Categorias
O Rappa

Hey Joe

Hey joe
Onde é que você vai
Com essa arma aí na mão

Hey joe
Esse não é o atalho
Pra sair dessa condição

Dorme com tiro acorda ligado
Tiro que tiro trik-trak boom
Para todo lado

Meu irmão, é só desse jeito
Consegui impor minha moral
Eu sei que sou caçado
E visto sempre como um animal

Sirene ligada os homi
Chegando trik-trak
Boom boom
Mas eu vou me mandando

Hey joe
Assim você não curte o brilho
Intenso da manhã
Acorda com tiro dorme com tiro

Hey joe
O que o teu filho vai pensar
Quando a fumaça baixar

Fumaça de fumo
Fogo de revólver
E é assim que eu faço eu faço
A minha história

Meu irmão, aqui estou por causa dele
E eu vou te dizer
Talvez eu não tenha vida
Mas é assim que vai ser

Armamento pesado
Corpo fechado
Eu quero é mais ver
Mais vai ser difícil me deter

Hey joe,
Muitos castelos já caíram e você tá na mira
Tá na mira, tá na mira, tá na mira

Hey, hey, hey, hey joe
Muitos castelos já caíram e você tá na mira

Também morre quem atira.(8x)

Menos de 5% dos caras do local
São dedicados a alguma atividade marginal
E impressionam quando aparecem nos jornais
Tapando a cara com trapos
Com uma uzi na mão
Parecendo árabes,árabes,árabes do caos.
Sinto muito cumpadi
Mas é burrice pensar
Que esses caras
É que são os donos da biografia
Já que a grande maioria
Daria um livro por dia
Sobre arte, honestidade e sacrifício, sacrifício
Arte, honestidade e sacrifício
Também morre quem atira.(8x)
Deu pro cara se ligar na missão joe.

10 respostas em “Hey Joe”

Esta é a versão do Rappa para uma música do Jimi Hendrix com o mesmo nome. A letra da música do Jimi está abaixo:

Hey Joe, where you goin’ with that gun in your hand?
Hey Joe, I said where you goin’ with that gun in your hand?
Alright. I’m goin down to shoot my old lady,
you know I caught her messin’ ‘round with another man.
Yeah,! I’m goin’ down to shoot my old lady,
you know I caught her messin’ ‘round with another man.
Huh! And that ain’t too cool.

[2nd verse [Ah. -backing vocal on each line]]
Uh, hey Joe, I heard you shot your woman down,
you shot her down.
Uh, hey Joe, I heard you shot you old lady down,
you shot her down to the ground. Yeah!

Yes, I did, I shot her,
you know I caught her messin’ ‘round,
messin’ ‘round town.
Uh, yes I did, I shot her
you know I caught my old lady messin’ ‘round town.
And I gave her the gun and I shot her!

Alright
(Ah! Hey Joe)
Shoot her one more time again, baby!
(Oo)
Yeah.
(Hey Joe!)
Ah, dig it!
(Hey)
Ah! Ah!
(Joe where you gonna go?)
Oh, alright.

[3rd verse]
Hey Joe, said now,
(Hey)
uh, where you gonna run to now, where you gonna run to?
Yeah.
(where you gonna go?)
Hey Joe, I said,
(Hey)
where you goin’ to run
to now, where you, where you gonna go?
(Joe!)
Well, dig it!
I’m goin’ way down south, way down south,
(Hey)
way down south to Mexico way! Alright!
(Joe)
I’m goin’ way down south,
(Hey, Joe)
way down where I can be free!
(where you gonna…)
Ain’t no one gonna find me babe!
(…go?)
Ain’t no hangman gonna,
(Hey, Joe)
he ain’t gonna put a rope around me!
(Joe where you gonna..)
You better belive it right now!
(…go?)
I gotta go now!
Hey, hey, hey Joe,
(Hey Joe)
you better run on down!
(where you gonna…)
Goodbye everybody. Ow!
(…go?)
Hey, hey Joe, what’d I say,
(Hey…………………..Joe)
run on down.
(where you gonna go?)

A música também não era do Jimi, era de domínio publico, se não me engano, uma música popular americana. Um outro exemplo disso é Umbrella da Rihanna.

certo mulekada.. essa versao do rappa diz por si so… e um alerta… mutas vezes o tiro disparado.. volta de uma forma inesperda pra ti…e ate quando vc vai ser a minoria que prefere atirar a ser o verdadeiro dono da biografia… sendo heroi pela paz e honestidade? Nao peco para ser martir( se matar por uma causa) mas que reflita sobre seus atos …. poi cada palavra dita rudemente e uma arma… e quando escutadas ferem como projeteis….
quando precisar atirar….. disparando um projetil vc e responsavel… entao seja responsavel meu irmao…

desculpe a falta de acento.. pois estou em um pc na romenia e aqui.. nao cosegui configurar em nossa lingua…

“Menos de 5% dos caras do local
São dedicados a alguma atividade marginal”

nem todos da favela são marginais, menos de 5%… ou seja, nao se pode generalizar dizendo que todo mundo eh bandido na favela

“É que são os donos da biografia
Já que a grande maioria
Daria um livro por dia
Sobre arte, honestidade e sacrifício”

essa parte o marcelo d2 e o chorao cantam nas musicas deles tbm.. fala que essas pessoas tem mta historia pra contar, ja passaram por mta coisa, Dariam um livro por dia.. sao trabalhadores…

“E impressionam quando aparecem nos jornais
Tapando a cara com trapos
Com uma uzi na mão
Parecendo árabes,árabes,árabes do caos.”
Nessa parte eles falam dos traficantes, q impressionam a todos da sociedade qdo cobrem a cara com camisas velhas (trapos), segurando um UZI (fuzil), parecendo arabes do caos – o povo do oriente médio, os terroristas…

Essa é a imagem q eles querem transmitir:

http://4.bp.blogspot.com/_LLy5HkM_Ck8/TRc8ckWoqyI/AAAAAAAAD1c/teTRoo8xV7g/s1600/traficantes2.jpg

Claramente, falam q o caminho do crime não é bom, q tem consequencias mto ruins (também morre quem atira!), mas q esses (traficantes) são a minorias nas favelas (apenas 5% dos caras do local são dedicatos a alguma atividade marginal), e que os bons e honestos prevalecem: a grande maioria daria um livro por dia sobre arte, honestidade e sacrificio…

A versão do Jimi Hendrix de Hey Joe conta um episódio da história de Joe, um cara que matou sua mulher por ter visto ela paquerando. No entando, um crime dessa gravidade não tende a ficar impune num país como os Estados Unidos onde esse tipo de crime é levado a sério (é nesse país que se deixa perceber que a história lá se passa). Ao final da música após a consumação do crime Jimi (supostamente ele mesmo) pergunta a Joe o que ele irá fazer e ele responde que irá para o México pois necessita estar livre. Ai fica a nós as perguntas: Ele estará mesmo livre no México? Essa liberdade é plena? Você concorda com liberdade parcial?
O Joe que é cantado pelo Falcão também deveria pensar nessas questões.

E as vezes aparece quem diga que as letras não se ligam.

A música fala sobre o caminho muitas vezes tomado por aqueles que estão em uma condição baixa, em um patamar desigual aos que têm mais. ”Esse não é o atalho pra sair dessa condição”, diz Falcão. O mundo do crime é uma ilusão, não é a melhor forma de ascender. Vivendo sempre às escuras (”Assim você não curte o brilho intenso da manhã”).. Sempre escondido ”dos homi”. Mas prega também que não devemos generalizar: ”menos 5% da favela são dedicados a uma atividade marginal”.

Uma grande e genial letra, como todas as outras de grande impacto social escritas pelo Rappa.

A letra fala sobre o tráfico, o uso de drogas. “Tiro” é a gíria para o uso da cocaína.

“dorme com tiro acorda ligado
tiro que tiro trik-trak boom
para todo lado”

Atenção: essa letra foi escrita a partir da vivência dos rapazes americanos na situação pós-guerra do Vietnam. A paranoia que levou o ex-combatente a assassinar sua mulher é contada na música. Mas, claro, pode ser exemplo para os dramas dos excluídos de hoje, no Brasil…

Grande musica, quem tem um pingo de massa cinzenta já pode compreender a menssagem dela, que o crime não comprensa, não é porque você pobre e mora em uma favela que tem que desistir de seu caminho apesar de ser mais facil entrar para o crime. Assim como Falcão diz:
“Sinto muito cumpadi
Mas é burrice pensar
Que esses caras
É que são os donos da biografia
Já que a grande maioria
Daria um livro por dia”.
Contra o que muitas pessoas pensam, talvez porque não viveram em uma favela ou um lugar onde o trafico organizado é grande, acha que é fácil algum individuo estudar ao invés de seguir carreira no crime.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *