Paranóia

18 comentários

Raul Seixas

Quando esqueço a hora de dormir
E de repente chega o amanhecer
Sinto a culpa que eu não sei de que
Pergunto o que que eu fiz?
Meu coração não diz e eu…
Eu sinto medo!
Eu sinto medo!

Se eu vejo um papel qualquer no chão
Tremo, corro e apanho pra esconder
Com medo de ter sido uma anotação que eu fiz
Que não se possa ler
E eu gosto de escrever, mas…
Mas eu sinto medo!
Eu sinto medo!

Tinha tanto medo de sair da cama à noite pro banheiro
Medo de saber que não estava ali sozinho porque sempre…
Sempre… sempre…
Eu estava com Deus!
Eu estava com Deus!
Eu estava com Deus!
Eu tava sempre com Deus!

Minha mãe me disse há tempo atrás
Onde você for Deus vai atrás
Deus vê sempre tudo que cê faz
Mas eu não via Deus
Achava assombração, mas…
Mas eu tinha medo!
Eu tinha medo!

Vacilava sempre a ficar nu lá no chuveiro, com vergonha
Com vergonha de saber que tinha alguém ali comigo
Vendo fazer tudo que se faz dentro dum banheiro
Vendo fazer tudo que se faz dentro dum banheiro

Para…nóia

Dedico esta canção:
Para Nóia!
Com amor e com medo (com amor e com medo)
Com amor e com medo (com amor e com medo)
Com amor e com medo (com amor e com medo)
Com amor e com medo (com amor e com medo)…

Com amor e com medo…


18 comments on “Paranóia

  1. Alvaro de Moura Martins disse:

    E vc? O que faz quando está só?

  2. Rui ibipa disse:

    tipo essa musica é mto da hora, no trecho q ele canta Vacilava sempre a ficar nu lá no chuveiro, com vergonha
    Com vergonha de saber que tinha alguém ali comigo
    Vendo fazer tudo que se faz dentro dum banheiro
    Vendo fazer tudo que se faz dentro dum banheiro

    acho q ele tava tocando uma bronha, na moral msm, só prestar bem atençao pra vcs ver ahahaha

  3. Cristiane disse:

    Raul Seixas era ateu e essa musica mostra a paranóia causada pela religião que só serve para amedrontar as pessoas: “Minha mãe me disse há tempo atrás Onde você for Deus vai atrás Deus vê sempre tudo que cê faz” a mae disse isso para ele não fazer nada de errado temendo o castigo de Deus, mas ele é uma pessoa reflexiva e começa a ficar paranoico com essa historia “Mas eu não via Deus
    Achava assombração, mas… Mas eu tinha medo” pensando que se Deus realmente existir é pessimo pois não há liberdade:”Vacilava sempre a ficar nu lá no chuveiro, com vergonha, Com vergonha de saber que tinha alguém ali comigo”

    • Miguel Tunes disse:

      Corrigindo só uma coisa, ele n era ateu, parecia, no começo eu também achava, porém eu fui pesquisando e estudando mais sobre ele e descobri o contrário, ela n era ateu, tem até algumas músicas dele que explica isso

  4. Diego 4/20 disse:

    Eu e Eu = Eu e Deus,deus siginifica mente,atraves da mente agenti cria coisas!

    vc corpo vc mente! reflita ele naum era ateu

  5. Rosangela Macinelli disse:

    Paranóia – Fala sobre masturbação e o medo de estar cometendo um pecado. “Minha mãe me disse a tempo atrás aonde você for Deus vai atrás… Deus vê sempre tudo o que você faz… Vacilava sempre a ficar nu lá no chuveiro com vergonha… com vergonha de saber que tinha alguém ali comigo vendo fazer tudo o que se faz dentro de um banheiro”.

  6. Cassius Clay disse:

    kkkkkkkkkkk
    kkkkkkkkk

    Vocês estão pirando! Raul Seixas era um cara lúdico, gostava de brincar com a cabeça das pessoas. Assistam suas entrevistas com Pedro “Boiola” Bial e Marília “Irmã do Satanás” Grabriela e veja a manipulação que faz com eles! Ele tinha esse “dom” de fazer as pessoa perderem a noção das coisas facilmente.

    Mas letra trata da face de malvado que as religiões dão a Deus quando dizem: – Olha, se fizer algo que aos boçais de igreja e à sociedade Deus vai puní-lo! Desde cedo as crianças aprendem que Deus é perverso. Se Ele é um Deus de amor, por quê a pervesidade? Seria muito contraditório, não?

  7. Fernando R. disse:

    Aquela passagem do “sempre, sempre eu estava com deus” em um vocal gospel no fundo é genial. Supra ironia.
    Mas o tema central da música é a repressão a que as pessoas se impõem, seja pelo olho divino, que seguiria todo mundo, sem dar uma aliviada, seja pelo bilhete com anotações pessoais que alguém poderia ler.

  8. Rafael disse:

    em um trecho ele canta “para….nóia” nóia seria uma psicose, no meu ponto de vista causado pela cocaina, por isso ele perde a hora de deitar. Quando ele cita que vacila e que tem vergonha é porque ja tinha visto o mal que fazia para si mesmo, e no final, o prazer da droga e o medo da reação das pessoas que ama.

    No banheiro ele se escondia para usar as drogas em casa, ja que a esposa nao permitia.

  9. Philip1st3z disse:

    Essa, música além de IRONIZAR DEUS, como era típico do Raul, brincar sériamente com a religião….É um devaneio típico de mta loucura….. E tudo bem real….viagem de cocaína, e pura!!!
    —>>>”Quando esqueço a hora de dormir
    ”E de repente chega o amanhecer
    Sinto a culpa que eu não sei de que
    Pergunto o que que eu fiz?
    Meu coração não diz e eu…
    Eu sinto medo!”

    —>>> A cocaína não t deixa dormir, te deixa perguntando sobre várias coisas, encanado com tudo E COM MEDO!!! BIXÃO, NO PÂNICO!!!! (hehe)

    ”Se eu vejo um papel qualquer no chão
    Tremo, corro e apanho pra esconder
    Com medo de ter sido uma anotação que eu fiz
    Que não se possa ler
    E eu gosto de escrever, mas…
    Mas eu sinto medo!”

    —>>> Alguns tem a nóia, a brisa, de ficar catando ou, ao menos, procurando coisas no chão,porém…sempre…SEMPRE COM MEDOOO!!! EFEITO COMUM EM MTOOOS….kkkkk é até que

    ”Tinha tanto medo de sair da cama à noite pro banheiro
    Medo de saber que não estava ali sozinho porque sempre…
    Sempre… sempre…”

    —> Aqui sim, como o amigo abaixo disse anteriormente, estava em casa, e queria usar escondido no banheiro, mas como todos sob efeito, e o MEDO?!?! A mulher ali, e ele doidasso…, BIXO, NO PANICO?!?!

    ”Tinha tanto medo de sair da cama à noite pro banheiro
    Medo de saber que não estava ali sozinho porque sempre…
    Sempre… sempre…
    Eu estava com Deus
    (……..)

    Dedico esta canção:
    Para Nóia!
    Com amor e com medo (com amor e com medo)”

    —>>> A encanação típica d q vc não está nunca só, tem sempre alguém t olhando e, a segunda parte, Ele dedica a cançÃo À: NÓIA!!! É, esta palavra é bem antiga….e com amor e com medo pq como todo bom usuário, e ele ERA UM ASSÍDUO….Ele torna-se amante enquanto usa…porém: COM MEDO, NÁ NÓIA, BIXOOOOOO…..kkkkkk

    Essa é, sem dúvidas a mais cabível… Quem já usou mto e, como ele viveu as brisas, mto sabe!!!

  10. Philip1st3z disse:

    Ps.: Apenas corrigindo, é para a paranóia….Talvez tenha sido o próprio Raul, na música, o criador desta palavra!!!

  11. michelle costa disse:

    Essa musica fala de uma do medo eterno de um único lugar: quando criança agente tem medo de ir ao banheiro, do escuro, coisas que nos colocam medo. Depois na adolecencia o medo do “pecado da masturbação”, afinal mais uma vez nos deparamos com o medo que nos de que nos é imposto de que “deus esta em td lugar nos observando” E finalmente o uso mais comum da cocaina em casa que é no banheiro, escondido. A cocaina que nos tira o sono e quando vc vai ver a noite ja virou dia. No fim a musica se resume na culpa de fazer coisas que que mesmo nem sendo aprendemos que é errado, acabamos na paranoia.

  12. Daniel disse:

    É como o cidadão fica depois da tortura de uma ditadura, paranóico.

  13. Flávio Maurão disse:

    Essa canção fala sobre masturbação e o medo que dava no Raul antigamente de Deus ver.

  14. nando disse:

    Raul esta falando de ter por diversas passado noites em claro e não ter produzido nada, paesar de gostar de escrever, ou seja, que diversas vezes tentou produzir algum escritos, mas não passavam de alguns rabiscos insignificantes. entretanto, tinha medo que alguém encontrasse os rabiscos feitos e que poderiam considera-los como muitos baixos no sentido de serem impróprios.

  15. Sergio Neto disse:

    Essa música é sobre a paranóia que ele ficou após receber uma dura de policiais da ditadura.
    Se ele visse algum papel perdido pela casa, ele corria ver o que era, com medo que estivesse algo subversivo que o colocasse em problema com os militares. Quando ele fala de Deus, está falando na verdade dos próprios militares, com vergonha de usar o banheiro e ter a ideia que lá dentro podiam haver câmeras filmando tudo.
    Li muitas asneiras na análise dessa música. Sugiro que leiam novamente, pensando no Raul estando paranóico após ter levado uma prensa de militares, e interpretem Deus como as forças armadas, e vocês verão como tudo faz sentido.

  16. wil disse:

    hahahaha muito engraçado ler os comentários. A maioria sem sentido. Ele dedica essa canção para a NÓIA. Termo usado pelos usuários de cocaína pra expressar o momento de euforia e encanação que a droga provoca. “Dedico essa canção para a nóia”. Você passa noites em claro e não percebe e de repente já amanheceu. Você acha que tem alguém te olhando, alguém te perseguindo só que você sabe que não tem ninguém, então o que é? Deus? Então como ficar pelado sozinho no banheiro se Deus tá te olhando? kkkkkkk Com amor e com medo (sentimentos que a droga potencializa). Foda, Raul era simplesmente muito foda.

  17. Pedro disse:

    Trata-se de uma interpretação filosófica em que Descartes prova a existência de Deus…por favor parem pensar que ele era apenas drogado…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *