Categorias
Ary Barroso

Falta de consciência

Meu pobre coração
Você maltrata por querer
E faz sofrer, ingrata
Já é não ter um pingo só
De consciência
Tenha paciência, tenha dó
De quem no mundo vive só
Eu faço por tirar
Do pensamento esta lembrança
Que me domina
Irei cumprir a minha sina
O esquecimento será minha vingança
Eu sei, arranjaste outro amor
E da vida, fingida
Tenho fé que tudo há de passar
Então irei gozar!
Quem despreza um coração,
Sem ter razão, só por prazer
Mais tarde irá se arrepender
Porque o mundo é mesmo assim
Um tormento sem fim
E a mulher, abismo de maldade,
Eis a verdade!
É difícil se viver sem padecer
Não há ninguém… vá lá!
Há mal que vem pra bem