Envelheço na Cidade

9 comentários

Ira!

Mais um ano que se passa
Mais um ano sem você
Já não tenho a mesma idade
Envelheço na cidade…

Essa vida é jogo rápido
Para mim ou prá você
Mais um ano que se passa
Eu não sei o que fazer…

Juventude se abraça
Faz de tudo prá esquecer
Um feliz aniversário
Para mim ou prá você…

Feliz aniversário
Envelheço na cidade…(3x)

Feliz aniversário!…

Meus amigos, minha rua
As garotas da minha rua
Não os sinto, não os tenho
Mais um ano sem você…

As garotas desfilando
Os rapazes a beber
Já não tenho a mesma idade
Não pertenço a ninguém…

Juventude se abraça
Faz de tudo prá esquecer
Um feliz aniversário
Para mim ou prá você…

Feliz aniversário
Envelheço na cidade…(3x)

Feliz aniversário!
Lá Lá Lá Lá Lá Lá Lá Lá…
Lá Lá Lá Lá Lá Lá Lá Lá…

Juventude se abraça
Faz de tudo prá esquecer
Um feliz aniversário
Para mim ou prá você…

Feliz aniversário
Envelheço na cidade…(4x)


9 comments on “Envelheço na Cidade

  1. Thiago disse:

    A Musica fala sobre o que era(é ainda ?) viver na cidade de São Paulo na década de 80, envelhecendo em meio ao cinza da Cidade !

  2. Alexandre disse:

    Ótimos comentários Thiago.

    Vc é paulista cara??

  3. Alexandre disse:

    Po, sou do Rio cara!

    Me amarro na KISS FM daí e em toda a cena Rock!!

    Quando tiver uma boa no rock dae manda a notícia ae!

    Vlw Brother!!

  4. Tárik disse:

    Eu também sou do Rio, e me amarro em Sampa…adoro essa cidade, o movimento, a Zona Leste, Pinheiros tb, o Centro Velho de noite, que eu já percorri tantas vezes, sozinho, com um imenso prazer, a Paulista a qualquer hora do dia…penso que a cena rock de Sampa, nao sei explicar porque, tem muito mais bandas boas do que a cena carioca…
    acho que é pq Sampa , e a gente tem de ser sincero nestes momentos, tem uma cena cultural muito mais forte que o Rio…eu sei pq eu conheço a cena cultural da minha cidade,o Rio, e ela é bem mais fraca que a de Sampa…
    Entrar num site sério e ficar de ironia é coisa grossa e desnecessária; eu poderia falar em várias bandas boas do passado e presente de Sampa, mas não vou responder a ironiazinhas absolutamente grossas e desnecessárias…
    O primeiro verso é sobre a perda de sentido ao se perder a mulher amada…tudo parece desmoronar…
    O segundo verso está meio que conectado ao primeiro, é sobre um nao pertencer a ninguem que parece que é aquela coisa do cara se desconectar das galeras as quais ele fazia parte…
    Tárik

  5. Thiago disse:

    Alexandre e Tarik, Cara essa cidade (São Paulo) não é nenhuma maravilha não, meus nobres irmãos, tem suas atrações ? Tem….mais qual cidade não tem ? A vida aqui é muito ruim, já era inclusive na época da musica, pois a mesma é muito irônica no refrão, e naquela época ainda não tínhamos a pressão psicológica que existe hoje na cabeça dos cidadãos das grandes metrópoles, ou seja só ficou pior, e o futuro é vortex…como diria os replicantes !

    Abraços

  6. Marcos Lupp disse:

    A música fala do aniversário do fim de um relacionamento “mais um ano que se passa mais um ano sem você”, outro trecho que completa essa ideia diz “um feliz aniversário para mim ou pra você”.

  7. Haroldo Moreira da Silva disse:

    …mais um ano sem você…Eu não sei o que fazer…As garotas desfilando Os rapazes a beber…Não pertenço a ninguém…Faz de tudo prá esquecer…Feliz aniversário…Envelheço na cidade… Uma pessoa solitária comemora com tristeza a passagem (só ida) do tempo.

  8. Matheus Feron disse:

    Ao meu ver a musica se trata de uma pessoa que esta fazendo mais um aniversario de fim de relacionamento. A pessoa amada foi embora da cidade ainda por cima.
    Nesses anos que passaram ele fez de tudo para esquecer, abraçou a juventude, indo em festas, bebedeiras, mas isso nao adiantou, pois ele não se sente incluido em grupo algum e nao tem eles como verdadeiros amigos e ninguem para amar. As outras garostas nao interessam a ele e ele segue apenas envelhecendo, vendo o tempo passar, sentindo falta da ex e de seus velhos amigos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *