Categorias
Francisco Alves

Isaura

Ai, ai, ai, Isaura
Hoje eu não posso ficar
Se eu cair em teus braços
Não há despertador
Que me faça acordar
Eu vou trabalhar

O trabalho é um dever
Todos devem respeitar
Ô, Isaura, me desculpe
No domingo eu vou voltar

Seu carinho é muito bom
Ninguém pode contestar
Se você quiser eu fico
Mas vai me prejudicar
Eu vou trabalhar