Ha tempos

88 comentários

Legião Urbana

Parece cocaína
Mas é só tristeza
Talvez tua cidade
Muitos temores nascem
Do cansaço e da solidão
Descompasso, desperdício
Herdeiros são agora
Da virtude que perdemos…

Há tempos tive um sonho
Não me lembro, não me lembro…

Tua tristeza é tão exata
E hoje o dia é tão bonito
Já estamos acostumados
A não termos mais nem isso…

Os sonhos vêm e os sonhos vão
E o resto é imperfeito…

Dissestes que se tua voz
Tivesse força igual
À imensa dor que sentes
Teu grito acordaria
Não só a tua casa
Mas a vizinhança inteira…

E há tempos
Nem os santos têm ao certo
A medida da maldade
E há tempos são os jovens
Que adoecem
E há tempos
O encanto está ausente
E há ferrugem nos sorrisos
Só o acaso estende os braços
A quem procura
Abrigo e proteção…

Meu amor!
Disciplina é liberdade
Compaixão é fortaleza
Ter bondade é ter coragem
Lá em casa tem um poço
Mas a água é muito limpa…


88 comments on “Ha tempos

  1. marcelle disse:

    ouvi dizer que foi numa fase de depresão que renato passou e queria cometer suicidio, e na casa que ele morava havia um poço e ele desistia de se jogar no poço pq dizia que a agua era muito limpa diante das coisas que ele fez em sua vida e que sujaria esta agua com as consequencias que ele colheu.

  2. Luisa disse:

    Eu ouvi a mesma história que a Marcelle contou!
    Acho a letra perfeita…

    “Parece cocaína, mas é só tristeza…” Essa comparação é feita porque dizem que depois de um tempo usando cocaína a pessoa fica meio par baixo, triste… Então, ele conta que o estado em que ele está parece que foi por uso da droga, mas na verdade ele só está triste mesmo!
    E a história do poço é exatamente essa que a Marcelle contou… Se ele se atirasse no poço ia sujar a água limpa com suas “impurezas”, com seus erros…

  3. João Antonio disse:

    Essa musica, como a maioria das musicas do Legião é um reflexo do que Renato Russo, Dado Vila-Lobos e Bonfá sentiam quando escreviam a letra. E ela é bastante “fossa”, mas optaram em não botar uma batida lenta. Quiseram uma pegada meio rock mesmo.
    Como foi dito, “parece cocaína / mas é só tristeza” refere-se que Renato estava triste, porém sem saber exatamente qual o motivo. Podia ser qualquer coisa, poderia ser “tua cidade” ele questiona.
    O tema da musica é basicamente o estado triste e sofredor no qual ele se sente. Nos trechos “Há tempos tive um sonho / Não me lembro” depois “Os sonhos vêm e os sonhos vão / E o resto é imperfeito”. Subentende-se que seja o que for, o fato de nem mesmo se lembrar de seu próprio revela que Renato se considerava extremamente humano, com as diversas falhas que possuímos. Vale lembrar que o sonho de cada um é o que motiva as pessoas, e quem não se lembra do seu sonho praticamente não possui um objetivo concreto para a vida, tornando-a extremamente frustante.
    A sexta estrofe, é um olhar, como quem está numa casa e vê o que ocorre na rua atravez de uma janela. Percebe-se que a visão não é nada agradável, e só existem pessoas ruins, “há ferrugem nos sorrisos”. Agravando ainda mais a depre de RR.

  4. Thiago P. Caleffi disse:

    Esta música escrita na fase apático-depressiva de Renato Russo vem a corroborar a minha tese de que o sofrimento e/ou as dificuldades são as grandes forças motrizes da belíssima capacidade genial humana de gerar e transmitir a beleza através da arte. Os mais ilustres (e desesperançosos) autores da História humana não se tornaram o que foram com uma vida fácil e contínua, sem episódios traumáticos ou reviravoltas intensas. Seu brilhantismo parece até paralelo à intensidade de suas sensações, vide Nietzche ou Feuerback.
    O período de sua composição foi marcado pela depressão aguda de Renato, quando o amor de sua vida há muito o havia abandonado após transmitir-lhe AIDS e a doença sorvia a grandes golfos sua saúde já em estágio avançado, abreviando sua vida e a tornando “miserável”.

    “Parece cocaína
    Mas é só tristeza
    Talvez tua cidade
    Muitos temores nascem
    Do cansaço e da solidão
    Descompasso, desperdício”

    Em uma clara alusão aos efeitos do uso prolongado e extenso de cocaína, os quais ele certamente experimentou devido ao seu uso ostensivo de drogas e seu círculo de amizades que causa depressão profunda por uma irrisória estimulação cortical e quantidades equivalentes de mediadores químicos como serotonina e endorfina ele cita: (Interpretação pessoal)
    “Parece cocaína” – a vida, parece, boa, feliz
    “Mas é só tristeza” – a realidade cedo ou tarde vem à tona
    “Muitos temores nascem
    Do cansaço e da solidão” – Dois dos mais eloqüentes(e perigosos) motivos citados para a repetição do uso da cocaína
    “Descompasso, desperdício” – esse uso gera descompasso com o mundo, pois o usuário não dorme por dias e conseqüentemente passa longos períodos sozinho e desperdício da vida

    “Herdeiros são agora
    Da virtude que perdemos…” – As novas gerações são sempre herdeiras do processo progressivo de perda de valores e virtudes da geração anterior, ao menos no último século.

    “Há tempos tive um sonho
    Não me lembro, não me lembro…

    Os sonhos vêm e os sonhos vão
    E o resto é imperfeito…” – São a única coisa perfeita, logo, inatingíveis. Os sonhos, que eram sua motivação há muito foram esquecidos, engolfados pela escuridão e pela dor. Quem não sonha, não aspira à melhora.

    “Tua tristeza é tão exata
    E hoje o dia é tão bonito
    Já estamos acostumados
    A não termos mais nem isso…” – Os dias bonitos tornam-se cada dia mais cinzentos, até que nos acostumemos à eles e paremos de lutar, abdicando da vida.

    “Dissestes que se tua voz
    Tivesse força igual
    À imensa dor que sentes
    Teu grito acordaria
    Não só a tua casa
    Mas a vizinhança inteira…” – Expressar a imensidão intangível da dor que se sente acordaria à todos de sua vizinhança. Como não transmitiria fidedignamente a dor que sente, ele escreveu essa música, e, provavelmente eu esta análise.

    “E há tempos
    Nem os santos têm ao certo
    A medida da maldade
    E há tempos são os jovens
    Que adoecem
    E há tempos
    O encanto está ausente
    E há ferrugem nos sorrisos
    Só o acaso estende os braços
    A quem procura
    Abrigo e proteção…” – Seu desencanto pela vida atinge o ápice, ele vê tudo através da monotonalidade da escuridão, as virtudes que ele tanto admirava(e via) parecem agora extintos. O desejo de viver parece minguar na ausência do encanto, do desejo. Os antigos prazeres parecem “enferrujados” e ninguém além dele parece se importar. Só a sorte (acaso) parece favorecê-lo e todos lhe parecem hostís.

    “Meu amor!
    Disciplina é liberdade
    Compaixão é fortaleza
    Ter bondade é ter coragem (Ela disse)
    Lá em casa tem um poço
    Mas a água é muito limpa…” – Ele invoca seu amor pela pessoa que o infectou e depois o deixou, a provável última alegria verdadeira de sua vida, a beira do precipício. Renato volta à evocar virtudes que agora lhe parecem sábias e, portanto, austeras para aplicação.
    Os dois últimos versos são realmente intrigantes, mas hipotetizou-se que havia um poço em sua casa e ele ao pensar em se matar através dele reconsiderou achando-se impuro, indigno de tocar águas tão limpas.

    Pareceu-me que ele utilizou-se uma vez mais de sua arte para se expressar sobre o mundo e seus sentimentos, musicalizando sua agonia.

  5. Deivison disse:

    Traduções ou interpretações de cada um.. a melhor coisa seria se.. ou o DADO (“se” el fez parte da letra ou o MARCELO falassem o que está dito nas entrelinhas) tirando isso.. cada um pode dar sua interpretação…

    não passa de uma visão propria.. ou uma visão do que se acha do que leu.
    e não a que realmente importa a DO RENATO (ou a interpretação que realmente queremos vê)

    mas tudo não passa do qe o Renato(minha tese kkkkk POBRES HOMENS Pó.. do que são e do que serão[falo isso em relação a alguem que postou aí em cima]) talvez o R.R tenha feito p/ esse proposito..
    para que cada pessoa tenha a sua interpretação da LETRA.
    *o que eu acho muito mais interessante.

  6. warley disse:

    “…muitos os temores nascem do cansaço e dá solidão…”
    É uma adaptação de “…Muitos medos nascem da fadiga e da solidão…”Uma linda mensagem chamada ASPIRAÇÃO que foi encontrada numa velha igreja de Saint Paul, em Baltimore, em 1692.

  7. Juliano disse:

    A maioria das pessoas tem como conclusoes para letras de reanto a depresão, todos nos sabemos disso.
    nao entendia por que as pessoas agem como agem, se o mundo pode ser melhor sem aparencias, criticava tudo que fosse sem sentido, o que fosse desnecessario para uma vida legal, essa letra é mais uma onde o ponto principal são as pessoas,
    “Herdeiros são agora
    Da virtude que perdemos…” – As novas gerações são sempre herdeiras do processo progressivo de perda de valores e virtudes da geração anterior, ao menos no último século.”

    eu diria assim:
    “se tornaram Anjos, quando perdemos nossa beleza”

    porem na penultima estrofe, pode se notar talvez um pouco de aceitação a isso tudo.
    “mas nada é certo e tudo acontece”
    “todos somos um ser e livre só nao podemos ser egoistas e sim justos”

    ele era depresivo por entender a realidade que vivia, e só letras restavam a ele fazer,
    agora imagina, tu fazndo letras criticando a sociedade, e a sociedade feliz da vida com suas letras sem entender, imcompreendido. mais DP!

  8. Patrícia Da Silva disse:

    Essa musica, pra mim ela é perfeita, pois também passei por problemas de depressão, as vezes me emociono ouvindo. È só isso que tenho a dizer.

  9. Paulo Moura disse:

    Essa música trata-se de um dialogo. Entre uma pessoa mais velha e uma jovem.
    Isso pode ser notado pelo fato, de a pessoa está falando quase a musica toda e somente no final a garota fala, como no trecho que não aparece na letra acima pois está incompleta:

    Ela disse:
    lá em casa tem um poço, mais a agua é muito limpa.

  10. Rodinei Vilela disse:

    Renato sempre dizia que os efeitos da droga deixavam ele iguais há seus pais .
    E na ultima parte parte da musica que ele fala do poço provavelmente esta se referindo á sua familia .

  11. Mari disse:

    A comparação da cocaína com a tristeza vem da idéia de que as duas viciam; de que pessoas ‘usam’ a tristeza compulsivamente e têm até fissura por ela. O estado de tristeza pode ser tão constante que poderia ser comparado com a sua ‘cidade’ – lugar onde se vive permanentemente.

    Ele tenta explicar a constância da tristeza com o fato de que apenas os sonhos são perfeitos e a vida é feita de frustações.

    Nos últimos dois parágrafos que ele deixa transparecer sua linha de raciocínio contaminada pela depressão, desesperançado e aparentemente sem forças para ‘trabalhar’ em direção à felicidade. Porque sim, a felicidade não nos é dada é conquistada com esforço – ‘disciplina, compaixão e ter bondade’ são os exemplos que ele cita.

    Escrever sobre um sentimento com tanto conteúdo não tem nada de apático…

    Adorei saber a história do poço e da frase na igreja!

    Bjs

  12. Lorena disse:

    essa historia dele se jogar no poço está errada!
    como q ele vai se jogar no poço se a palavra é dada a garota(ela disse!)
    Na verdade ele conta todos seus problemas a garota e no final ela apenas responde q na casa dela tb tem os mesmos problemas(”la em casa tem um poço”) mas que a familia dela esconde tenta viver uma vida normal por isso usou a frase:”mas a agua é muito limpa”

  13. Tainara Santos Reis (16) espero que gostem ^^ disse:

    Esta é, sem dúvidas uma das músicas mais simples de se interpretar do legião. É bem clara a intenção de mostrar os sentimentos presentes e ausentes em um jovem em “crise existencial”. Logo no primeiro parágrafo temos um vocábulo de lugar, “cidade”, já passando a idéia de insatisfação com o lugar em que habita o eu-lírico, ou o lugar que habita nele mesmo, há possibilidade para mais de uma interpretações… Veja bem: como herdar o que perdemos? Oras, as consequências da ausência são heranças perceptíveis. Essa herança seria justamente o TEMOR causado pelo cansaço e pela solidão.O uso da primeira pessoa do plural leva à generalização, e pode ser vista com a finalidade de falar por uma grande massa que se vê calada e que, se falassse a dor que sente “acordaria (…) a vizinhança inteira”. A solução para este “caos” seria o sonho que um dia teve mas que já não se lembra, ou seja, um sonho que jamais se realizaria, não havendo porque lutar com ele. Outra possibilidade seriam os santos, a religiosidade, e até eles estão incertos sobre o que é maldade num tempo como àquele.
    E eis a melhor parte da música… Os jovens estão sentindo na sua essência este mundo doentio, este mundo cheio de valores contraditórios, chegando a adoecerem, mas não fisicamente, pelas palavras subsequentes, parece faltar (veja mais uma vez a AUSÊNCIA estando presente significativamente) o ENCANTO de viver. Já não há mais porque sorrir, parece o fim de tudo. Até que os sorrizos envelhecem, enferrujam… No trecho :”Só o acaso estende os braços a quem procura abrigo e proteção…” parece justificar que alguns jovens adoecidos pelo “mundo” buscam ajuda, “abrigo” ao que estiver mais próximo, neste caso é o ACASO, o que é uma indireta às drogas, à tentativa de suicídio etc.
    Então aparece uma solução, um guia: “Disciplina é liberdade; Compaixão é fortaleza; Ter bondade é ter coragem.” Ainda há esperança!
    Os últimos dois versos são implicantes… Como a própria batida da música entrega, esta não seria uma fala da “massa” já citada, ou do eu-lírico, na primeira pessoa que também aparece durante a música. Este novo personagem é o egoísta que pode salvar o mundo, salvar a “cidade”, tirar os jovens do “acaso”, fazer os sonhos se transformarem em realidade e acabar com o “imperfeito”. Ele tem um POÇO, ele tem como promover essa mudança. Ele não quer compartilhar o “bem” que tem. Não tem “coragem”.

  14. lauriene disse:

    li coments avulsos na internet, sobre essa letra, ams aqui vejo interpretações mais coerentes
    me intriga o trecho: lá em casa tem um poço…, tb discordo com a versão de que o RR queria se matar (estória de fã) pk na música diz: Ela disse (!!!!!!!!!!!!!!!!)
    interessante a versão de q é um velho e uma garota, essa “ela”

    mas achei coerência e concordo de que ” a água do poço” é a falta de coragem, pk: a água, sendo do poço, tem SERVENTIA, mas ñ usa, pk é mto limpa… (analisando…)
    Qndo, vc pede algo a seu vizinho pk em sua casa tá em falta (vc só busca água no poço qndo falta a água) Então , ele sabe que tem, mas não te ajuda. O mesmo com as virtudes de que a música fala que falta, como se faltasse água!!!!: E ela tem o poço, pode ser compaixão, bondade, CORAGEM mas não cede. A água é limpa , por inutilização. Ela prefere deixá-la no poço, INÚTIL, mas limpa. A coragem , ou bondade..é um sentimento tão nobre, por isso está tão limpo, pk quase ngm usa, pode ser até mesmo por mesquinhagem.

    Veja mesmo que o trecho chega até em ser em tom de ironia. Depois de tanto “caos” e tristeza, ela enfim, diz: “lá em casa tem um poço (tem a solução) mas a água é mto limpa”. “Eu tenho a solução , mas é tão limpo, ñ vou usar”. A nossa mesquinhagem cotidiana de ser e dizermos ser “bons” mas ñ utilizar toda essa bondade de ter algo bom dentro de si para compartilhar em contramão do mundo maldoso q temos e não compartilharmos porq é “mto limpo”

    É preciso tirar a “água do poço” esquecer a vaidade que deixa a água “mto limpa” mas inútil
    lembre-se do verso anterior: “Ter bondade é ter coragem”

    sobre as partes anteriores a esse enigmático trecho (mas condizente com a música inteira) é o que é afirmado: a solidão, a desesperança.

  15. elaine disse:

    não entendi a interpretação quanto a ser um diálogo…

  16. ozinha disse:

    Nesta “poesia”, o poeta pode até ter se inspirado nos seus problemas, mas, acredito que ela é um lembrete para os jovens não desperdiçarem seu tempo e ter coragem de enfrentar a vida, inclusive o “poço limpo”, nada mais é, que os sentimentos puros, como o amor, a coragem, a bondade. O jovem procura independência, fazendo o que não presta e o eu lírico adverte que Liberdade é disciplina ou disciplina é liberdade, É um texto para refletirmos sobre nossos sonhos, nossa coragem , nós.

  17. JULIO CEZAR disse:

    FELICIDADES A TODOS E A TODAS AS OPINIÕES AQUI CITADAS! ISSO É O MAIS IMPORTANTE PARA O DEBATE!
    MAS TODAS AS ANÁLISES MERECEM RESPEITO! ENTÃO, CONTRIBUO NO DEBATE RESGATANDO A IMPORTÂNCIA DE RENATO NA FORMAÇÃO DE UMA JUVENTUDE QUE ESTAVA A MERGEM PIOR DO QUE HOJE. ESTAVAMOS EM MEIO A REGIMES FASCISTAS E NAZISTAS GANHANDO ESPAÇO EM TODA A A EUROPA E AMÉRICA LATINA, CITO BRASIL. E O RENATO RUSSO CUMPRIU UMA TAREFA DE DEBATER CIRCUNSTÂNCIAS PSICOLÓGICAS, MORAIS, RELIGIOSAS, ETC. MAS A MAIS IMPORTANTE FOI A QUESTÃO POLÍTICA DOS GRANDES PROJETOS QUE SE CONSOLIDAVAM NO PAIS E UTILIZAVAM-SE DA MÃO DE OBRA DESSA NOSSA JUVENTUDE.
    RENATO NUNCA ESCONDEU SUA OPÇÃO SEXUAL, MAS ISSO NÃO PODE SER O CENTRO DAS ANÁLISES DAS OBRAS DO CRIADOR: ARTISTA!
    A FORTE DEPRESSÃO QUE A MAIORIA DAS ANÁLISES TRAZEM A DISCUSSÃO NÃO É FRUTO DE CRISES EXISTENCIAIS DO PONTO DE VISTA PESSOAL, MAS SUA CONSCIÊNCIA O MALTRADA DIANTE DAS IMPOTENCIAS PARA SOLUCIONAR QUESTÕES SOCIAIS IMPOSTAS AO LONGO DE SÉCULOS E DÉCADAS EM NOSSO PAIS E AMERICA LATINA…
    SÓ ELE TEVE CORAGEM DE IR MAIS A FUNDO NESSE “LÁ EM CASA TENHO UM POÇO MAS ÁGUA É MUITO LIMPA”, POIS NÃO É DIGNO A AUTO TIRADA DE VIDA, SEM LUTAR….!!!!
    AS OBRAS DE RENATO RUSSO, EMBORA DIALOGANDO COM A JUVENTUDE, NÃO ESTÁ LIMITADA A ELA, PELO CONTRÁRIO, ABORDA TEMAS QUE SÃO MUITO VASTOS, QUASE INACREDITÁVEIS: “QUERO UM MILHÃO DE AMIGOS, QUERO IRMÃOS E IRMÃS, PODE SER CISMA MINHA MAS A ÚNICA MANEIRA AINDA DE TE IMAGINAR…”, PORTANTO, RENATO SE ESTIVESSE VIVO ESTARIA CONTRIBUINDO NA LOCALIZAÇÃO DE NOSSA GERAÇÃO QUE ESTÁ PERDIDA E SEM NORTE…
    RENATO UM MAIS MAIORES POETAS QUE A JUVENTUDE COCA-COLA PRODUZIU.

    SAUDAÇÕES A TODOS!!!
    JULIO CEZAR.
    ESPERO TER CONTRIBUIDO NO DEBATE.
    24/06/2010.
    MARABÁ-PA-BRASIL.

  18. Maysa disse:

    A mim retrata a frustração de uma geração que ‘há tempos’ sonhou em mudar a realidade mas que por inércia não conseguiu, e hoje se entristece e se conforma com a realidade

    Parece cocaína
    Mas é só tristeza
    Talvez tua cidade: Frustração
    Muitos temores nascem

    Do cansaço e da solidão
    Descompasso, desperdício: Inércia

    Herdeiros são agora
    Da virtude que perdemos…
    Há tempos tive um sonho
    Não me lembro, não me lembro…: Perderam a capacidade de sonhar, a juventude de hoje é quem sonha

    Tua tristeza é tão exata
    E hoje o dia é tão bonito
    Já estamos acostumados
    A não termos mais nem isso…: Tristeza e conformação

    Os sonhos vêm e os sonhos vão
    E o resto é imperfeito…: A realidade é imperfeita. Os sonhos de mudar até vem, mas se vão e o resto continua imperfeito.

    Dissestes que se tua voz
    Tivesse força igual
    À imensa dor que sentes
    Teu grito acordaria
    Não só a tua casa
    Mas a vizinhança inteira…: Os sonhos

    Enquanto apenas se sonhou e nada se fez:

    E há tempos
    Nem os santos têm ao certo
    A medida da maldade
    E há tempos são os jovens
    Que adoecem
    E há tempos
    O encanto está ausente
    E há ferrugem nos sorrisos
    Só o acaso estende os braços
    A quem procura
    Abrigo e proteção…: As coisas continuam como estão.

    Meu amor!
    Disciplina é liberdade
    Compaixão é fortaleza
    Ter bondade é ter coragem: Não basta sonhar, é preciso coragem, agir.

    Ela disse:
    Lá em casa tem um poço
    Mas a água é muito limpa: Exemplificação do egoísmo e da inércia que impedem a coragem… “Lá em casa até tem um poço, mas não, a água é muito limpa”.

  19. Anselmo oliveira disse:

    bem sou fã da leigoa urbana desde 2002, conheci a banda atraves de um amigo meu. e tentei em varias musicas entender o que ele queria dizer nas sua palavras meios confusa. no caso de há tempos essa musica foi feita de acordo com o proprio rr pro namorado dele depois que ele terminaram um namoro, nessa epoca rr entrou de vez no mundo das drogasas vezes em certo trecho ele compara o namorado dele como se fosse cocaina na qual ele dependia dele pra viver. sem tudo era tristeza em algumas partes ele fala dos momentos deles dois quando estavam juntos. com esse pensamento tentem entender a letra desta musica.

  20. Liah disse:

    “Lá em casa tem um poço, mas a água é muito limpa”
    Renato disse estava pensando em se matar se jogando no poço, mas acreditava que sujaria a água com seus erros.

  21. Erich disse:

    eu concordo com a interpretação da marcelle (1º comentario….) “que ele iria sujar o poço com as suas “impurezas, erros…”

    mas acho que a galera não ta sacando que “o descompasso e o desperdício são os herdeiros, agora, da virtude – que perdemos.” ja vi cada interpretação ruim dessa música. é uma das melhores, mas legião é legião, tem música ruim? haha
    abraços!

  22. Soraya disse:

    A mim, parece, que nesta letra, o Renato fala da sua “sindrome do pânico”. Vejam, quando ele diz:

    Parece cocaína

    pode ser que esteja se referindo à disritimia, o disparo dos batimentos cardíacos que se tem quando se sofre da síndrome, mas ele conclui que é
    só tristeza (a síndrome deprime e entristesse quem a tem)
    Talvez tua cidade (aqui ele se refere ao pânico desenvolvido nas pessoas que vivem em grandes cidades.

    Muitos temores nascem
    Do cansaço e da solidão (justificativa para a síndrome)

    O Descompasso, também pode gerar a síndrome e ele considera isso um desperdício de energia.

    Herdeiros são agora
    Da virtude que perdemos…

    A virtude que se perdeu foi a coragem (Quem herdará a coragem perdida?)

    Há tempos tive um sonho
    Não me lembro, não me lembro… (aqui ele faz uma alusão à suas conversas com seu analista que busca interpretação da razão da síndrome nos sonhos (mas o Renato já os esqueceu)

    Tua tristeza é tão exata (ele fala de alguém que tem a síndrome e nada faz contra isso)
    E hoje o dia é tão bonito (ele acha bonito que esta pessoa viva esta tristeza sem precisar de fuga (drogas e/ou medicamentos)

    Já estamos acostumados
    A não termos mais nem isso…
    Aqui, ele se refere ao fato das pessoas nâo quererem mais viver seus sentimentos (hoje á remédio para tudo…)

    Os sonhos vêm e os sonhos vão (a explicação da razão da sindrome está nos sonhos que por acaso ele não lembra)

    E o resto é imperfeito… Só o sonho pode explicar isso.

    Dissestes que se tua voz
    Tivesse força igual
    À imensa dor que sentes
    Teu grito acordaria
    Não só a tua casa
    Mas a vizinhança inteira… Aqui ele volta a se referir à pessoa, que apesar de muito triste, não faz nada contra isso (ela vai fundo na dôr do mêdo)

    E há tempos nem os anjos tem ao certo a medida da maldade (perdemos a noção do que é certo e errado – todos, inclusive os anjos)

    E há tempos são os jovens que adoecem (em outras músicas, Renato fala do vício, sempre como uma doença.

    E há tempo o encanto está ausente e a ferrugem nos sorrisos – Não há mais alegria de quando não se tratava as emoções como o medo, a euforia, a ansiedade, a alegria.

    Só o acaso estende os braços a quem procura abrigo e proteção (nos dias de hoje não há mais solidariedade quando o assunto é tristeza, ou medo)

    Dissiplina é liberdade
    Compaixão é fortaleza
    Ter bondade é ter coragem
    Alguém que tb tem a síndrome do pânico (ou pode até ser sua analista – ela)disse isso a ele , como se a cura do pânico fôsse a liberdade, a compaixão e a bondade.

    Por fim ele se refere a mais uma fala de outra pessoa tb vítima da síndrome do pânico que diz:
    Lá em casa tem um poço (o poço é sempre algo amedrontador), mas a água é muito limpa (mas esta pessoa já consegue enfrentar o seu medo, e consegue ver uma água limpa (que não o amedronta mais.

  23. oUITO disse:

    E hoje o dia é tão bonito
    Já estamos acostumados
    A não termos mais nem isso.
    Ele não ver o dia mais bonito devido a depressão extrema entendido devido as imposições dos problemas e também da doença abalativa principal desse caso a AIDS.Entendeu

  24. Rodrigo disse:

    Acho que o clipe da música pode dar uma boa pista do assunto que a música está abordando.
    http://www.youtube.com/watch?v=aQo4W3JciKo

  25. Felipe Paz disse:

    esta música é uma crítica a juventude que está perdida, sem objetivos, não lutam mais por alguma coisa
    Ele diz que devemos agir para poder mudar o mundo

  26. cints g. disse:

    Primeiramente eu gostaria de dizer que amo Legião, é minha banda favorita desde tinha 14 anos!!… E adoro essa música…

    Na minha análise, esta música fala sobre a falta de valores e virtudes da sociedade de um forma geral, que ocorre há tempos e repercute na concepção de vida e forma de viver da juventude… causando angústias, desencontros e falta de ideais para nortear a própria existência.

    Parece cocaína, mas é só tristeza (…) muitos temores nascem do cansaço e da solidão, do descompasso, desperdício (…) Dissestes que se tua voz, tivesse força igual a imensa dor que sentes, teu grito acordaria não só a tua casa mas a vizinhança inteira – Nesses trechos (e em outros) Renato denuncia a dor sentida pela juventude… pode ser que tenha relacionado ao fato de que vivemos em uma sociedade capitalista, individualista, que incentiva o consumo exacerbado e na qual não se prima pelos valores pessoais… Perante tal quadro há perda do real sentido da vida e, consequentemente, da verdadeira felicidade e satisfação pessoal…

    No trecho: Herdeiros são agora da virtude que perdemos. Há tempos tive um sonho, não me lembro – uma juventude sem valores é o legado de uma sociedade sem virtudes (éticas, pessoais, morais…). Que se esqueceu de seus ideais.

    Para mim a parte mais linda da música é a última estrofe, na qual ele faz um resgate de valores que tem sido muito deturpados e invertidos no ideário das pessoas:
    Disciplina é liberdade – ao contrario do que muitos pensam liberdade não é libertinagem, descontrole, excessos … muitas vezes pode até ser sinônimo de auto controle, de disciplina.

    Compaixão é fortaleza – nossa maior fortaleza não são as posses, conquistas financeiras, status, muros ou cercas elétricas… são os nossos valores, entre eles a compaixão!

    Ter bondade é ter coragem – a verdadeira bondade não é passiva, ela é a ação que promove as mudanças nas quais se acredita… é a busca ativa por seus ideais.

    E por fim o trecho: Lá em casa tem um poço, mas a água é muito limpa – respeito todas as interpretações anteriores, mas na minha análise ele não está se referindo a suicídio… o conteúdo é relacionado ao da última estrofe, e está denunciando (metaforicamente) a inversão de valores tão presentes no nosso cotidiano…
    Espero ter contribuído com a discussão… abraços a todos!!!
    =)

  27. cyro dos santos disse:

    eu acho que ele se referia a adicçao ou dependencia quimica seja de alcool ou drogas, do isolamento do dependente a virtude que perdemos ea capacidade de viver sem drogas;os jovens estao cada vez mais dependentes o dependente sofre muito com o uso;disseste que se tua voz tivesse força igual a imença dor que sente é a tentativa do dependente em pedir ajuda pelo menos e como me sinto ao ouvir essa letra que mexe muito comigo eminha adicçao

  28. rosane disse:

    eu acho que esta musica fala que as pessoas estao cada vez sem fe nao esto lutando pelos seus sonhos estao deixando de viver os dias de sua vida sem intensidade .estao deixando a tristeza invadir eus pensamentos

  29. Luam Henrique Gomes disse:

    Em minha a música refere-se a perda dos valores, ou até mesmo da inversão desses valores.
    O que antes era bom hoje já não se vê mais, ou pelo menos não se sente mais.
    E isso muitas vezes faz com que a gente cada dia mais nos tornemos uma pessoa incomunicável com o ambiente, sufocando-se com todos esse mau sentimento.

  30. Herivelton disse:

    é uma música muito triste e aguniante, nem gosto muito de escutar e a parte mais “foda”:

    Só o acaso estende os braços
    A quem procura
    Abrigo e proteção…

    em horas de dificuldade, você recorre aquela pessoa mais próxima (conjuge, amigo, familiares) mas se tratando de drogas, ou você se inibe ou abre o jogo e muitas vezes os próximos ficam distantes, aí vem o loop: Iniciando a música, a tristeza que não é droga, o cançaso, a solidão tráz os temores de ficar só e pior, de uma pessoa amiga, a qual o abandonou…
    A música trata do ele e não da sociedade, da juventude, é o que ele estava sentindo na pele!

  31. Rafa Inácio disse:

    Essa letra é aguniante, na qual ele sente-se absolutamente triste com algo que o aflinge demasiadamente. No início ele esclarece que não é droga ou não é cansaço, mas sim tristeza, que o sufoca e faz com temores venham à atormentá-lo. Com tudo isso ele começa a desanimar de tudo e deixar que sonhos passem e que dias belos sejam colocados como coisa que ele não admira mais. E, para analogar tudo o que se passa, ele emite uma metáfora, comparando-o com toda a dor que sente. No final, dar-se à entender o porquê de toda sua tristeza: não só ele, mas a juventude vem se perdendo – há tempos -, e coloca pontos como a hipocrisia, perversidade e até a falta de amor com o próximo. A última estrofe sintetiza tudo o que ele quis passar o tempo todo: ironizando um pouco com o meu amor ele começa falando que liberdade não é libertinagem, como muitos pensam, mas sim é ter disciplina e auto-controle sobre seus atos; fortaleza que não se encontra nos bens materiais, e sim na compaixão com o próximo; a bondade é a busca ativa pelos seus ideais, na qual requer coragem. Por fim ele fala que, por mais que tudo isso influencie na vida dele e de muitos jovens, há algo de bom escondido dentro de cada um, basta alguém parar para ver.
           Visitem: http://www.fotolog.com.br/music_webelieve

  32. Edelvan disse:

    A letra dessa música é realmente angustiante quando a ouvimos concentrados,e nos colocamos em uma situação de acordo com o que a letra nos passa.Ela nos passa uma solidão e um vazio imenso,e isso na vida de um jovem é um grande problema,pois necessitamos de companhia e amizades,assim como todas as pessoas.Com essa solidão,a depressão chega,e junto com ela o desgosto em viver,e o pensamento em suicídio é constante.

  33. Washington Praxedes Filho disse:

    Não li todos os comentários, mas não sei se perceberam,a música é um apelo,um pedido de um alguém que está agoniado por estar num mundo triste e solitário(individualista).
    Quando recitam :
    “E nem os santos têm ao certo a medida da maldade”, significa que há algo errado, e as pessoas que percebem isso se sentem sozinhas que elas querem tanto “corrigir”, entretanto, não sabem como. Isso é que é agoniante, saber que está errado mas não saber o que é certo.E as drogas, que são citadas na música, apenas aceleram esse processo de percepção e estado de espiríto.
    O mais interessante na música é a revolta com que se canta isso, até percebe-se uma crise claustrofóbica só pelo tom da voz: como um alguém que está tracado em um quarto escuro e não se sabe onde é a porta.Isso é o reflexo analisado da sociedade em si, onde ninguém sabe realmente onde está, o que faz e o que é certo.

  34. klerik_eufaçoportuguês disse:

    “Herdeiros são agora/da virtude que perdemos…”esta virtude, a esperança,foi deixada para trás,e como herança ficou apenas a tristeza.
    “Há tempos tive um sonho…” ele parece tão distante tão inatingível que acabou perdendo-se, esquecido, não há mais motivo p/ sonhar.
    “Os sonhos vêm e os sonhos vão/ o resto é imperfeito…” e em meio a esse desarranjo, este descompasso, atropelo de sentimentos e sensações a única coisa perfeita são os sonhos, os poucos que restam.
    E contrariando às leis naturais, “…E há tempos são os jovens que adoecem…”, aqueles que deveriam ser sãos, os que deveriam ser fortes, os mais resistentes, são frágeis, são os melancólicos, angustiados; eles que deveriam ter o encanto e a energia radiante que se espera da juventude, fraquejam diante das crises cotidianas, desta sociedade moderna, que prega o descompasso, a ausência de regras e que sofre justamente ao deparar-se com as consequências disto.
    Esta solidão fruto da tão pregada individualidade e independência da vida moderna, que faz que o ser humano esquecer que foi feito para viver em grupo, e que as atitudes de bondade e compaixão, ao contrário do que mts pensam não são sentimentos de fragilidade,pois só os que sentem-se fortes podem ajudar outros, só os que sabem nadar são capazes de salvar outro alguém.

  35. Thiago A Alves disse:

    Para acabar com essa dúvida do poço… Lá e casa tem um poço (o poço é considerado como uma fonte, fonte de idéias, de onde pode-se tirar formas de viver e etc..) Mas a água é muito limpo… (2 hipóteses, 1ª dentro do seu âmbito existe a resposta e solução pra toda vida angustiante mas a limpeza e pureza pode tirar um pouco da graça que um pouco de sujeira pode trazer. 2ª é normal o poço, pois todo mundo tem uma fonte em si, porém o eu da história tem um que a água é limpa mas ñ quer compartilhar) espero ter contribuido.

  36. Humberto disse:

    “Muitos temores nascem do cansaço
    e da solidão”

    essa frase faz parte do poema Desiderata que recomendo que leiam, aqui o Renato Russo usa o recurso da intertextualização. Mas tenho que admitir que essa música é dificil de se analisar

  37. Gleison disse:

    “A medida da maldade
    E há tempos são os jovens
    Que adoecem
    E há tempos
    O encanto está ausente
    E há ferrugem nos sorrisos…”

    Aqui Renato fala dos novos males do mundo, que agora atingem os jovens: o desamor, o egoísmo, o materialismo. Mostra o distanciamento que se instalou entre as pessoas, na sua individualidade, quando diz que “há ferrugem no sorriso”.

    Pra quem soube ouvir e aproveitar, Renato deixou muitas boas mensagens, principalemente para a juventude da época, e a de hoje também, que ainda canta e vai continuar cantando por décadas as canções do Legião.

  38. Amanda Fernandes disse:

    Bom.. Não sei se contribuirei, mas a primeira vez q escutei essa música, consegui entender ela toda e a parte onde eu vi mta explicação surreal aqui nos comentários foi: “E ela disse: Lá em casa tem um poço, mas a água é muito limpa.” Ao meu ver, parece ser simples: Ele estava conversando e colocando seu ponto de vista do mundo e de todos, na revolta claro, e qdo finalmente finalizou sua opinião e esperava uma resposta e uma preocupação semelhante à preocupação dele, ela (no caso da música: “Ela disse”) não deu a menor importância ao q foi falado e simplesmente o ignorou e disse q na casa dela tem um poço, mas a água é mto limpa, mostrando assim o descaso da maioria da população q vê q o mundo não é justo, porém não faz nada, pq acha q do jeito q está, está ótimo! Mas, enfim, a interpretação é de cada um e espero ter colaborado por aqui tbm!

  39. Danielly disse:

    Sou fã do Legião Urbana desde criancinha, mas só comecei a me dar conta da complexidade de algumas letras no final da adolescência.
    Essa música, pra mim, é uma das mais difíceis de entender. Li alguns comentários e a teoria que mais acredito é de que, na música, o Renato estava contando sua melancolia com a própria vida e os próprios problemas para alguém (a garota), e no final ela só diz “Lá em casa tem um poço, mas a água é muito limpa” no sentido de que, na casa dela, assim como na casa de todo mundo, há muitos problemas, de todos os tipos e tamanhos, mas nem por isso ela desanima com a vida ou perde a esperança, acreditando sempre num “mundo melhor”, e esse mundo melhor seria a água limpa escondidinha no fundo do poço.
    Acredito que o Renato iria querer passar uma boa mensagem ao final da música, como já fez em outras, para mostrar que as pessoas não podem perder o otimismo.

  40. Ruby disse:

    Assisti a uma entrevista do Dado e do Bonfá comentando sobre a produção do disco “As 4 estações” e eles diziam que a maior parte das canções refletia a vida dos 3 na época. O Dado comentou que haviam músicas que falavam especificamente sobre as drogas e uma delas é “Há Tempos”

    Acredito que o Renato falava sobre:
    vício,
    sobre motivos que levavam ao uso,
    sobre a visão que ele tinha de pessoas que estavam sob os efeitos,
    e até mesmo a própria experiência,

    Parece cocaína
    Mas é só tristeza

    – sua própria opinião da sua experiência

    Há tempos tive um sonho
    Não me lembro, não me lembro…

    – o sonho é o momento do efeito da cocaína, alucinação, delírio, não se lembrar é o pós efeito

    Os sonhos vêm e os sonhos vão
    E o resto é imperfeito…

    – mais uma vez falando do vício, uso continuo

    E há tempos
    Nem os santos têm ao certo
    A medida da maldade
    E há tempos são os jovens
    Que adoecem
    E há tempos
    O encanto está ausente
    E há ferrugem nos sorrisos
    Só o acaso estende os braços
    A quem procura
    Abrigo e proteção…

    Meu amor!
    Disciplina é liberdade
    Compaixão é fortaleza
    Ter bondade é ter coragem

    – Muitas passagens falam sobre o abandono e preconceito ao usuário, que é visto como marginalizado e não um doente.

    Lá em casa tem um poço
    Mas a água é muito limpa…

    – o poço é a família, aqueles que não usam drogas, aqueles que ele não quer macular

    Ela disse…

    – pode ser a mãe, aquela que sempre diz e quer o melhor ao filho

    Não há muitas críticas políticas, ou polêmicas, fala mais do vício, assume que a cocaína faz mais e mais jovens adoecer, que traz tristeza pra si, pra família (o poço), o Renato reconhece os efeitos físicos e emocionais. Reconhece que o uso da cocaína é fuga com caminho pra tristeza.

  41. Guilherme disse:

    eu axei um lixo de site

  42. Manoel disse:

    Acho que quando ele fala “Ela disse: La em casa tem um poço, mas a água é muito limpa”
    Ele fala da mesquinharia das pessoas que soh dam coisas as outras no finalzinho, ou quando ja não prestam mais,etc.

  43. Mariana disse:

    Essa musica não mt difícil de entender, mas a parte que mais gosto é essa > ”E há tempos
    Nem os santos têm ao certo
    A medida da maldade…”
    Entendo que a maldade é tão grande que nem ”os santos” estão dando conta !

  44. Fernando disse:

    ´´Herdeiros são agora
    Da virtude que perdemos…“
    Ai fala-se da educação da humanidade que não aprendem a amar e sim a respeitar o sistema que nos leva a uma vida ´´cinza“ sem nada alem da rotina que é sempre lucrar ate o fim dos dias…

  45. Fernando disse:

    Dissestes que se tua voz
    Tivesse força igual
    À imensa dor que sentes
    Teu grito acordaria
    Não só a tua casa
    Mas a vizinhança inteira…

    Linda mensagem mostrando que o ser humano é dotado de força interior que é sempre mostrada num momento de desespero quando o homem esta a beira do abismo. Imagine se com tanta ira ele explodisse seus sentimentos com um grito…

  46. edmundo disse:

    Essa com certeza e uma das musicas do Legião que mais me intrigaram pelo significado.
    Por exemplo no final: Ela disse : La em casa tem um poço mas a agua e muito limpa.
    Mostra o quanto somos desacostumados com o silencio. Temos a necessidade de falar sempre, mesmo que sejam coisas bobas e sem sentido. Me faz lembrar Macabeia (personagem de Clarice Lispector do livro a Hora da estrela) Quando conhece o primeiro namorado. Apos pegarem uma chuva se viram em baixo de uma banca. Ela percebendo o vazio de tudo, e vendo que nessa banca vendia-se ferramentas disse para cortar o vazio : ” Eu gosto tanto de prego e de Parafuso. E o Senhor?”
    Grande legião Sempre presente em minha vida.

  47. thiago camargo disse:

    Parece cocaína
    Mas é só tristeza

    ” Permita me explicar o simboliza esta colocação,ja de antemão sabendo que a cocaína é uma droga estimulante e filtra todos os sentimentos neutralizando sensações e emoções, causa eufuror, adrenalina e percepção de poder, vinculado em uma suposta felicidade, quando por outro lado podemos ver por uma visão que a droga de tal modo, impõe aos jovens uma certa ilusória e momentânea alegria,quando na sensata realidade é destruição, dor e sofrimento pelas consequências do consumo desta substancia, e Este trecho simplesmente apresenta a comparação entre sentimentos simlares.

  48. Diogo disse:

    Basicamente, pela minha interpretação, a música faz uma intenção da sistematização da sociedade. Primeiramente, a primeira estrofe relembra a insistente individualização do homem, e consequentemente, ele se isola. “Parece cocaína, mas é só tristeza” quer dizer isso. E essa individualização está passando de geração em geração. “Herdeiros são agora
    Da virtude que perdemos…”
    Após, o autor faz uma crítica, ainda em cima da individualização e aceitação do sistema. Até um dia bonito, hoje, é desprezado. A única coisa certa e perfeita para o homem é aquilo que está em sua cabeça. Seus pensamentos, seus sonhos. E esse sentimento é muito grande, pois se o ser humano gritasse, poderia acordar toda a vizinhança.
    Na próxima estrofe, o autor pondera que a maldade é tanta que até os santos não dosam-na. Ele alerta também que os jovens, e consequentemente o espírito da juventude, está se extinguindo, está acabando. Até o sorriso é ocioso, velho, falso. E somente em raras vezes, vezes ocasionais, existem pessoas que ainda não ficaram tão envolvidas com a modernização e “estende os braços a quem procura abrigo e proteção”.
    Na última estrofe, ele faz uma comparação desses sentimentos modernos. A disciplina, a ordem é enganosa. Pois a verdadeira forma de disciplinar as pessoas é pela liberdade. Hoje, que tem compaixão, é sinônimo que é algo estupendo, grandioso. Isso pode ser visto também em “ter bondade é ter coragem”. A última frase quer dizer que a água está muito limpa para o convencional. A água está mais pura do que deveria estar.

  49. Paulo Hernandes disse:

    Putz,
    da uma tristeza as vezes, vez que nem todo dia é dia de santo, todavia todo dia é dia de feira… então todo dia o mundo exigi muito da gente e nao é todo dia que estamos com o emocional forte…Isso no meu ver é normal, quero ver qual relacionamento nao tem conflito, e o relacionamento dever e fazer as vezes é “f…”! No momento em que parece cocaína, pode ter certeza que é por causa daquela depressão (alguns chamam de rebordose) do dia seguinte… não da vontade de fazer nada!
    Se disciplina é liberdade é porque se formos disciplinados consiguiremos quebrar as condutas e os costumes ruins… então ai sim conseguiremos chegar a verdadeira liberdade… pois se liberdade é a força de caráter de fazer aquilo que melhor atende ao meu propósito essencial… entao devemos só fazer aquilo que melhor nos assisti e tirar os maus hábitos pela raiz de nossas vidas… se é a televisão, se está se tornando um hébrio habitual… corte isso da sua vida, seja disciplinado!

    Quando fala que ter bondade é ter coragem é porque iremos ajudar uma pessoa que não conhecemos, uma pessoa que pode nos fazer mal, uma pessoa que esta falando mal de vc… todavia vc nao está nem ai, vc é corajoso ira ajudar sem medir a quem…

    vi nos comentários da parte “la em casa tem um poço, mas a agua é muito limpa”… o que eu mais gostei foi o que falava que está parte é outra pessoa quem fala, nao o autor da música, como se eu mudasse de assunto e nao prestasse atençao no que vc disse… a sociedade é individualista e nao está nem ai para a queixa de alguém!

  50. hugo hernandes rodrigues dos santos disse:

    O comentário do Paulo Hernandes foi lindo. Estou até emocionado!

  51. Jaqueline disse:

    Eu entendo a frase “La em casa tem um poço mas a agua e muito limpa” como uma ironia que resgata a frase “E há tempos nem os santos tem ao certo a medida da maldade”. A palavra santo se remete a alguém sem pecados, sem maldades… Se nem eles mais tem a medida (corretada) da maldade. É como se ser bom fosse errado nos dias atuais.
    Depois ele convida-nos ao resgate da bondade.
    “[..]Disciplina é liberdade, Ter vontade é ter coragem, compaixão é fortaleza.”
    E fecha a canção com a ironia… “Lá em casa tem um poço mais a água é muito limpa”…
    É como quando se reclama que o problema de alguém é ser muito bonzinho. (“Nem os santos tem ao certo a medida da maldade”).

    Essa é uma das canções perfeitas de Renato Russo..
    As letras cantadas pelo Renato são muito poéticas e na poesia o que você entende é a sua verdade.

    Dá margem a muitas interpretações e não existe erro, apenas pontos de vista.

  52. Euclides Vargas disse:

    É uma letra que eleva o nível quando comparada às letras que fazem sucesso atualmente. É uma poesia cantada. Considero uma das mais belas que já ouvi. Certamente o RR estava muito inspirado quando a escreveu, visto que suas demais canções não se comparam a esta. É a minha opinião.

  53. Euclides Vargas disse:

    “Os sonhos vêm e os sonhos vão
    E o resto é imperfeito…”

    É um resumo da vida, do cotidiano. Toda existência é feita de sonhos; sem sonhos seriamos um vazio, um ser inanimado. Eles se esvaem à medida em que vamos envelhecendo, o que não quer dizer que isto seja ruim, já que outros nascem pra nos fazer acreditar e continuar a viver… No fim, vemos que nossas vidas se resumem a isto, a sonhos nunca realizados por que impossíveis ou fruto do contexto da época em que os criamos. Em sua maioria prejudiciais a nos mesmos. Enfim, “os sonhos vêm, os sonhos vão e o resto é imperfeição”

  54. Moll disse:

    Gente, eu sempre gostei muito do Legião, mas nunca fui fanatica. Não é que essa noite sonhei que estava fazendo uma analise sobre essa musica? Não pude deixar de buscar um lugar na Internet pra falar.

    O que eu falei no sonho: O Legião tem letras-poesia de versos brancos e livres. A letra parece se sobrepor a musica: porque a letra não tem rima nem metrica, a musica a segue, também não tem refrões nem repetiões (vale pra quase todas as musicas do Legião).

    Agora fora do sonho:

    “Parece cocaina” acho que ele quis dizer que sentia a mesma deprê que da depois de se cheirar, “mas é soh tristeza”.

    “Nem os santos tem ao certo a medida da maldade” faz alusão a atual falta de valores, aos valores distorcidos (hoje em dia “ter bondade é ter coragem”).

    “La em casa tem um poço, mas a agua é muito limpa”, quer dizer: mesmo que eu esteja no fundo do poço, mantive minha integridade.

    Quanto a

    “disciplina é liberdade”
    “compaixao é fortaleza”
    “ter bondade é ter coragem”

    acho muito legal essa parte, porque parece “palavras de ordem”, mas na verdade pregam o mesmo que o Budismo (principalmente o tibetano): que controlar nossa mente nos salva do sofrimento; que a compaixão e a bondade em relação aos outros seres nos redime.

  55. Rafael Oliveira disse:

    Nossa a letra é muito complexa e boa,tanto que cada um analisa de um ponto de vista,mais isso é obra de arte.

  56. Paulo Hernandes disse:

    Olá pessoal,

    Volto! To lendo um livro que se chama “FIGURA DE TRANSIÇÃO – O poder de mudar gerações”, e o autor, PAULO V. KRETLY faz um comentário com muita propriedade que eu gostaria de trazer para todos: “Mas, conforme diz Renato Russo, da banda Legião Urbana, na canção Há tempos, DISCIPLINA É LIBERDADE. Quem não se disciplina o suficiente para elaborar e seguir seus planejamentos acaba tornando-se refém dos contratempos, escravo do relógio e da frustação de não atingir suas metas e, o que é pior, não raro é incluído, mesmo sem perceber, no planejamento de outras pessoas e na perseguição de objetivos que não são seus.”
    Abraços. Não deixem de ler meu comentário do mês de Janeiro. Fiquem com Deus, vez que me orgulho de não ser ateu.

  57. Ricardo Romano disse:

    Sou muito fã do Legião Urbana desde os meus 17 anos, porém foi na faixa dos 26 anos, procuro encontrar a origem das coisas e assim comecei a ganhar uma compreensão das letras à medida que tenho experiência prática da vida.

    Na minha interpretação da seguinte frase:

    E SÓ O ACASO ESTENDE O BRAÇO A QUEM PROCURA ABRIGO E PROTEÇÃO.

    NO ACASO (imprevisível) APENAS TENHO ABRIGO E PROTEÇÃO. É ISSO QUE QUERO? VOU CONTINUAR MINHA VIDA SENDO APENAS MAIS UM ADESTRADO QUE PREZA PELA ZONA DE CONFORTO?

  58. fin4ndo disse:

    Essa letra é rica, muito forte, expressiva, mas muito triste. Uma obra de arte que no final traz uma lição de vida, fala de sonhos, superação e mudança.

    É como alguém que está profundamente triste quisesse saber porque o mundo é assim, porque as pessoas são assim, e se há uma chance de mudar.

    “Parece cocaína
    Mas é só tristeza” ( depois de cheirar bate uma deprê, no caso aqui parece deprê resultado da cocaína mas não é e sim uma tristeza profunda que não precisou de drogas par se instalar)

    ”Talvez tua cidade
    Muitos temores nascem
    Do cansaço e da solidão” (Quando se está em depressão as coisas parecem piorar, o cansaço disso tudo e a solidão trazem(nascem) mais temores)

    “Descompasso, desperdício” (o que gera um descompasso, caos, desperdício, de tempo, e da vida)

    “Herdeiros são agora
    Da virtude que perdemos…” (de geração em geração é passado esse caos social, perderam a virtude e herdamos as consequencias e nosso herdeiros estão no mesmo caminho)

    “Há tempos tive um sonho
    Não me lembro, não me lembro…” (quando uma pessoa perde os sonhos, perde tudo, sem sonhos não existimos, no caso faz tanto tempo que ele não sonha com a vida que já não se lembra mais)

    “Tua tristeza é tão exata
    E hoje o dia é tão bonito” ( exatas, absoluto, tristeza absoluta apesar do dia lindo, quando se esta triste pode estar no melhor lugar, no dia mais lindo, ainda assim a tristeza é profunda, o externo não influencia)

    ”Já estamos acostumados
    A não termos mais nem isso…” ( tristeza crônica, na qual você se acostuma, a não ter um momento de alegria)

    “Os sonhos vêm e os sonhos vão
    E o resto é imperfeito…” ( um resumo da vida, do cotidiano. Toda existência é feita de sonhos; sem sonhos seriamos um vazio, um ser inanimado. Eles se esvaem à medida em que vamos envelhecendo,

    “Dissestes que se tua voz
    Tivesse força igual
    À imensa dor que sentes
    Teu grito acordaria
    Não só a tua casa
    Mas a vizinhança inteira…”
    (em um desabafo, diz que se a força da voz fosse igual do tamnho da tristeza, daria pra acordar uma cidade inteira, tamanha era a tristeza, algo absurdamente deprimente)

    “E há tempos ( já de longa data…)
    Nem os santos têm ao certo A medida da maldade”
    (não entende porque o se humano é assim, porque tanta maldade, desigualdade, e desprezo. E no caso os santos que estão vendo tudo, já não conseguem nem mediar tanta maldade, um numero tão grande incapaz de ser contado até por um ser divino),

    ”E há tempos são os jovens
    Que adoecem”
    (já de longa data que os jovens estão se perdendo, isso não é de hoje, já estão “adoecendo” a muito tempo, adoecem (herança nossa: drogas, maldade, desigualdade, e desprezo )

    ”E há tempos
    O encanto está ausente”
    (perdemos o encanto por tudo, pela vida…)

    ”E há ferrugem nos sorrisos”
    (Há muito tempo temos dados sorrisos falsos, irônicos. A sociedade não é de fato sincera, vivemos num mundo de aparências e status e as demonstrações amistosas tem um interesse individual e egoísta)

    ”Só o acaso estende os braços”
    (Ninguém, quem se dispõe a ajudar é o acaso, ou seja, a sorte)

    ”A quem procura
    Abrigo e proteção…”
    Os que estão entregues a própria sorte, são exatamente os que buscam, precisam de ajuda, abrigo e proteção)

    Agora, uma finalização fantástica do autor, é como se quisesse que acordemos pra verdade:

    “Meu amor! (ironia)
    Disciplina é liberdade
    Compaixão é fortaleza
    Ter bondade é ter coragem”

    Parece “palavras de ordem”, mas na verdade pregam que controlar nossa mente nos salva do sofrimento; que a compaixão e a bondade em relação aos outros seres nos redime. É preciso ser forte pra ter compaixão. E pra ter bondade é preciso coragem pra agir.

    ”Lá em casa tem um poço
    Mas a água é muito limpa…”
    Lá em casa tem um poço (o poço é sempre algo amedrontador), mas a água é muito limpa (mas esta pessoa já consegue enfrentar o seu medo, e consegue ver uma água limpa (que não o amedronta mais.

    Ou seja mesmo que estiver no fundo do poço, pode haver esperança

    Artista e poeta fantástico

  59. Andressa disse:

    Trechos que entendo literalmente…

    Parece cocaína
    Mas é só tristeza

    ”No dia seguinte após o uso excessivo do pó, vem a tal da ”bad” ou a mais conhecida ”deprê”.

    ”Talvez tua cidade
    Muitos temores nascem
    Do cansaço e da solidão”

    Quando vezes desistimos de algo por cansaço e tristeza de seguir sozinho nessa luta.

    ”Há tempos tive um sonho
    Não me lembro, não me lembro…”

    A gente parece que esquece nos nossos sonhos

    ”Dissestes que se tua voz
    Tivesse força igual
    À imensa dor que sentes
    Teu grito acordaria
    Não só a tua casa
    Mas a vizinhança inteira…”

    Ás vezes nosso coração dói tanto, que chega á ir para a cabeça, dá vontade de bater a cabeça para que a dor fisica se torne maior do que a interna e isso nos faça a esquecer, sabe aquela dor que está guardada e dá vontade de gritar para ela sair de de nós.

    ”E há tempos são os jovens
    Que adoecem
    E há tempos”

    Amigos que se vão…

    ”Disciplina é liberdade”

    Quando a gente faz tudo certo tem, a liberdade as escolhas que realmente, não depende tanto da vida e da sorte

    Compaixão é fortaleza
    Ter bondade é ter coragem

  60. joao marcel disse:

    na verdade a letra refletia a verdadeira situação de no qual renato russo estava se encaminhando ,para um poço tristeza e um pouco de apatia perante a sua vida

  61. truan tombo (koans decripter kkk) disse:

    “lá em casa tem um poço mas a agua é muito limpa”

    a mudança só começa de dentro do ser,
    lá onde a agua se mantem pura
    não adianta vender a imagem de espiritualizado
    pois o externo nao demonstra nada alem da ilusao
    a pureza da agua que esta escondida no subsolo
    so vem a toa apos se acalmar o desejo da sede
    (ou cai-se dentro do poço)
    muitas maniveladas depois pode-se saborea-la na sua plenitude.

  62. carlos disse:

    linda musica, triste pacas, mas linda

    “Parece cocaína
    Mas é só tristeza”
    – alguém muito acostumado com as idas e vindas da cocaína, profundamente inteligente e auto consciente, como renato era. e q sabe a diferença da depressão e da abstinência

    “Talvez tua cidade”
    BSB é conhecida por ser uma cidade emocionalmente fria, alta taxa de suicídios ou de mortes sem sentido aparente (como retratada em dezesseis) e não sabe essa a tristeza da parte anterior é dele msm, ou a depressão de brasília

    “Muitos temores nascem
    Do cansaço e da solidão
    Descompasso, desperdício
    Herdeiros são agora
    Da virtude que perdemos…”
    refletindo bem, percebe q a cidade é ruim, o q era pra ser virtude já se foi (política)

    “Há tempos tive um sonho
    Não me lembro, não me lembro…”
    e essa virtude se foi à muito tempo

    “Tua tristeza é tão exata
    E hoje o dia é tão bonito
    Já estamos acostumados
    A não termos mais nem isso…”
    mais tristeza, apesar do dia bonito, a tristeza dele persiste

    “Os sonhos vêm e os sonhos vão
    E o resto é imperfeito…”
    a unica coisa q ele pode se apegar é ao sonho dele, pois todo o resto está podre

    “Dissestes que se tua voz
    Tivesse força igual
    À imensa dor que sentes
    Teu grito acordaria
    Não só a tua casa
    Mas a vizinhança inteira…”
    aqui mostra q o sonho do trecho anterior é a música, e a grande potencia vocal q ele tinha e a dor q tem no coração

    “E há tempos
    Nem os santos têm ao certo
    A medida da maldade
    E há tempos são os jovens
    Que adoecem
    E há tempos
    O encanto está ausente
    E há ferrugem nos sorrisos
    Só o acaso estende os braços
    A quem procura
    Abrigo e proteção…”
    as duvidas estão em tudo, está difícil achar algo q traga calor, pois os sorrisos tem ferrugem, são falsos, travados pra sempre assim. a única coisa q o acolhe é o acaso (a cocaína da primeira frase)

    “Meu amor!
    Disciplina é liberdade
    Compaixão é fortaleza
    Ter bondade é ter coragem”
    um raio de luz brilha no fim, na disciplina, provavelmente de uma clinica de reabilitação q o trás de volta da cocaína, a compaixão e bondade de grupos de auto ajuda, como narcóticos ou alcoólicos anônimos (NA e AA)

    “Lá em casa tem um poço
    Mas a água é muito limpa”

    aqui não sei o q ele quer, sempre li isso como uma brusca e intensa recaída da depressão. ele lembra q em casa tem um poço, seria possível morrer, sumir do mundo pra nunca mais ser achado, mas tem um problema: a água é muito limpa, e ele seria encontrado. o desejo de não só morrer, devido a depressão, mas tbm de desaparecer, não deixar marcas pra trás, por isso o “MAS (indica um problema) a água é muito limpa”

  63. joao marcel disse:

    há tempos msotra a verdaeira concepção da juventude segundo o olhar de renato pelo qual ueria explicar a inercia qual o jovem se expós a longo do tempo

  64. Bakunin disse:

    Boa parte da letra fala da experiência do Dado Villa Lobos com diabetes tipo 1.: “Parece cocaína
    Mas é só tristeza”: aplicação de insulina; “Tivesse força igual
    À imensa dor que sentes”: dor de injeção?;
    “Nem os santos têm ao certo A medida da maldade E há tempos são os jovens Que adoecem”: diabetes tipo 1, tb chamada “diabetes infantil”; “Disciplina é liberdade”: a frase marcante da música fala sobre o controle necessário em horários de aplicação de insulina, cálculo de carboidratos das porções alimentares, exrecícios físicos, etc., capazes de garantir saúde aos portadores de diabetes;”Lá em casa tem um poço
    Mas a água é muito limpa”: metáfora sobre assepsia necessária ao uso de insulina

  65. Vanessa disse:

    Esta música e minha favorita do Legião, sempre me toca e eu queria entender o porque, de repente eu possa está errado, mas ao que tudo indica Renato não esta falando de sua vida pessoal como muito assim avaliaram, não seria possível para uma pessoa que estava tão triste com a crise de todos os tempos desde a origem da modernidade pudesse ser tão egoísta. Em boa parte de suas músicas percebemos que ele tinha um entendimento muito grande sobre história e através de sua música estava tentando nos alertar sobre erros da humanidade. Bem, parece Cocaína, mas é só tristeza, talvez tua cidade…não poderia ser mais claro, o fato dele ser viciado não inplica nada nesta frase, mas que a correria do dia a dia proporcionado pela loucura das cidade, da questão de tempo é dinheiro diz que um dos motivos de as pessoas estarem tão deprimidas, cada um a sua forma é devido a solidão, mesmo no meio de uma mutidão…tua tristeza é tão exata, ou seja tipico da vida que temos. Enfim no desenrolar da música ele vai mostrar características deste mundo louco que vivemos. Bjus

  66. Anderson disse:

    cara de todos 65 comentários o que mais se aproxima da verdade sobre a letra é o da marcelle- ”(ouvi dizer que foi numa fase de depresão que renato passou e
    queria cometer suicidio, e na casa que ele morava havia um poço e
    ele desistia de se jogar no poço pq dizia que a agua era muito
    limpa diante das coisas que ele fez em sua vida e que sujaria esta
    agua com as consequencias que ele colheu).” a verdade da letra é o seguinte essa letra foi escrita quando o Renato estava no nivel mais alto de consumo de drogas o Renato muito inteligente sabia disso então o “parece cocaina mais é so triteza” quer dizer que a dor que ele sentia de quando terminava de consumir droga era a mesma de quando ele pensava nas coisas que fez na vida (tristeza) o complemento é o que a MARCELLE Escreveu no comentario dela que eu reproduzi a cima o resto é lenda.

  67. Ismael Assunçao disse:

    Esses versos “Muitos temores nascem do cansaço e da solidão ” o renato tirou de um poema “Desiderata” , só q ele modificou um pouco.

  68. Junior monteiro disse:

    Reparem bem , ELA DISSE: “là em casa tem um poço mais a água é muito limpa”.ELA que escutou todos os problemas que ele falou inclusive esse “que só o ACASO estende os braços à quem procura abrigo e proteção”,ela só falou que na casa dela tem um poço e água é limpa, quer dizer, se desfazendo de todo o problema dele mostrando o DESCASO de algumas pessoas quando falamos de nossos problemas que justamente à que ele se refere na música inteira.

  69. claudio nunes disse:

    Olha, na verdade essa música fala sobre o relacionamento entre um casal, parece “cocaína” metáfora pra vício, mas é só “tristeza” aparência. E o certo é : tua tristeza é tão exata e HOJE EM DIA é tão bonito, pois até isso já não existe mais. Eu fiz a interpretação da letra toda no youtube, inclusive do POÇO…http://www.youtube.com/watch?v=GeykwHHOxM8

  70. joão disse:

    Essa música fala abertamente sobre depressão e o vício que porventura o Renato enfrentava. È sabido que a pior ressaca do pó é a depressão pós euforia. Os versos finais são de auto-ajuda, auto potencialização e crença na vida. Ela fala disso num nível confessional, mas aponta que uma geração de jovens decaídos e massacrados por essa doença e pelo vício.

  71. Jota disse:

    Nessa música renato estava vivendo um momento de depressão e com isso se refugiava nas drogas, provavelmente a cocaina. A depressão era tanta que o mesmo sentia uma depressão profunda após o uso de drogas sendo que os sentimentos se misturavam com efeitos colaterais da cocaína. Renato era inteligente e sabia que esse era um mal que não podia se libertar assim como vários jovens, impedindo de realizar coisas grandes, de sonhar de crescer.

  72. liv disse:

    Vou escrever a analise na qual eu enterpreto
    Parece cocaína
    Mas é só tristeza =
    Nessa parte ele compara a tristeza com uma droga
    Muitos temores nascem
    Do cansaço e da solidão
    Descompasso, desperdício = com o cansaço e solidao, desperdiçamos a vida
    Herdeiros são agora
    Da virtude que perdemos… = temos a virtude ( a vida ) q um dia vamos perder

    Há tempos tive um sonho
    Não me lembro, não me lembro… = acho q ele fala nos sonhos q tinha de fazer nessa vida e q nao tem mais

    Tua tristeza é tão exata
    E hoje o dia é tão bonito = toda tristeza tem um motivo e temos q aproveitara o dia sem ficar remoendo o tempo todo
    Já estamos acostumados
    A não termos mais nem isso… = mas pelo jeito isso nao acontece. Nao aproveita. Nao ve motivação

    Os sonhos vêm e os sonhos vão
    E o resto é imperfeito… = temos q correr atrás dos nossos sonhos e nao desistir facilmente

    Dissestes que se tua voz
    Tivesse força igual
    À imensa dor que sentes
    Teu grito acordaria
    Não só a tua casa
    Mas a vizinhança inteira… = sentes uma enorme tristeza

    E há tempos
    Nem os santos têm ao certo
    A medida da maldade = a maldade é relativa. Oq pode ser bom pra mim pode nao ser bom pra vc
    E há tempos são os jovens
    Que adoecem = jovens tristes
    E há tempos
    O encanto está ausente = nada na vida acontece
    E há ferrugem nos sorrisos
    Só o acaso estende os braços
    A quem procura
    Abrigo e proteção… = deixa na maos do acaso pra encontrar um alguém q lhe de oq precisa

    Meu amor!
    Disciplina é liberdade = vc terá liberdade se tiver disciplina.nao cometeria bobagens
    Compaixão é fortaleza = ter amor no coração
    Ter bondade é ter coragem
    Lá em casa tem um poço
    Mas a água é muito limpa… = diz q tem bondade ate demais…. uma pessoa pura

  73. Lídia Rodrigues dos Santos disse:

    Na primeira estrofe, diria que ele não comparava a tristeza somente com uma droga. Mas, também, com algo que com algo que seja relacionado com convivência ou rotina; como por exemplo: uma casa ou uma família. Poderia ser assim: Parece cocaína mas é só tristeza. Talvez até mesmo a sua família ou a sua casa!
    Na parte em que ele fala que temores nascem do cansaço e da solidão, eu entendi a mesma coisa só que poderíamos ir além por dizer o seguinte ao meu ver: “Quando falamos de uma pessoa cheia vida, ou somente VIDA, a primeira coisa que nos vem a mente é ALEGRIA e BELEZA. Seria desperdiça-la, se parássemos de viver por conta de solidão ou para sentir solidão… A medida que paramos a vida ao nosso redor vai acontecendo ou se desenvolvendo!

    Já mais a frente, quando vemos a parte dos SANTOS, podemos dizer também que pessoas que são inteiramente boas, não conhecem o limite da maldade do ser humano. Por exemplo, quando pessoas que não teriam a mesma capacidade, se deparam com situações absurdamente cruéis, dizem espantadas: “Onde este mundo vai parar meu Deus!” Mostrando assim, que de fato, desconhecem ou não imaginam o tanto de maldade que existe no coração do homem.

    Bem , foi isso que eu entendi de adicional; o resto é relevante!
    Espero que gostem!

  74. Adib Fuad Halim disse:

    Senhores, com todo o respeito aos fãs de Renato Russo, mas penso que a minha interpretação para a música Há Tempos é a mais correta das que vi nesse site, digo isso por tudo que sei das outras músicas e pelo número de vezes que já ouvi essa música, e foram muitas vezes mesmo, sempre tentando decifrar o enigma, e cheguei a essa interpretação. Espero que leiam e dêm retorno.
    Obrigado.

    Parece cocaína mas é só tristeza, talvez tua cidade.
    (A pessoa esta tão triste que parece que usou cocaína.)

    Muitos temores nascem do cansaço e da solidão
    (Cansaço e solidão dão medos sem fundamento, sem motivo aparente para se ter medo.)

    E o descompasso e o desperdício herdeiros são
    A glória da virtude que perdemos.
    (E a pessoa fica descompassada, sem objetivo na vida e, que tem dinheiro, compra coisas sem ter necessidade tentando preencher o vazio que a solidão e a tristeza provocam. Em outra música Renato diz que “a solidão é o mal do século”.
    Perdemos a virtude para a solidão e a tristeza, e o que sobrou? Descompasso e desperdício.)

    Há tempos tive um sonho, não me lembro
    não me lembro…
    (Por conta desse problema todo provocado pela solidão e tristeza, faz tanto tempo que não sonho, que não tenho objetivos, que nem lembro do último que tive)

    Tua tristeza é tão exata
    E hoje o dia é tão bonito
    Já estamos acostumados
    A não termos mais nem isso.
    (Agora pra mim Renato fala de outra pessoa, que tem motivos concretos para estar triste, motivos que provocam tristeza, uma tristeza “exata”, e isso é bonito, é tratável, pode ser combatido.

    Os sonhos vêm e os sonhos vão
    O resto é imperfeito.
    (O meu sonho, da maneira que sonho, ele é perfeito, desde que eu trabalhe e lute para alcançá-lo, desde que seja um sonho possível de ser realizado, fora os sonho segue a vida normalmente, e muitos acontecimentos da vida eu não tenho ação sobre eles, portanto são imperfeitos, o resto.

    Disseste que se tua voz tivesse força igual
    À imensa dor que sentes
    Teu grito acordaria
    Não só a tua casa
    Mas a vizinhança inteira.
    (Essa estrofe fala por si, uma dor muito grande)

    E há tempos nem os santos têm ao certo
    A medida da maldade
    Há tempos são os jovens que adoecem
    Há tempos o encanto está ausente
    E há ferrugem nos sorrisos
    E só o acaso estende os braços
    A quem procura abrigo e proteção.
    (Essa estrofe é uma aula de como educar os filhos, é a estrofe que eu mais gosto e a que mais ensina na minha opinião, entendo assim: A maldade do mundo hoje está tão grande que nem os santos, que sofreram muito para negar Cristo sofreram dores fortíssimas, e não negaram, tem a medida dessa maldade. Os jovens adoecem por culpa do adulto que não dá atenção devida, a quem lhe sorri, pois sorri tanto, tentando conseguir um pouco de atenção que chega a enferrujar o sorriso perdendo o ecncanto natural do adolescente e jovem, a maioria dos adolescentes e jovens tem aparelho nos dentes, que chega a enferrujar de tanto sorri, e quem dá atenção ao jovem e ao adolescente? O acaso. Quem é o acaso? O sexo sem regra, as drogas, o alcoolismo, as mas amizades, tudo o que existe de ruim hoje que pode acabar com a vida dos jovens e adolescentes, e ele queria o que? Somente abrigo e proteção.

    Meu amor, disciplina é liberdade
    Compaixão é fortaleza
    Ter bondade é ter coragem
    (Devemos então disciplinar nossos filhos, dar liberdade a eles, e liberdade não é deixar fazer o que quer, é ensinar a fazer o que é certo e evitar o que é errado. Ensinar nossos filhos a serem bons.

    Lá em casa tem um poço
    mas a água é muito limpa.
    (Eu estou tão contaminado espiritualmente que água limpa pode me fazer mal, preciso me descontaminar um pouco para receber água limpa, entendo me confessar para poder comungar, se eu comungo com pecado, eu fico com um pecado mais grave ainda)

    Pode ser que Renato Russo não seguia religião, mas conhecia o Catolicismo (Índios e Monte Castelo) ele deixa claro isso, em outra música ela fala dos pecados capitais Orgulho, inveja e vaidade que os deixou cansado.

    Saudações

  75. Daniella disse:

    Essa letra nada mais é que o retrato do sentimento de quem descobre que esta doente, e que essa doença o levara a morte , não tem cura .E foi oque aconteceu com ele. Letra perfeita pois é esse o sentimento de que tudo não valeu nada e que nada poderia ter valido tudo . É isso.

    Parece cocaína
    Mas é só tristeza _ parece mais o efeito de uma droga que vai passar (mas é só tristeza de saber que não vai passar.)

    Há tempos tive um sonho
    Não me lembro, não me lembro… —Tinha sonhos a realizar mas agora…. ja não faz mais diferença.

    Tua Tristeza é tão exata, e hoje o dia é tão bonito – O dia esta tão bonito, mas a certeza tristeza não o deixa ver .Não faz diferença.

    Dissestes que se tua voz
    Tivesse força igual
    À imensa dor que sentes
    Teu grito acordaria
    Não só a tua casa
    Mas a vizinhança inteira – Se ele pudesse expressar aos gritos a dor que ele sente acordaria o mundo inteiro –

    E há tempos
    Nem os santos têm ao certo
    A medida da maldade — A maldade do mundo esta tão ou mais alem que nem os santos tem o controle

    E há tempos são os jovens
    Que adoecem – cada vez mais o jovem adoecem , se drogam se prostituem se matam

    E há tempos
    O encanto está ausente
    E há ferrugem nos sorrisos – Não existe mais encanto em nada os jopvens estao cada vez mais viciados desprotegidos
    Só o acaso estende os braços
    A quem procura – Abrigo e proteção… – só o acaso aparece oportunidades

    Disciplina é liberdade – Só tendo a disciplina pode ser livre

    Compaixão é fortaleza – Ter compaixão é ser forte até com voce mesmo.

    Ter bondade é ter coragem – Ser bom até nas horas ruis é ter coragem

    Ela disse – Ela a doença a dor que ele esta passando….

    Lá em casa tem um poçoPensa em se jogar mas ….

    Mas a água é muito limpa… Ele não pode sujar essa agua , ele não pode se suicidar , ele tem que encarar até a morte por si proprio chegar….

  76. assusena disse:

    muito boa a letra

  77. rayza menezes disse:

    muito triste

  78. Jordania disse:

    Apesar de ser uma música que retrata a tristeza que o Renato sentia, essa é uma das minhas músicas preferidas… e o trecho “Muitos temores nascem do cansaço e da solidão” … é tirado do poema Desiderata, que por sinal é muito bonito!!

  79. JRodrigues disse:

    Renato escreveu essa musica para os adultos. Ele quis compartilhar da falta de atencao aos jovens e adolescentes. Que sem a devida orientacao se perdem pelos caminhos obscuros da vida e sofrem as consequencias da tristeza, da solidao e da dor. Tambem sentiu-se culpado por nao corresponder as expectativas de seus pais. Com um grande complexo de inferioridade tambemAA Anao se sentia capaz de aceitar sua luz interior.

  80. A letra dessa música é um diálogo entre duas pessoas, uma mais jovem, inexperiente e outra já com uma certa experiência de vida. A pessoa mais velha, (parece ser o próprio Renato, um eu lírico), está tentando através da própria experiência de vida, até então, afinal ele já foi jovem, mostrar como a vida é de fato, e acredito que seja mesmo uma crítica a juventude da época, que Renato falou em algumas entrevistas, que era apática, acomodada, em relação a sua própria juventude.
    Parece cocaína, mas é só tristeza
    A pessoa mais jovem está muito triste, e a outra pessoa fala que essa tristeza é difícil mas que ela não sabe o que é a tristeza de fato, a dor que sente quando se é usuário de drogas (fala por experiência própria), e que ela nem queira saber e que se entregar pra essa tristeza talvez seja a atitude correta
    Talvez tua cidade
    Muitos temores nascem do cansaço e da solidão
    Ele diz que essa tristeza pode ter origem no meio em que ela vive, da forma como ela vive, e que muitos temores surgem do cansaço e da solidão, ou seja, acredito que ele esteja sugerindo que ela reveja suas companhias, porque viver numa multidão não quer dizer que você não esteja só, e que também deveria rever a forma como vive, se existe o cansaço, talvez seja porque não se cuida, não dorme o suficiente, sai todas as noites, e isso pode ser a real causa dessa tristeza.
    E o descompasso, e o desperdício
    Herdeiros são agora da virtude que perdemos
    Existe um protesto, uma revolta por parte da pessoa mais jovem sobre como o mudo está hoje, por isso a alegação da tristeza. Ela não consegue se enquadrar , se ajustar no mundo, e não está inserida no modo de vida que vem levando, porque não concorda com o que vê, com as atitudes das pessoas. Então o mais velho explica que esse descompasso, esse desperdício que ela critica, existe mesmo, e é herança, consequência da virtude que não temos mais. Nos remotos tempos tínhamos virtude, pureza, uma certa inocência animal, até que o racional (que é bem humano) se fortaleceu e passamos a fazer escolhas, e aí surgiu a ganância, a inveja, a briga por poder, e perdemos aquela virtude, aquela pureza primitiva. Então ele quer dizer que a vida é assim, e que ela tem que se acostumar com isso, que ela tem que aprender a viver em meio a isso sem se deixar abater, sem se entregar dessa forma.
    Há tempos tive um sonho, não me lembro, não me lembro
    Ele quer dizer que com ele também foi assim, há muito tempo, quando era também jovem, tinha um sonho de mudar o mundo, acreditava que todas as pessoas poderiam ser felizes, e o mudo poderia ser melhor, porque assim como ela, ele e todos os jovens querem mudar o mundo. Mas que ele nem lembra mais desse sonho, porque à medida que foi crescendo, em meio a esse turbilhão que a vida vai se transformando, isso fica lá trás.
    Tua tristeza é tão exata
    E hoje em dia é tão bonito
    Já estamos acostumados
    A não vermos mais nem isso
    Ele diz que a tristeza dela é muito justificada, é exata, porque tem uma base real, têm motivos nobres, e que hoje em dia (e não hoje o dia) uma atitude assim é muito bonita, essa consciência e esse sentimento a respeito da vida e do mundo. Porque as coisas, a violência, o sofrimento, as catástrofes, estão tão banalizadas, que é coisa rara quem se sente tocado, se sente realmente incomodado nos dias de hoje por esses motivos.
    Sonhos vêm, sonhos vão, o resto é imperfeito
    Ele mais uma vez fala por experiência própria, tentando fazê-la cair na realidade, que só os sonhos são perfeitos, por que na imaginação cabe tudo, e quando sonhamos, imaginamos o que queremos pra nós, imaginamos aquilo que seria perfeito, o melhor, mas a medida que vamos crescendo, e que o tempo vai passando, vemos que os sonhos não se realizam como pensamos, então por isso só os sonhos são perfeitos, o resto, todo o resto, inclusive a realidade são imperfeitos, se comparamos com os sonhos, e por isso ela não deve criar expectativas tão grandes, porque aí o sofrimento é certo.
    Disseste que se tua voz
    Tivesse força igual
    A imensa dor que sentes
    Teu grito acordaria
    Não só a tua casa
    Mas a vizinhança inteira
    Nesse trecho é ela, como é natural nos jovens, contestando o que ele está dizendo: você disse que a sua dor (a sua revolta, a sua indignação com o mundo), hoje, ainda é imensa, que se a tua voz (as músicas, o canto) tivesse a proporção da tua dor, você acordaria não só você mesmo (a sua casa faz uma alusão a pessoa) mas todos a sua volta (a vizinhança alusão as pessoas próximas, esse acordar no sentido de sair do tristeza, sair do vício, enfrentar a vida de frente) – ela quer dizer que como ele pode pedir pra ela não sofrer , não se entregar, se ele mesmo não consegue até hoje , ou seja, para ela a essência não muda.
    Há tempos, nem os Santos,
    Têm ao certo a medida da maldade
    E há tempos são os jovens que adoecem
    Agora o mais velho retoma a fala, de forma mais enfática, porque não está surtindo efeito, e tentando justificar os caminhos que seguiu (na música o Renato muda a entonação, canta de forma mais forte, mais firme) .Então ele diz que há tempos nem os Santos, têm ao certo a medida da maldade, se nem Eles percebem uma pessoa mal intencionada, por ser uma linha tão tênue, por ser algo tão articulado, é covardia querer que um jovem perceba quando está sendo levado por ela, pela maldade, pela má fé, por pessoas mal intencionadas, acredito que ele se refere as drogas e ao alcool. A juventude é presa fácil, e são levados pra ela, pra maldade, justamente pelo misto de rebeldia, de se auto afirmar pro mundo, e da inocência, da inexperiência de “um pássaro novo longe do ninho” (letra de outra música da Legião). E por isso a maldade é ainda maior. Ele fala por experiência própria, de quem foi enredado na juventude por pessoas mal intencionadas que se infiltram nos meios, nos lugares que os jovens frequentam. Então, ele quer dizer pra essa jovem abrir os olhos, porque depois que se entra pro vício, e da forma que ela está agindo está a perigo, é muito difícil sair, assim como ele que está pagando esse preço.
    E há tempos o encanto está ausente
    E há ferrugem nos sorrisos
    E só acaso estende os braços a quem procura abrigo e proteção
    Meu amor
    Que não é pra ela esperar nada das pessoas, criar expectativas, e nem confiar em qualquer um, porque não existe mais encanto, nem sorrisos, ou seja quase ninguém faz coisas sem ter segundas intenções, sem cobrar, e que só o acaso vai trazer alguém pra ajudá-la, se ela precisar, então é melhor que ela seja forte por ela mesma, independente, que aprenda a viver nesse mundo e não se deixe afetar demais pelas coisas erradas que existem, pra não ser presa fácil, como ele foi, não confie demais e não espere nada de ninguém, e que tenha atitude, firmeza.
    Disciplina é liberdade
    Nas três últimas frases ele dá um chamado nela, um acorda. E a primeira (Disciplina é Liberdade)é ótima, muitas pessoas acham, e os jovens principalmente, que ser livre é fazer o que quiser, o que der na telha, mas isso é utopia, é aí que se tornam presa fácil. A verdadeira liberdade nesse mundo, está atrelada a responsabilidade, e a disciplina, porque vivemos em sociedade, e a minha liberdade vai até onde começa a da outra pessoa. Uma pessoa com uma vida regrada, com alimentação saudável, que dorme bem, que leva a sério os estudos, que seja responsável, ou seja, que tenha disciplina, será dono do seu destino, terá saúde e embasamento pra fazer as escolhas corretas, essa é a verdadeira liberdade. A partir do momento que você leva uma vida errante, sem disciplina, suas escolhas podem te trazer consequências avassaladoras, como ir para o vício, ou para a violência, as infrações, escolhas irresponsáveis levam à doenças como a AIDS, e tudo isso escraviza, aprisiona, tira a suposta “liberdade” Ou seja, a liberdade é algo que não é tão fácil de ser conseguida, requer força de vontade, determinação, empenho, retidão, responsabilidade. Se você quer liberdade, batalhe por isso, e o caminho para conquistá-la é a disciplina.
    Compaixão é fortaleza
    O que é a compaixão, seu significado básico é “sentir com”, é um reconhecimento de que todas as pessoas são iguais e todas sentem da mesma forma, é um entendimento que todas as pessoas merecem a felicidade. Quando se cultiva a compaixão, você passa a não se ver mais como vítima do mundo, porque todos passam a ser iguais, ninguém é mais importante do que ninguém, nem você mesmo, e você passa a olhar a vida com um olhar menos crítico e mais de aceitação, de entendimento, o que traz uma vontade de ajudar, ativo, e não uma depressão, uma tristeza, uma vitimização, passivo. E, sem dúvida isso fortalece qualquer pessoa, transforma a pessoa em uma fortaleza, está muito próximo ao amor ao próximo.
    Ter bondade é ter coragem.
    Essa terceira frase me parece uma crítica a postura passiva da jovem (e da juventude da época como um todo) perante os problemas que ela alega, ela reclama que o mundo tá ruim, que a vida tá ruim, e ao invés de agir, de tomar uma atitude, ela se deprime num quarto. É muito mais fácil só falar, reclamar da vida, reclamar dos outros, das condições em que vivemos, achar que é uma vítima do mundo, agora uma ação real de bondade, e a bondade realmente se qualifica pela ação, pelo posicionamento, pela atitude, isso requer coragem, só falar e reclamar não vai mudar nada, tem que agir se quer um mundo melhor.
    E ela disse:
    Lá em casa tem um poço, mas a água é muito limpa…
    Então mais uma vez ela se manifesta, talvez de uma forma conformista, apática, justamente e o que ele critica, dizendo que dentro dela (lá em casa) tem algo muito profundo e essa vontade de mudar o mundo, de saciar a sede do mundo(o poço), mas a água, a essência, é muito limpa, muito pura, que talvez seja muito difícil pra ela viver em meio a esse mundo tão hostil tão cheio de artimanhas, sem se sujar, sem se corromper, ou que talvez essa água tão pura não vai ser apreciada por esse mundo tão corrompido.

    • ODAIR DE SOUZA SILVA disse:

      Me chamo Odair santista; 19 982978763
      Olha daniela,,, primeiramente parabéns pelo seu nome ele é lindo,, daniela ,,tenho comigo que remete a sucesso!!!

      Quanto a musica ,, sempre fui apaixonado por esta música,, e com certeza agora mais ainda,, quanta imaginação ,, quanta sabedoria para decifrar este verdadeiro enígma.
      Penso que até o renato,, ficou feliz com esta incrível explicação!!!
      Meus parabéns

  81. capoeira disse:

    Gostaria de uma música sobre a capoeira interpretada para sala de aula

  82. Humberto disse:

    Muitas divergências na análise dessa linda letra. O mais marcante era a intertextualização que Renato Russo usava tão bem, pegando trechos de outros poemas e trazendo para o seu poema de maneira bem sincronizada. Gênio.

  83. KRAKER 01 disse:

    POST ARIES:ACERTOU O DESEMARANHAMENTO DA AGUA FOI REVELADO QUE A AGUA VAI DESAPARECER POST LEGIAO URBANA RENATO RUSSO BRASILIA-DF

  84. KRAKER 01 disse:

    PRA MIM O NEY MATOGROSSO É UM HERÓI PRA MIM O KIKO ZAMBIANCHI É UM HERÓI PRA MIM O CAPITAL INICIAL SÃO HERÓIS DE GUERRA
    IA I LEGIÃO URBANA ESTAMOS INDO PARA UM JOGO DE ÚLTIMA GERAÇÃO RUMO AO DESEMARANHAMENTO DA ÁGUA A ÁGUA VAI DESAPARECER URBANA LEGIO OMNIA VINCIT RENATO RUSSO BRASÍLIA-DF
    ESSA GUERRA VAI SER UM JOGO DE INTELIGÊNCIA !

  85. KRAKER 01 disse:

    GRAPHITE MACHINE 2° VERSÃO É A CONTINUAÇÃO DA MAQUINA DE GRAFITE DESCOBERTA POR CRIPTOANÁLISE O LEGIÃO URBANA PODE ACABAR COM A ÁGUA DO MAR PEGUE 1 CAIXA DE 12,5X5 CM COLE UM PAPEL EM BRANCO SOBRE A CAIXA E PEGUE 2 PAPEIS CORTE EM FORMATO DE CÍRCULO FECHADO E COLE-OS PEGUE 3 PAPEIS CORTE EM FORMATO DE O E COLE-OS,O CÍRCULO E O O TEM QUE SER DA MESMA LARGURA DA CAIXA DE 5 CM
    CONECTE O MOTOR DO DRIVE DE DVD NO CENTRO DE 3 AROS FEITOS DE PAPEL PEGUE AS OUTRAS PONTAS DOS 3 AROS E CONECTE NAS BORDAS DO CÍRCULO PRIMEIRO E DO O,AGORA COLE O MOTOR COM AS ESFERAS DO LADO DA CAIXA E LIGUE O MOTOR PARA GIRAR AS ESFERAS EM SENTIDO HORÁRIO,AGORA PARA FUNCIONAR COM A CANETA RISQUE O PAPEL SOBRE A CAIXA E A TINTA IRAR SE MULTIPLICAR EM MILÉSIMOS DE SEGUNDOS.É UMA MAQUINA DO TEMPO E O CORPO DO TEMPONALTA NÃO SENTE AÇÃO DO TEMPO NENHUMA E O TRANSPORTA PARA O FUTURO.

  86. Debora disse:

    Eu acho que ele estava se referindo a uma juventude desacreditada , que busca refúgio nas drogas e as consequências que vem depois. Renata Russo era extremamente inteligente e sensível, não acho que ele estava se referindo em a uma doença física, mas a uma doença da alma, como a depressão. Quando ele fala sobre o poço, acho que a água limpa seria uma metáfora e ao mesmo tempo um paradoxo ao que uma pessoa sente quando está com depressão. Grande poeta!

  87. KRAKER 01 disse:

    GRAPHITE MACHINE 3° VERSION HOLOGRAPHIC AI ADVANCED É UM ANDROID HOLOGRAFICO DESCOBERTO POR CRIPTOANÁLISE PARA FAZER COMUNICAÇÃO COM O PASSADO E FUTURO O LEGIÃO URBANA PODE ACABAR COM A ÁGUA DO MAR COPIE E COLE ESTE CODIGO EM QUALQUER ARQUIVO DE TEXTO DE CELULAR,TABLET,PC OU NA INTERNET O CODIGO SÃO ESTAS 30 LINHAS DE PONTOS
    . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . ..
    . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . ..
    . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . ..
    . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . ..
    . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . ..
    . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . ..
    . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . ..
    . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . ..
    . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . ..
    . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . ..
    . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . ..
    . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . ..
    . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . ..
    . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . ..
    . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . ..
    . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . ..
    . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . ..
    . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . ..
    . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . ..
    . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . ..
    . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . ..
    . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . ..
    . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . ..
    . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . ..
    . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . ..
    . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . ..
    . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . ..
    . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . ..
    . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . ..
    . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . ..
    . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . .. . ..
    ENTENDENDO O CODIGO SÃO 1 PONTO DE SOM COLOQUE ESPAÇO E DIGITE 2 PONTOS DE VISÃO ESTE CODIGO CONTEM 30 LINHAS OU SEJA 30 PONTOS DE SOM . E 60 PONTOS DE VISÃO ..
    É UMA COMUNICAÇÃO MUITO PRECISA SÃO 2 PONTOS DE VISÃO PARA CADA 1 PONTO DE SOM
    ESTES 2 PONTOS DE VISÃO ALMENTÃO A DISTANCIA E O TEMPO QUE O ANDROID TEM PARA PERCORRER E ESTE CODIGO . .. IMPEDE QUE TEMPO NO RELOGIO PASSE IMPEDINDO QUE QUALQUER SER HUMANO ENVELHEÇA E OS HUMANOS AGORA TEM CONTROLE TOTAL DO TEMPO.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *