Categorias
Fernando Mendes

Menina do subúrbio

Trabalhou o dia inteiro
Sem tempo pra sonhar
A menina do subúrbio
Espera encontrar

O seu príncipe encantado
E entregar seu coração
E faria qualquer coisa
Pela sua ilusão

Quando alguém se oferece
Para em casa a levar
Ela diz que tem seu carro
Para não se preocupar

Pois não quer que ninguém saiba
Que ela mora muito além
Finge que não quer carona
E vai pegar o trem

Lê as colunas sociais
Sonha com seu nome nos jornais
Espera o convite para ser atriz
E pede a Deus para ser feliz

Ouve música estrangeira
Sentada na janela
Não entende uma palavra
Mas pensa que é pra ela

Finge que é importante
Pras meninas lá da rua
E não vê que no subúrbio
A vida continua

Uma resposta em “Menina do subúrbio”

Creio que ela quer crescer social e economicamente, como todo ser humano. Porém, vejo um pouco de Megalomania, nela, a julgar pela letra. Mário Xavier – Abreu e Lima-PE, 27 09 2020, às 14h35min.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *