Vão-se os Cabaços, Ficam-se os Desgostos

Falcão

0 comentários

Há alguém por perto querendo a lua
Bebendo mel, querendo comemorar
Alguém que decerto deseja ter o grande prazer
De deitar na cama e repartir o bolo com você
Eu, pessoalmente, já estive muito perto
Mas sigo o meu caminho reto

Embora já tenha ouvido muita gente dizendo pra mim
Você é a flor que mais se cheira aqui

Essas privações, sofremos nós, os anjos
Poetas lúcidos do carnaval
Mas a carne é fraca e o boi não lambe
Pois o boi sabe a cerca onde fura




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *