Paulinho da Viola

Minha vez de sorrir

Se eu voltar aos teus braços
vou repetir meus fracassos
tudo aquilo que passou
Eu sinto- me tão alegre
é justo que eu não me entregue aos teu caprichos, amor

Muito consultei meu coração
e cheguei a conclusão: você pra mim morreu!
Minha vez de sorrir chegou agora
quem perde é quem chora
e você perdeu
Perdeu!


Lá lá lá lá lá laia…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estas HTML tags e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>