:

    Pra mim O Zé como Alceu é atemporal… a letra pode estar se referindo a uma transforção humanitária mas também da intimidade explosiva de um único ser.

  11. LÍ ALGUNS COMENTÁRIOS AQUI POSTADOS E OS JULGUEI BASTANTE PERTINENTES E INTELIGENTES. ESSE ZÉ RAMALHO É UMA “FERA” ! TAMBÉM SOU SEU FÃ INCONDICIONAL. QUANTO A LETRA EM QUESTÃO, TENHO SENTIDO QUE AS MUSICALIDADE NORDESTINA TRÁS EM SEU BOJO UMA CERTA EXPRESSÃO DE SOFRIMENTO, LUTA INGLÓRIA, SACRIFÍCIO (CONOTAÇÃO AO SERTÃO, O SOFRIMENTO ADVINDO COM A FALTA DE CHUVAS EM DETERMINADAS REGIÕES?) AFORA ISSO, A MÚSICA NORTE – NORDESTINA É GOSTOSA DE SE CURTIR EM SEUS DIFERENTES RÍTMOS.

  12. SOU EU DE NOVO , RSSSSS

    ACESSEM O MEU SITE, POR GENTILEZA, OK?

  13. Danilo disse:

    Ao meu ver, a letra fala da libertação da consciência humana para a consciência espiritual. “Aquela que fere” é a própria libertação, que virá mais tranquilo em meio às tribulações da vida.
    “Dura semente”, é uma semente muito difícil de germinar. Assim é o renascimento da consciência espiritual.
    “Que se prende no fogo de toda multidão”. É o fogo das paixões humanas, em meio do qual a semente da libertação necessita germinar.
    “E virá como guerra a terceira mensagem”. Está num tom apocalíptico. É a inevitável expiação da humanidade. É uma letra bem difícil de entender, mas essa foi a minha interpretação.

  14. Leandro disse:

    “acho bem mais do que pedras na mão
    dos que vivem calados”

    Vi o sentimento de que as pessoas caladas, sofrem, estão com pedras na mão (Eufemismo), tipo pronto pra atacar.

  15. LAILTON LINS disse:

    concordo com o amigo sobre a libertacao da consciencia humana para a consciencia espiritual…. em varios trechos ele se refere a essa libertacao….afastado da terra ele pensa na fera que o comeca a devorar….liberto em espirito afastado da terra ele pensa na fera as paixoes humanas que nosdevoram a alma…. mais a frente a certeza que teremos no olho ele fala da terceira visao do terceiro olho a percepcao do mundo espiritual…. “novamente a ideia de sairmos do poco da garganta do fosso ….. a ideia de libertacao de nos livrarmos da ilusao do mundo material…essa ideia vem na forma de musica ou seja na voz de um cantador essa e a intencao do autor nos despertar para essa libertacao..

  16. Danilo disse:

    Para entender a música temos que ler o Bhagavad Gita

  17. Carlos disse:

    No meu entender, algumas letras são belas, até por poder ter interpretações diferentes, adepender do sentimento e do ponto de vista de quem a sente. Podendo ter um sentindo até un tanto diverso do que o do próprio autor.
    No caso da terceira lâmina, que de fato é ralacionada com o terceiro disco (lâmina), pode ser usada, para mim, como metáfora do que seria a lâmina uma coisa que fere e que seria pela terceira vez. e que viria de uma forma um pouco diferente das anteriores. Então eu poderia imaginar por exemplo a terceira guerra mundial, que viria sem um grande estandalharço, mas devido ao sofrimento do povo, com uma semenete de revolta se que vai germinando e que cresce e mostra que o povo pode reagir, não só com pedras mais com atitudes mais fortes, ele pode ter voz e não ficar calado mudo sofrendo sem reclamar. E esse povo sofrido que esquecido dos momentos de sofrimento que as guerras anteriores lhes impigiu, e os colocou no fundo do poço, seguindo um cantador ou um novo Hitler apoia e ajuda a desencadear a terceira guerra.
    E virá como guerra a terceira mesagem. E todo o povo com aflição mas com coragem. Mas com o passar do tempo o povo começa de novo a percerber os horrores da guerra e apesar de tudo da bombla nuclear não será essa guerra o fim do mundo, ele continua e o povo agora cansado dessa guerra e guiado por um outro cantador sairá desse poço.

    Bem obviamente é só uma forma de ver e interpretar o texto.

    • GERALDO MENESES DE SOUZA disse:

      ACHO QUE O AUTOR SE REFERE,A UM POVO QUE SOFRE COM TUDO QUE VEM DE CIMA,DOS NOSSOS GOVERNANTES, SOFREM CALADOS, E NÃO REGEM. PORQUE VIVEMOS EM UM CALVÁRIO CONSTRUIDO PELA CORRUPÇÃO QUE NOS AFLIGE,NOS SACRIFICA, HA SECULOS E SECULOS E, COMO CORDEIRINHOS ACEITAMOS TUDO! ACREDITO QUE EM UMA PARTE DA MUSICA O AUTOR SE REFERE A ISSO

  18. silas disse:

    Acho melhor perguntar ao próprio Zé Ramalho e acabar de uma vez com as dúvidas.

  19. silas disse:

    Acho melhor perguntar ao próprio Zé Ramalho e acabar com as dúvidas.

  20. Marcos disse:

    Ninguém, mas ninguém sabe nada. Vai depender do momento e o local onde o compositor estar ou o que lê vê; ou até mesmo está sentido. Capaz de ser mas um efeito da marca da. É mesmo, melhor perguntar o compositor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *