Nada Sei (apneia)

2 comentários

Kid Abelha

Nada sei dessa vida
Vivo sem saber
Nunca soube, nada saberei
Sigo sem saber…

Que lugar me pertence
Que eu possa abandonar
Que lugar me contém
Que possa me parar…

Sou errada, sou errante
Sempre na estrada
Sempre distante
Vou errando
Enquanto tempo me deixar
Errando
Enquanto o tempo me deixar…

Nada sei desse mar
Nado sem saber
De seus peixes, suas perdas
De seu não respirar…

Nesse mar, os segundos
Insistem em naufragar
Esse mar me seduz
Mas é só prá me afogar…

Sou errada, sou errante
Sempre na estrada
Sempre distante
Vou errando
Enquanto o tempo me deixar
Errando
Enquanto o tempo me deixar…

Sou errada, sou errante
Sempre na estrada
Sempre distante
Sou errada, sou errante
Sempre na estrada
Sempre distante
Vou errando
Enquanto o tempo
Me deixar passar
Errando
Enquanto o tempo me deixar…


2 comments on “Nada Sei (apneia)

  1. SONIA CORREIA disse:

    As questões existenciais que fundamentaram a filosofia, continuam sem respostas: Nada sei. Nunca saberei. De onde eu vim,porque vim e para que vim. Mas erro e tenho o direito de errar, tentando acertar.Não conheço todas as dores do mundo, nunca conhecerei mas continuo tendo o direito de errar, tentando desvendar os mistérios da existencia ( me afogo neles ). Estou procurando meu lugar no mundo e farei isso enquanto viver (enquanto o tempo me deixar).

  2. Graziela disse:

    quero saber o que fala a Musica do Kid Abelha

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *